Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

EDUCAÇÃO É AMOR - SHINICHI SUZUKI

Educação musical
by

José Fernandes

on 18 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of EDUCAÇÃO É AMOR - SHINICHI SUZUKI

Educação é amor:
um novo método de educação Prólogo

O homem tem a capacidade de adaptar-se ao seu meio ambiente: “Todo ser nasce com tendências naturais. Para viver, uma criança recém-nascida se adapta ao ambiente que a cerca e adquire assim diversas qualidades. (...) Muitas crianças nascem num ambiente que as segura ou até danifica, e em geral se acredita que já nasceram assim danificadas. E elas mesmas, naturalmente, também acreditam nisso. Mas isso é um erro” (p. 9).
Introdução

Todas as crianças do Japão falam japonês

Um método educacional adequado permite
que os alunos alcancem altas capacidades
(p. 11).

Como se explica este fato surpreendente?

O método da língua materna pode ser utilizado
para o desenvolvimento de outros talentos, inclusive da música (p. 12).
O segredo chama-se educação do talento

Educação com perícia e compreensão.
Todas as crianças podem ser bem
educadas (p. 12).

Habilidade gera habilidade

“Preparação, tempo e ambiente devem
juntos formar a motivação” (p. 13).

A semente cresce maravilhosamente

Paciência e repetição.
Se o educador tiver conhecimento das
capacidades que podem ser
desenvolvidas, a capacidade
gerará capacidade e o talento
desenvolverá talento (p. 13-14).
Um bebê cheio de alegria

Um bebê absorve tudo, bom ou mau (p. 14-15).

Estas crianças são uma bênção para a humanidade

A ação das circunstâncias e do ambiente no surgimento do caráter interior (p. 15).

Talento não é hereditário

Necessidade da influência de bons exemplos para o desenvolvimento de boas habilidades (p. 16).
Todas as crianças do mundo poderiam crescer cantando fora do tom

O bebê absorve qualquer tom (p. 16).
O ouvido pode ser treinado independente do talento musical (p. 16).
Talento não é hereditário, mas pode ser desenvolvido (p. 17).
Duas crianças criadas por um lobo

As pessoas são o resultado do seu
ambiente (p. 17).
Necessidade de adaptação ao meio
(p. 18).
Como criar e treinar. Como
dirigir o desenvolvimento (p. 18).
Necessidade de adaptação
ao meio (p. 18).
O papel dos pais (p. 18).
O que não existe no ambiente não pode ser desenvolvido

Conhecimento das necessidades básicas do homem (p. 19).
A influência do ambiente na formação de habilidades (p. 19).

Boas condições ambientais produzem habilidades superiores

As habilidades se desenvolvem pela rápida adaptação ao ambiente (p. 19).
A aptidão cultural e musical surge da rápida adaptação ao ambiente com condições favoráveis (p. 19). O que não existe no ambiente não se desenvolve na criança

Adaptação à cultura (p. 20).
Direcionamento da criação e educação (p. 20).
O desenvolvimento do potencial vinculado ao ambiente (p. 20).
“Ele se tornará alguma coisa?” – Não. Ele não se tornará “alguma coisa”.

A preocupação em educar para ser nobre (p. 21).

O menino que recebeu as primeiras lições de seu pai

O reflexo do ambiente no comportamento, pensamentos e sentimentos (p. 22).
A notável força de vida

Aquisição de habilidades (p. 22).
O valor da educação (p. 22).
O valor da persistência (p. 25).

Meio ano de trabalho e esforços
persistentes

A mudança através da força e
da ajuda (p. 25).

Habilidades naturais aparecem
através do treinamento

O desenvolvimento de
habilidades vem através da
prática (p. 26).
Koji e eu

Todos os membros da orquestra o
respeitam

Qualidades do verdadeiro artista (p. 27).
Definição de gênio (p. 27).
Meus valiosos amigos

Resultado da boa prática (p. 27).

Meus pequenos amigos tornaram-se excelentes pessoas

Toda criança pode ser treinada e só existe uma maneira Todos fizemos o possível para o bem de Koji

Mudança de comportamento através da imitação de bons exemplos, e não da repreensão (p. 32).
Para maior nobreza e beleza de caráter

O desenvolvimento da personalidade dos jovens através da convivência (p. 33).

Um talento surpreendente precisa ser provado

Para a rádio, sem partitura

A importância do treinamento
da memória (p. 35).
É tempo de procurar
melhor professor

O talento vem com o
treino (p. 35).

“Estou pasmo”

A absorção de qualidades
através da convivência
(p. 36).

Formatura no
conservatório de Paris
em meio ano

Importância da mente
pura (p. 37).
Toque apenas para o
espírito de Chausson

A relação com o erro:
“Se cometer um erro,
apenas repita a passagem
errada” (p. 37).

O caminho para o talento

Nenhum talento é pequeno
demais para uma tentativa

A união do impulso com
o esforço correto (p. 38).
Compreendemos o absurdo de se
lamentar por falta de habilidade

A devoção à arte como impulso e o
esforço correto como método de
educação (p. 39).

Deixar-se vencer pelo receio de não ter talento e desistir dos esforços é pura covardia

A repetição para se conseguir maestria
(p. 39).

Observe os fatos: acanhamento é
resultado de treinamento errado

Como tratar o complexo de
inferioridade com técnicas
de estudo (p. 40).
Hiroko Chan – especialmente lenta em
tudo

O tempo e a prática necessárias para o desenvolvimento musical (p. 41).
Necessidade da capacidade de reação pronta (p. 41).

Dez anos de esforços podem transformar interioridade em talento superior

O cultivo do talento através do treinamento, esforço e prática (p. 42).
O aperfeiçoamento depende da ação (p. 42).

Repetição, repetição, repetição –
a arte de saltar de Ninjutsu

Concentração e dedicação (p. 42).
A prática da repetição (p. 43). O exemplo da mão direita

O desenvolvimento do
talento através do treino (p. 43).

A beleza da repetição
honesta

O estabelecimento da
habilidade no consciente (p. 43).

O que significa “nós
sabemos tudo”

Autodisciplina é a palavra
chave para o método da
Educação do Talento (p. 44).
A prática repetitiva unida
à apreciação de boas
interpretações leva
à técnica e à posse de
espírito e coração (p. 44)
Paciência é um dom
importante

A força da vontade (p. 45).
O treinamento da energia,
paciência e perseverança
para que decidam o destino (p. 45).

Crescimento natural

A falta de perseverança
leva ao fracasso (p. 45).
Cuidado e paciência na
educação (p. 46).

Sem pressa, sem descanso

Vagarosa e incansavelmente,
com intuição e dedicação,
alcança-se objetivos (p. 46).
Um raio de
sol para uma criança
que vive no escuro

A força dos exercícios
repetitivos (p. 47).

A criança que não vê
nem em baixo, nem em
cima, nem à direita,
nem à esquerda

Sim, eu vejo!

A força do exercício (p. 51).

Depois de um ano difícil

Dedicação total:
“'Kan' origina 'Kan'” (p. 51). Também “Kan”
precisa ser treinado

A prática desenvolve
a intuição (p. 54).

Curado por uma
excelente médica
vegetariana

O princípio da língua
materna. Base no
amor (p. 56). Nosso pai Masakuchi
Suzuki e seus violinos

Pesquisa sem descanso

Sacrifícios pelos trabalhadores

O futuro da humanidade (p. 58).

Não peçam aos céus vantagens
injustas: levam ao mal

Bom caráter (p. 58).
Dê dinheiro, não empreste

Compartilhar (p. 59).
Sociabilidade e vontade
de aprender (p. 59).
Submissão (p. 60).
Gratidão (p. 60).
Esperança (p. 60).

O encontro
com Tolstoi

A voz da consciência
é a voz de Deus

Honestidade (p. 61).

Trabalhar, ler e brincar com
as crianças

A força da vida: a alegria (p. 61)

A origem da educação do
talento

Ser como uma
criança (p. 62). O sorriso do pai
e um acontecimento
inesperado

Caráter: “'Caráter
primeiro. Habilidade
depois'. (...) esse
princípio foi uma luz
para o meu caminho
e está inscrito no
meu coração” (p. 62).

Toda uma escola em
greve

Amizade e amor (p. 64).
Emoção, beleza e arte (p. 65). Levantando-se às 5
horas durante 50 anos

Prazer com crianças (p. 65).
Prazer no trabalho (p. 66).
A procura pela arte (p. 66).

A alma da arte. Klinger,
o professor de nossa
escolha

Um homem corajoso
com força moral e
amor à verdade

A essência real da
música (p. 69).
Meu encontro
com a essência da arte

Talento através da repetição
consciente (p. 70).

Dr. Einstein tornou-se meu guardião Dois mestres que tocavam muito bem

Técnica: “(...) tocar com facilidade e sem esforço” (p. 71).

A improvisação do jovem Kaufmann

Nobreza (p. 72).
Os benefícios da educação musical:
“O objetivo da Educação do Talento
está no desenvolvimento de crianças
como bons músicos, não para fazer
deles músicos profissionais, mas para
que possam usar o que absorveram
para se tornarem habilidosas em
qualquer profissão que escolherem” (p. 73).

Fui cativado pelo amor eterno

A relação de Suzuki com Mozart (p. 73-74).
Na alegria do
amor, espantamos a tristeza

Prazer em viver observado na música
de Mozart (p. 74).
A criança como exemplo (p. 75).
IMP! A música como meio de melhorar a humanidade: “Está em meu poder educar todas as crianças do mundo, de maneira a fazê-las um pouco mais felizes e melhores. Nessa direção devo agir. Não busco mais do que amor e felicidade para a humanidade. Creio que é aquilo que todos buscamos afinal. Amor é gerado por amor. Nossa vida só vale a pena se nos amamos e consolamos. Procurei na música o significado da arte e a música me deu trabalho e foi meu alvo de vida” (p. 75-76).
O artista e sua obra: “Se um músico deseja ser um bom artista, precisa tornar-se, primeiro, uma pessoa melhor. Se consegue isso, seu valor transparece em tudo que faz, em tudo o que escreve. A arte não é encontrável em algum
espaço, uma obra de arte é a expressão da
personalidade, do sentimento e da
capacidade de uma pessoa” (p. 76).
Se você
resolveu, faça!

A força da vida (p. 76).

Música, a linguagem da vida

Objetivo da vida: “A vida
que procuramos viver é
uma constante busca de
felicidade. Só poucas
pessoas buscam a
sabedoria. Crianças, por
instinto, buscam
Verdade, Bondade e
Beleza apoiadas
no Amor” (p. 77).
Educação do talento
é educação para a vida

O desenvolvimento da força
da vida (p. 77).

Antes educação que instrução

Dois conceitos de educação: ensinar e criar: “A palavra 'educação' tem dois conceitos em seu significado. Além de ensinar, contém a rica ideia de criar, desenvolver, ou seja, transformar” (p. 78).
Educação que
pode mudar a sociedade

IMP! Educação que pode mudar a
sociedade: “Desejo, se for possível, uma
modificação da maneira de educar, para não mais apenas dar instrução, mas educação no verdadeiro sentido da palavra, uma educação que, baseada no fato de a criança estar em crescimento, estimule, desenvolva e cristalize as capacidades humanas. Por esse motivo, dedico todas as minhas forças à Educação do Talento. O que virá de uma criança depende de sua educação. Meu mais profundo desejo é que todas as crianças deste mundo possam ser boas criaturas humanas, pessoas felizes, com habilidades extraordinárias, e é para conseguir isso
que dou toda minha força de ação. Isso
porque estou plenamente seguro de que
todas as crianças nascem com esse
potencial” (p. 78-79).
Realize suas ideias –
o que era apenas um desejo

Precisamos saber transformar ideias
em ação

Transforme pensamentos em ação (p. 79).
Não perca as oportunidades (p. 80).
O destino depende das ações corretas no tempo certo (p. 80).
O sucesso depende do agir (p. 80).
O desenvolvimento de novas habilidades

O autoexame e a autocrítica devem nos levar a automelhoria (p. 81).
Novas habilidades podem ser desenvolvidas pela repetição (p. 82).
Educação do talento
ao violino – treino da memória –
aquisição de habilidades

O desenvolvimento de talentos básicos (p.
82).
A capacidade da memória produz a experiência (p. 83).
A memória aumenta a capacidade de retenção e diminui o tempo de aprendizado (p. 83). Estimulamos as crianças a ver o trabalho com prazer

IMP! A criança aprende imitando um adulto com o
qual há uma relação afetiva: “Ante os adultos é
que as crianças são ensinadas... (...) As
crianças são, na verdade, educadas
em casa” (p. 85).
Estimulamos a
criança a brincar com o
violino

Aulas em grupo estimulam o aprendizado (p. 86).

O começo é brinquedo, mas o prazer leva ao progresso

Através da ludicidade na educação educa-se primeiro o espírito e depois desenvolve-se a habilidade: “Todo tipo de educação deveria começar dando às crianças um prazer de brinquedo e o gosto de brincar vai levá-la pelo
caminho correto a seu tempo. (...)
Primeiro, é preciso educar o
espírito e, depois, desenvolver
habilidades” (p. 86).
Cinco minutos contra três horas por dia

A habilidade vem somente com a prática (p. 87).

Um método seguro para desenvolver habilidades

O segredo do talento é a prática suficiente e a forma adequada de praticar (p. 87).
Primeiros exercícios para aquisição de habilidades: 1) ouvir diariamente a gravação da peça em casa; 2) depois se inicia o ensino da peça; 3) aprender o dedilhado; 4) após
aprender o dedilhado,
tocar com beleza. (p. 88).
Quantas pernas você tem?

Aquisição de segunda natureza através do automatismo (p. 88).
Controle e intuição: Suzuki utiliza brincadeiras para testar o grau de controle na execução e as capacidades intuitivas (p. 88).
Intuição e habilidade (p. 89).

Espantamos o mundo
Também Casals chorou

O significado da música: “Dão às crianças uma educação musical que lhes ensina que a música não é só uma arte sonante própria para dançar e dar prazer, mas que significa algo maior na vida, algo que, talvez, possa trazer a salvação para a humanidade” (p. 91).

A educação do talento chega à América do Norte

Concertos e conferências em 17 estados

“Legiões infantis”

IMP! Os benefícios da música: “Se uma criança ouve boa música desde o dia de seu nascimento e também aprende a tocar, desenvolve sensibilidade, disciplina e perseverança. Conquista, assim, um bom coração. (...) Se as nações trabalharem juntas na educação de boas crianças, talvez nunca
mais tenhamos guerra” (p. 93).
Posfácio

Meu sonho para a felicidade de todos

O potencial das crianças: “(...) a minha descoberta foi que toda criança, sem exceção, nasce com esse potencial” (p. 94).
Procuro transformar meu sonho em realidade

A responsabilidade do Estado (p. 94).
Não amanhã, mas já,
comece hoje!

IMP! Educação de crianças e
adolescentes em situação de risco: “As
pessoas de hoje são como jardineiros que olham com tristeza e balançam a cabeça para sua muda que não cresceu e dizem que a semente deveria ter sido má. Não consideram que a semente vingou, mas que a maneira de cuidar é que estava errada. Ficam firmes na maneira errada e deixam que, planta após planta, feneçam” (p. 95).
A evolução através do trabalho duro: “Nós todos nascemos com grandes
possibilidades e potencialidades, e, se
trabalharmos duro sobre nós mesmos,
podemos tornar-nos pessoas especiais
com novos talentos e habilidades”
(p. 95).
Full transcript