Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Primeira República e a Crise da Educação Elitista

No description
by

Telma Fernandes

on 5 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Primeira República e a Crise da Educação Elitista

Princípios Educacionais
Vários princípios edcacionais foram intensamente discutidos no decorrer da Primeira República, tornando-se preceitos constitucionais a partir de 1934:

gratuidade e obrigatoriedade
do ensino de 1º grau;
direito
de todos à Educação;
liberdade
de ensino;
obrigação do
Estado
e da
Família
no tocante à Educação;
ensino religioso
de caráter multiconfessional.
Ensino Secundário
A educação elitista sofreu cinco importantes reformas na Primeira República: 1890, 1901, 1911, 1915 e 1925. As principais características do ensino secundário no período foram:

Objetivos:
preparar os estudantes para o ensino superior.

Estrutura:
curso único, com duração de quatro a sete anos; cursos avulsos.

Conteúdo:
predominância da área de humanidades.
Debates sobre Educação
Durante a década de 1920 multiplicaram-se os debates sobre a educação:


1924:
fundação da Associação Brasileira de Educação (ABE);

1926:
inquérito educacional organizado por Fernando de Azevedo.
A Primeira República e a Crise da Educação Elitista

1. Os ideias e os fatos
2. Princípios educacionais
3. Competências educacionais
4. As reformas federais da educação elitista
5. A educação em debate
6. As reformas estaduais da educação popular

Os ideais republicanos -
federação, democracia, convivência social, progresso econômico, independência cultural
- viram-se frustrados no decorrer da Primeira República
(começa em 1889, com a queda da monarquia, e a Constituição de 1891 instaura o governo representativo, federal e presidencial)
.

A frustração gerou a crise, que repercutiu no campo educacional e levou à
Revolução de 1930, responsável por várias transformaçãoes educacionais
.

Reformas Educacionais
Ainda durante a década de 1920, vários Estados realizaram reformas educacionais:

a de Sampaio Dória, em São Paulo (1920);
a de Lourenço Filho, no Ceará (1923);
a de Anísio Teixeira, na Bahia (1925);
a de Francisco Campos e Mário Casassanta, em Minas Gerais (1927);
a de Fernando de Azevedo, no Distrito Federal (1928).

Alguns Estados, entusiasmados pelas novas ideias no plano educacional, procuraram reformar seus sistemas de ensino, renovando e tornando mais eficientes tanto o ensino primário quanto o técnico-profissional.
A reforma do Distrito Federal foi a que alcançou maior repercussão. realizada em 1928, por Fernando de Azevedo, baseou-se nos seguintes princípios:

extensão
do ensino a todos quantos pudessem frequentá-lo;

articulação
dos diferentes níveis e modalidades de ensino;

adaptação
ao meio social (urbano, rural e marítimo) e às ideias modernas da educação (escola única, escola do trabalho e escola-comunidade ou escola do trabalho em cooperação.
Reforma de Fernando de Azevedo
Quanto às competências educacionais, durante a Primeira República, continuou a dualidade de sistemas herdada do Ato Adicional de 1834 e consagrada na Constituição de 1891:

sistema federal:
ensino das elites (secundário e superior);

sistemas estaduais:
educação popular (primário e profissional).

Competências Educacionais
Reforma de Fernando de Azevedo
A reforma do Distrito Federal foi a que alcançou maior repercussão. Realizada em 1928, por Fernando de Azevedo, baseou-se nos seguintes princípios:

extensão
do ensino a todos quantos pudessem frequentá-lo;

articulação
dos diferentes níveis e modalidades de ensino;

adaptação
ao meio social (urbano, rural e marítimo) e às ideias modernas da educação (escola única, escola do trabalho e escola-comunidade ou escola do trabalho em cooperação).
Full transcript