Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

TCC ARQUITETURA FINAL

BANCA 02
by

Franciele Barreto

on 27 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TCC ARQUITETURA FINAL

Espaço de Cultura e Lazer na Arquitetura Comercial
Projeto Megastore
Franciele Barbosa Barreto
O LIVRO E AS LIVRARIAS
CONCEITO DE MEGASTORE
Considerações Sobre o Tema
UNOESTE- UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA
Orientador : Maria Eunice Carvalho Tosello
Presidente Prudente
2014
Estudo Preliminar...
Projeto...
Criar e desenvolver projeto de livraria aliada ao conceito de megastore para a cidade de Presidente Prudente.



Proposta
TERRENO
Acessibilidade da População de Presidente Prudente.
Localização estratégica (eixo viário principal da cidade)
Equipamentos de importância em seu entorno como o Parque do Povo.
Terreno extenso com uma topografia favorável para o desenvolvimento do projeto arquitetônico
Figura 61: Mapa da localização da área – Sem Escala
Fonte: (Prefeitura Municipal de Presidente Prudente)
ESTUDOS NO TERRENO
Fotos da Área :
Fonte: Autor
LEVANTAMENTO MÉTRICO
LEITURAS PROJETUAIS
LIVRARIA DA VILA- ISAY WEINFELD - SÃO PAULO
LIVRARIA CULTURA- CONJUNTO NACIONAL - FERNANDO BRANDÃO-SÃO PAULO
LIVRARIA TANUM-JVA- OSLO- NORUEGA
Livraria da Vila
Ano do Projeto : 2007
Conclusão da Obra: 2007
Materialidade
Concreto
O Projeto é composto por :
3 pavimentos.
Cafeteria.
Espaço Kids.
Escritório.
Áreas de serviços.
Figura 19: Cineplex Park Mellat
Fonte:<http://www.archdaily.com/115928/mellat-park-cineplex-fluid-motion-architects/north-west-view/> Data de acesso: 01/04/11
Organização espacial/ Setorização
SUBSOLO: Auditório, administração, Serviço e Espaço kids.
TÉRREO: cria uma praça no acesso , sendo considerado um espaço público.
NIVEL SUPERIOR: dedicado ao espaço de música e dvd, e a cafeteria.
Figura 21: Setorização do edifício
Fonte: <http://files.archinect.com/uploads/ai/aiu_showcase_mellat_24x.jpg> Data de acesso: 01/04/11
Materialidade
Vidro
Concreto Aparente
Figura 33: Praça de convívio
Fonte: <http://www.archdaily.com/115928/mellat-park-cineplex-fluid-motion-architects/north-west-view-2/> Data de acesso: 01/04/11
Figura 32: Vista Sul.
Fonte: <http://www.archdaily.com/115928/mellat-park-cineplex-fluid-motion-architects/south-view-2/> Data de acesso: 01/04/11
Compatibilização com o Entorno.
Figura 34: Vista Sul.
Fonte: <http://www.archdaily.com/115928/mellat-park-cineplex-fluid-motion-architects/south-view-2/> Data de acesso: 01/04/11
Figura 35: Praça de convívio
Fonte: <http://www.archdaily.com/115928/mellat-park-cineplex-fluid-motion-architects/basement-ramps-towards-exhabition-gallery//> Data de acesso: 01/04/11
Livraria Cultura
Ano do Projeto :12007
Conclusão da Obra: 2007
Materialidade:
Vidro
Concreto
Trama Metálica
O Projeto é composto por :
3 pavimentos ligados por rampa.
Teatro
Cafeteria
Áreas e serviços e equipamentos
Figura 36: UFA Cinema Center
Fonte: <http://www.infosources.org/what_is/Deconstructivism.html> Data de acesso: 06/04/11
Orçanização espacial
Figura 37/ 38: Divisão dos blocos devida suas funções
Fonte: <http://www.gongmingliu.com/wp-content/uploads/2010/09/Photo-12.gifmodificado pelo autor para representação dos blocos>Data de acesso: 06/04/11
Figura 00: Planta- Térreo – acesso/ circulação.
Fonte:<http://www.jnierth.de/UFA_Kristallpalast/index.html, com a leitura de acessos e circulação desenvolvida pelo autor>. Data de acesso: 06/04/11
Figura 40: Planta – Primeiro Pavimento – acesso/ circulação.
Fonte:<http://www.jnierth.de/UFA_Kristallpalast/index.html, com a leitura de acessos e circulação desenvolvida pelo autor>. Data de acesso: 06/04/11
Figura 39: Planta – Segundo Pavimento– acesso/ circulação.
Fonte:<http://www.jnierth.de/UFA_Kristallpalast/index.html, com a leitura de acessos e circulação desenvolvida pelo autor>.Data de acesso: 06/04/11
Acesso/ Circulação
Materialidade
Concreto Aparente/ Gradil Metálico.
Figura 46: A noite, o “Cristal” ganha destaque com seu jogo de iluminação
Fonte: <http://static.panoramio.com/photos/original/1905380.jpg> Data de acesso: 06/04/11
Figura 47: Volume proposto pelos arquitetos, que lembra uma proa de navio.
Fonte:<http://1.bp.blogspot.com/_GeJo5E2MMbk/SeHZs8fS7DI/AAAAAAAAM7U/sdbKDV6mMgo/s1600-h/41.JPG>. Data de acesso: 06/04/11.
Figura 48: Fachada – Detalhe escada de concreto aparente protegida por um gradil de alumínio.
Fonte: <http://www.gongmingliu.com/wp-content/uploads/2010/09/Facade.jpg> Data de acesso: 06/04/11
Livraria Tanum
Materialidade:
Vidro
Concreto
O Projeto é composto por :
1 pavimento.
Ala de loja.
Áreas e serviços e equipamentos
Ano do Projeto :2011
Previsão de Conclusão :2012
Figura 51: Novo museu de imagem e som do rio de Janeiro
Fonte: <http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/diller-scofidio-renfro-museu-rio-16-03-2011.html> Data de acesso: 16/03/11
Compatibilização com o Entorno.
Figura 59: relação do edifício com o entorno.
Fonte:<http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/diller-scofidio-renfro-museu-rio-16-03-2011.html>.Data de acesso: 16/04/11
Fim da Apresentação
INTRODUÇÃO

JUSTIFICATIVA
Presidente Prudente está entre as três cidades mais populosas do Oeste Paulista.
A economia é voltada para prestação de serviço e comércio.
OBJETIVO GERAL
Implantar um novo espaço comercial, que aliado a estudos de dimensionamento e conforto, traga a população uma nova referência de livraria com segmento de venda em outros produtos.
OBJETIVO ESPECÍFICO
• Atentar a necessidade da população ao que diz respeito á qualidade e aos custos dos produtos oferecidos;
• Propor sua implantação com fácil acesso, onde moradores de outras cidades possam encontrar com facilidade;
• Criar um local de encontro que promova as relações sociais e a aprendizagem;
• Tornar um ponto cultural e de comercio de grande relevância para a cidade e região.
METODOLOGIA
Através da carência desse tipo de estabelecimento, analisar público alvo, com estudos de casos
existentes e analisando implantação desse tipo de comércio em outros locais, visando sua inserção na cidade de Presidente Prudente.

BREVE HISTÓRICO
Necessidade do homem de se expressar

PRÉ HISTÓRIA
PINTURAS RUPESTRES
Escrita em tabletes de barro
EVOLUÇÃO NA ESCRITA
FOLHA DE PAPIRO E PERGAMINHO
DESCOBERTA DOS CHINESES
PAPEL CHINÊS FEITO A PARTIR DE FIBRAS VEGETAIS, descoberta no ano 751
OS TIPOS DE IMPRESSÃO
A tipografia e a xilografia
A imprensa de JOHANN GUTENBERG
O SURGIMENTO DO LIVRO NO BRASIL
SÉCULO XVI
COMÉRCIO LIVREIRO NA CORTE DO RIO DE JANEIRO
LIVRARIAS NOS DIAS ATUAIS
Existem atualmente no Brasil 1706 livrarias atuando no comércio estando essas unidades espalhadas por todo país, desse número 68% se concentram no Sudeste e no Sul do país (ANL, 2013).
Essas livrarias existentes no Brasil, estão classificadas em 4 tipos sendo: Grandes Redes Nacionais, Redes Regionais, E-commerce, Independentes e Franquias.
O conceito de megastore visa oferecer entretenimento, lazer e cultura em um único ambiente, e muitas lojas vem adotando essa tendência de comportamento mundial.
A principal estratégia que os estabelecimentos que seguem essa tendência é unir estilo, conforto e tecnologia em um ambiente aconchegante para que o cliente permaneça o maior tempo possível dentro do estabelecimento
Setorização em planta
A organização do programa de necessidades acontece em quatro setores: área administrativa, área comum, privado/serviço e semi público.
Acessos/Setorização
Eixos


Elevação (Testadas)

• Pontuação na Silhueta

• Uso do solo

• Gabarito de altura

• Levantamento métrico

• Levantamento fotográfico

ELEVAÇÃO/TESTADA
PONTUAÇÃO NA SILHUETA
USO DO SOLO
GABARITO DE ALTURA
.PROGRAMA DE NECESSIDADES
Acessos: Administração, funcionários e clientes “prevendo acessibilidade”.
Administração
Área de carga e descarga
Área para venda de livros: Literatura infantil, nacional, especifica e internacional, entre outros.
Área de exposições
Área para venda de materiais de informática
Área para a venda de Dvds e Cds
Área para venda de produtos de papelaria
Auditório
Café
Caixa
Depósito de lixo
Espaços de leitura
Espaços de atividade culturais, infantil.
Entrada de mercadorias (uso do local, café)
Estacionamento
Pontos para consulta de produtos
Salas de apoio
Sanitários: administração, funcionários e clientes
IMPLANTAÇÃO E COBERTURA
PLANTA BAIXA TÉRREO
PLANTA BAIXA SUBSOLO
LAYOUT
CORTES
FACHADAS
PLANO DE MASSAS
ACESSOS/SETORIZAÇÃO
PLANTA DE RUIDOS
MAQUETE 3D
REFERÊNCIAS

ABREU, Márcia. Os caminhos dos livros. Revista Brasileira de História da Educação, p. 197, 2003.

Arcoweb. Arquitetura, Interiores e Design. Disponível em: <www.arcoweb.com.br> Acesso em Março de 2014.

Archdaily.Site de arquitetura. Disponível em:<www. archdaily.com.br> Acesso em Março de 2014.

Associação Nacional de Livrarias. Dados sobre as livrarias no País. Disponível em: < www.anl.org.br> Acesso em Maio de 2014.

Catraca livre. Informações atuais. Disponível em: <www.catracalivre.com.br> Acesso em Maio de 2014.

Cidade de São Paulo. Apresenta histórico e informações. Disponível em: < www.cidadedesaopaulo.com> Acesso em: Março de 2014.

DA SILVA, Beatriz Santos; RAUPP, Fabiano Maury. VIABILIDADE FINANCEIRA DE UM MODELO DE MEGASTORE: UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA–BRASIL.

FERREIRA, Maria Thaizza Rafaelly da Silva. "A evolução do livro: do papiro ao iPad." (2010).

HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil: sua história. Edusp, 2005.

HERTZBERGER, A Herman.Lições de arquitetura [tradução Carlos Eduardo Lima Machado].-2ªed.-São Paulo: Martins Fontes,1999.

HORCADES, Carlos M. A evolução da escrita. Senac, 2004.
Full transcript