Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Curso: Gestão de projetos de inovação/ ABICALÇADOS

No description
by

Giovana Pujol

on 2 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Curso: Gestão de projetos de inovação/ ABICALÇADOS

O que é
CONCEPÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS DE INOVAÇÃO NA PRÁTICA
INOVAÇÃO
LÍDER SONHADOR
Presta muita atenção às pessoas, mas peca pela falta de objetividade e pela dificuldade para gerar resultados consistentes e duradouros.

Principais características:
Compreensivo;
Tem dificuldades para dizer não;
Odeia divergências;
Costuma fazer concessões em busca de aprovação
Pesquisa de Kaplan, Klebanov e Sorensen
Revista Amanhã- julho de 2009.
Gerir pessoas é básico, todo líder deve fazer isso. Mas o que realmente determina o sucesso de um executivo é a capacidade de fazer as coisas acontecerem.
ATRIBUTOS DE UM LÍDER INOVADOR !
Pesquisa de Kaplan, Klebanov e Sorensen
Revista Amanhã- julho de 2009.
Ação- Fazer a coisa acontecer!!!
P= Persistentes
E= Eficientes
P= Pró Ativos
Gestão Inovadora
“Um aspecto geral de uma inovação é que ela deve ter sido implementada. Um Produto novo ou melhorado é implementado quando introduzido no mercado. Novos processos, métodos de negócio e métodos organizacionais são implementados quando eles são efetivamente utilizados nas operações das empresas.”


Manual de Oslo
Prédio da Claro em Porto Alegre
Desenho criado em 1962 por Joe Barbera e Bill Hanna.
http://www.youtube.com/watch?v=YeJ4PEBdWmg

http://www.youtube.com/watch?v=NoPMwiS9Abw&feature=channel
Inovação fechada: Processos de inovação desenvolvidos dentro de uma organização, sem apoio externo.
Inovação aberta: Inovação desenvolvida através de parcerias, compras de licenças, licenciamento de processos de inovação, patentes, entre diferentes organizações como empresas e universidades.
Obs.: Nas duas opções é preciso de capacitação interna.
INOVAÇÃO ABERTA
X
INOVAÇÃO FECHADA
Representa uma mudança drástica na forma com que o produto ou serviço é consumido. Geralmente traz um novo paradigma ao segmento de mercado, que modifica o modelo de negócios vigente.
INOVAÇÃO RADICAL
Reflete pequenas melhorias contínuas em produtos ou em linhas de produtos. Geralmente, representam pequenos avanços nos benefícios percebidos pelo consumidor e não modificam de forma expressiva a forma como que o produto é consumido ou o modelo de negócio.
INOVAÇÃO INCREMENTAL
DESCOBERTA CIENTÍFICA
É uma revolução, pode originar uma patente, uma nova fórmula, processo ou produto sem igual no mercado.
NOVIDADE PARADIGMÁTICA
Novidade dentro de um novo paradigma.
NOVIDADE E ATUALIDADE
Novidade dentro de um paradigma atual.
MELHORIAS
Introdução de uma significativa melhoria que resulte a otimização do processo ou produto.
Out Door inflável
INOVAÇÃO TRIVIAL
Parte considerável do processo de inovação, pode estar ligada a uma pequena alteração.
TIPOS DE INOVAÇÃO
TIPOS DE INOVAÇÃO
CONCEITOS
“inovação é a “introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos ou serviços”

Lei da Inovação Nº 10.973/04
CONCEITOS
“ A inovação está no centro da mudança econômica tanto para as empresas quanto para os países.”


Manual de Oslo (2004)
CONCEITOS
“[...] a abertura de novos mercados e o desenvolvimento organizacional, da oficina artesanal aos conglomerados, ilustram o mesmo processo de mutação industrial que incessantemente revoluciona a estrutura econômica, a partir de dentro, incessantemente destruindo a velha, incessantemente criando a nova. Esse processo de destruição criativa é o fato essencial acerca do capitalismo.”

Joseph Schumpeter
CONCEITOS
“[...] inovação é toda a experiência educacional que introduz um determinado tipo de mudança na cultura ou prática escolar, através de uma intervenção intencional ou proposital.
A mudança precisa obedecer a uma seqüência lógica de passos para chegar, com sucesso, ao objetivo estabelecido (MEC/CRIE/CRED,1997).”

Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos (INEP)
É baseada em dedução lógica a partir de princípios rígidos onde nada deve ser deixado ao acaso ou à imaginação.

Trata-se do conhecimento científico e, portanto, articulado.

Somente se torna válida e universalmente aceita após a verificação metódica do seu conteúdo em confronto com os fatos e/ou casos que ela deverá explicar e só poderá ser passado adiante mediante canais formais de comunicação.
EPISTEME: CONHECIMENTO CIENTÍFICO
É um conhecimento pessoal, de uso rotineiro, que se torna de difícil descrição e, em certo sentido, é "autoritária", pois, ao não seguir princípios científicos rígidos (metodologia), ela passa a depender da intuição.

É dependente da criação e das descobertas informais e aleatórias, baseadas em processos de tentativa e erro, transmitido de modo informal, quase que "por osmose".

Fica diretamente ligado ao aprendizado informal.
TECHNE: CONHECIMENTO TÉCNICO
http://www.youtube.com/watch?v=AXzfjQeEjYg
CONHECIMENTO
Você sabia?


http://www.youtube.com/watch?v=xKps5DBJEJ4&feature=fvsr
INOVAÇÃO É...
Vc se considera estimulado a inovar?
Busca desafios?
Aproveita oportunidades?
Vc se considera Criativo?
* 84% concordaram em que a criatividade está presente em todas as áreas de atuação do ser humano;
* 86% concordaram em que a inovação depende da criatividade;
* 77% concordaram em que as idéias criativas nem sempre são inéditas;
* 82% admitiram acreditar que a criatividade na empresa serve para minimizar o estresse individual e grupal;
* 55% admitiram acreditar que as decisões devem ser tomadas segundo a lógica financeira;
* 78% admitiram acreditar que “brincadeira não é coisa somente de criança” (ludicidade presente no processo criativo e nos ambientes de trabalho);
* 88% concordaram em que há lugar para atitudes inovadoras nas empresas.
PAROLIN, S. R. H (2001)
CONTEXTO PARA A CRIATIVIDADE NAS EMPRESAS
Em recente pesquisa com 189 líderes formais de empresas da Região Metropolitana de Curitiba – PR

* 59% deles eram diretores e gerentes, e os demais, coordenadores, supervisores, chefes de setores e líderes de equipes – Foi constatado que:
* 97% dos líderes formais pesquisados concordaram em que o meio sociocultural influencia o comportamento das pessoas;
* 69% concordaram em que a cultura organizacional influencia a manifestação da criatividade nas organizações e 27% demonstraram dúvidas a respeito;
* 96% concordaram em que a criatividade pode melhorar a qualidade;
DECLÍNIO DA CRIATIVIDADE
Ponto de Ruptura e Transformação, George Land & Beth Jarman
IMPLEMENTAÇÃO DA CRIATIVIDADE

“A criatividade é um atributo importante para o empreendedor de sucesso”

Hisrich (2004)
Walt Disney
Criatividade é como ginástica: Quanto mais se exercita mais forte fica.
O que é Criatividade?
INOVAÇÃO É...

Algo só é impossível até que alguém duvide e acabe provando o contrário.

Albert Einstein
LÍDER IDEAL
Muitas vezes utópico, que equilibra o foco nas pessoas com o foco na execução. Todas as empresas sonham em ter um líder como ele, mas poucas estão dispostas a investir em sua formação.

Principais características:
Sincero;
Direto;
Determinado;
Busca os fatos;
Estimula a participação;
Tem prioridades claras.
Tem personalidade difícil e dá atenção máxima à produção. Demonstra pouca preocupação com as pessoas e entra em conflitos regularmente com a equipe.

Principais características:
Controlador
Autoritário;
Muitas vezes agressivo;
Toma decisões solitárias e definitivas.
LÍDER CLÁSSICO DA ERA INDUSTRIAL
LÍDER CONFORMISTA
Adapta-se facilmente à cultura da empresa raramente questiona o status quo. Raramente tem sucesso em organizações que precisam de transformação.

Principais características:
Conciliador;
negociador.;
Cauteloso;
Dança conforme a música.
LÍDER DA INÉRCIA
Tem baixa capacidade de lidar com pessoas e pouca disciplina para controlar a produção. É figura comum em empresas altamente burocratizadas.

Principais características:
Apático;
Age como um espectador;
Adia decisões e foge das responsabilidades;
Mostra-se indiferente aos resultados;
Pesquisa de Kaplan, Klebanov e Sorensen
Revista Amanhã- julho de 2009.
Formar Equipes
Motivar
Ouvir
Execução
Disciplina
Organização
LÍDERES BEM SUCEDIDOS SÃO AQUELES QUE EXERCEM A LIDERANÇA SEM PERDER DE VISTA O GERENCIAMENTO.

JOHN KOTTER
INOVAÇÃO É INSTRUMENTO DO EMPREENDEDOR
O Empreendedor é aquele que destrói a ordem econômica existente pela introdução de novos produtos e serviços, pela criação de novas formas de organização ou pela exploração de novos recursos e materiais.*

Joseph Schumpeter (1949)
COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR
“Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve, e realiza visões.”
Louis Jacques Filion.

Visão: “uma imagem, projetada no futuro, do lugar que se quer ver ocupado pelos seus produtos no mercado, assim como a imagem projetada do tipo de organização necessária para conseguí-lo.”

Louis Jacques Filion.
VOCÊ SE CONSIDERA UM LÍDER INOVADOR?
Fantástico 30/08/2009
25 de maio de 1977
25 de Maio de 1977
Restaurante 100% automatizado - Alemanha
http://www.youtube.com/watch?v=4QJV5-vUzo4
VÍDEO
PROCESSO DE INOVAÇÃO DO FIAT
Para entender o Mio, retomamos o pensamento de um grande italiano, o artista Michelangelo. O mestre da escultura acreditava que qualquer bloco de pedra pode esconder uma grande obra de arte, basta saber lapidar e retirá-la deste material bruto. É isso o que a Fiat pretende. O Fiat Mio é um projeto participativo, onde reunimos as pessoas e suas ideias para criar um imenso bloco. Este bloco será a matéria prima de onde vamos extrair um grande projeto para as próximas gerações.
O QUE SÃO OS CARROS CONCEITO?
O Fiat Concept Car III (FCC-III) é o carro conceito que a Fiat apresentará no Salão do Automóvel de 2010, assim como fez em 2006 e 2008 com os FCC-I e FCC-II respectivamente. O FCC-III é inteiramente inspirado nas ideias enviadas pelos usuários através do projeto Fiat Mio. Será um carro projetado para o futuro, pensando nos seus sonhos.
IMPACTO DA INOVAÇÃO
CONCEITOS
“Inovação é o resultado prático do exercício da criatividade. Criatividade não é apenas "novas idéias", mas "novas possibilidades para velhas idéias". Inovação, portanto, não é apenas disponibilizar algo inédito para uso, mas desenvolver novas aplicações para o que já existe. Partindo desses pressupostos, podemos desenvolver o pensamento criativo e transformar idéias em soluções que possam fazer a diferença.”
Edward De Bono
INOVAÇÃO É...
CULTURA DA INOVAÇÃO
INFORMAÇÃO
EXERCÍCIO
RETÂNGULOS VAZIOS???
Curioso?
CONCEITOS
“Uma produção criativa não pode ser simplesmente uma resposta nova. Ela deve igualmente ser adaptada, ou seja, deve satisfazer diferentes dificuldades ligadas às situações às quais se encontram as pessoas.” Lubart, 2007
Psicologia da Criatividade.
CONCEITOS
“Criatividade não é simplesmente uma maneira de fazer melhor as coisas. Sem ela, somos incapazes de fazer pleno uso das informações e experiências que já estão disponíveis e estão presas a antigas estruturas, padrões, conceitos e percepções.”

Edward de Bono
Parte II
Formas de inovar;
Implementação da Inovação;
Criatividade;
Liderança;
Capacitação;
Recompensa.
Processo de inovação;
Cases de inovação:
Proctor e Gamble;
Camiseteria;
Escolas Lumiar (Microsoft).
Estímulos legais à inovação;
Mecanismos para a inovação.
PROGRAMA
Parte I
Criatividade;
Implementação da criatividade;
Informação;
Conhecimento;
Inovação;
Tipos de inovação;
Impacto da inovação;
Inovação aberta e fechada;
Gestão inovadora;
Atributos de um líder inovador.
Valorizar a transparência
Trabalhar com ética
Pró atividade
Persistência
Executar tarefas com velocidade
Mostrar agressividade
Baixa tolerância a ineficiência
Ser eficiente
Habilidades de Execução
INOVAÇÃO = INVENÇÃO
“Inovar, não é simplesmente criar algo tecnologicamente novo. Inovar implica em dar um destino econômico e social para uma nova idéia, que pode ser, ou não resultado de um invento genuíno”

(FREEMAN, 1982 apud PRODANOV e FREITAS, 2007. p 12)
INOVAÇÃO!?
O que? Por quê? Onde?
Agosto de 2010
Giovana F. Pujol
Inovação
Curso Plano de Negócios na Prática
CLEBER CRISTIANO PRODANOV
ELISABETH DRUMM
GIOVANA F. PUJOL
MAURÍCIO ANDRADE
IMPLEMENTAÇÃO DA CRIATIVIDADE
Fonte: Sebrae – Gestão da Inovação (2009)
Retorno sobre os resultados
Implementação
Seleção de Idéias
X
Objetivos
Análise de
Viabilidade
Organização
de Idéias.
Criação de
Idéias
Estímulo a
Participação.
Definição de um
objetivo a atingir.
Identificação de
problemas e oportunidades.
Tem personalidade difícil e dá atenção máxima à produção. Demonstra pouca preocupação com as pessoas e entra em conflitos regularmente com a equipe.

Principais características:
Controlador
Autoritário;
Muitas vezes agressivo;
Toma decisões solitárias e definitivas.
LÍDER CLÁSSICO DA ERA INDUSTRIAL
LÍDER CONFORMISTA
Adapta-se facilmente à cultura da empresa raramente questiona o status quo. Raramente tem sucesso em organizações que precisam de transformação.

Principais características:
Conciliador;
negociador.;
Cauteloso;
Dança conforme a música.
LÍDER DA INÉRCIA
Tem baixa capacidade de lidar com pessoas e pouca disciplina para controlar a produção. É figura comum em empresas altamente burocratizadas.

Principais características:
Apático;
Age como um espectador;
Adia decisões e foge das responsabilidades;
Mostra-se indiferente aos resultados;
Pesquisa de Kaplan, Klebanov e Sorensen
Revista Amanhã- julho de 2009.
Gerir pessoas é básico, todo líder deve fazer isso. Mas o que realmente determina o sucesso de um executivo é a capacidade de fazer as coisas acontecerem.
LÍDERES BEM SUCEDIDOS SÃO AQUELES QUE EXERCEM A LIDERANÇA SEM PERDER DE VISTA O GERENCIAMENTO.

JOHN KOTTER
ATRIBUTOS DE UM LÍDER INOVADOR !

“Um aspecto geral de uma inovação é que ela deve ter sido implementada. Um produto novo ou melhorado é implementado quando introduzido no mercado. Novos processos, métodos de negócio e métodos organizacionais são implementados quando eles são efetivamente utilizados nas operações das empresas.”


Manual de Oslo
Desenho criado em 1962 por Joe Barbera e Bill Hanna.

Representa uma mudança drástica na forma com que o produto ou serviço é consumido. Geralmente traz um novo paradigma ao segmento de mercado, que modifica o modelo de negócios vigente.
INOVAÇÃO RADICAL

Reflete pequenas melhorias contínuas em produtos ou em linhas de produtos. Geralmente, representam pequenos avanços nos benefícios percebidos pelo consumidor e não modificam de forma expressiva a forma como que o produto é consumido ou o modelo de negócio.
INOVAÇÃO INCREMENTAL
IMPACTO DA INOVAÇÃO

“inovação é a “introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos ou serviços”

Lei da Inovação Nº 10.973/04
INOVAÇÃO!?
O que? Por quê? Onde?

É baseada em dedução lógica a partir de princípios rígidos onde nada deve ser deixado ao acaso ou à imaginação.

Trata-se do conhecimento científico e, portanto, articulado.

Somente se torna válida e universalmente aceita após a verificação metódica do seu conteúdo em confronto com os fatos e/ou casos que ela deverá explicar e só poderá ser passado adiante mediante canais formais de comunicação.
EPISTEME: CONHECIMENTO CIENTÍFICO

É um conhecimento pessoal, de uso rotineiro, que se torna de difícil descrição e, em certo sentido, é "autoritária", pois, ao não seguir princípios científicos rígidos (metodologia), ela passa a depender da intuição.

É dependente da criação e das descobertas informais e aleatórias, baseadas em processos de tentativa e erro, transmitido de modo informal, quase que "por osmose".

Fica diretamente ligado ao aprendizado informal
.
TECHNE: CONHECIMENTO TÉCNICO
INOVAÇÃO É...
INFORMAÇÃO
Vc se considera estimulado a inovar?
Busca desafios?
Curioso?
Vc se considera Criativo?
IMPLEMENTAÇÃO DA CRIATIVIDADE

“A criatividade é um atributo importante para o empreendedor de sucesso”

Hisrich (2004)
Walt Disney

Criatividade é como ginástica: Quanto mais se exercita mais forte fica.
INOVAÇÃO É...

Algo só é impossível até que alguém duvide e acabe provando o contrário.

Albert Einstein
LÍDER IDEAL
Muitas vezes utópico, que equilibra o foco nas pessoas com o foco na execução. Todas as empresas sonham em ter um líder como ele, mas poucas estão dispostas a investir em sua formação.

Principais características:
Sincero;
Direto;
Determinado;
Busca os fatos;
Estimula a participação;
Tem prioridades claras.
LÍDER SONHADOR
Presta muita atenção às pessoas, mas peca pela falta de objetividade e pela dificuldade para gerar resultados consistentes e duradouros.

Principais características:
Compreensivo;
Tem dificuldades para dizer não;
Odeia divergências;
Costuma fazer concessões em busca de aprovação
Valorizar a transparência
Trabalhar com ética
Pró atividade
Persistência
Executar tarefas com velocidade
Mostrar agressividade
Baixa tolerância a ineficiência
Ser eficiente
Habilidades de Execução
Pesquisa de Kaplan, Klebanov e Sorensen
Revista Amanhã- julho de 2009.
Formar Equipes
Motivar
Ouvir
Execução
Disciplina
Organização
INOVAÇÃO É INSTRUMENTO DO EMPREENDEDOR
O Empreendedor é aquele que destrói a ordem econômica existente pela introdução de novos produtos e serviços, pela criação de novas formas de organização ou pela exploração de novos recursos e materiais.*

Joseph Schumpeter (1949)
COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR
“Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve, e realiza visões.”
Louis Jacques Filion.

Visão: “uma imagem, projetada no futuro, do lugar que se quer ver ocupado pelos seus produtos no mercado, assim como a imagem projetada do tipo de organização necessária para conseguí-lo.”

Louis Jacques Filion.
25 de Maio de 1977
Restaurante 100% automatizado - Alemanha
Prédio da Claro em Porto Alegre
Inovação fechada: Processos de inovação desenvolvidos dentro de uma organização, sem apoio externo.
Inovação aberta: Inovação desenvolvida através de parcerias, compras de licenças, licenciamento de processos de inovação, patentes, entre diferentes organizações como empresas e universidades.
DESCOBERTA CIENTÍFICA
É uma revolução, pode originar uma patente, uma nova fórmula, processo ou produto sem igual no mercado.
NOVIDADE E ATUALIDADE
Novidade dentro de um paradigma atual.
MELHORIAS
Introdução de uma significativa melhoria que resulte a otimização do processo ou produto.
TIPOS DE INOVAÇÃO
“Inovação é o resultado prático do exercício da criatividade. Criatividade não é apenas "novas idéias", mas "novas possibilidades para velhas idéias". Inovação, portanto, não é apenas disponibilizar algo inédito para uso, mas desenvolver novas aplicações para o que já existe. Partindo desses pressupostos, podemos desenvolver o pensamento criativo e transformar idéias em soluções que possam fazer a diferença.”
Edward De Bono
“ Inovações Tecnológicas em Produtos e Processos (TPP) compreendem as implantações de produtos e processos tecnologicamente novos e substanciais melhorias tecnológicas em produtos e processos. Uma inovação TPP é considerada implantada se tiver sido introduzida no mercado (inovação de produto) ou usada no processo de produção (inovação de processo). Uma inovação TPP envolve uma série de atividades científicas, tecnológicas, organizacionais, financeiras e comerciais.
Manual de Oslo (2004)
“[...] a abertura de novos mercados e o desenvolvimento organizacional, da oficina artesanal aos conglomerados, ilustram o mesmo processo de mutação industrial que incessantemente revoluciona a estrutura econômica, a partir de dentro, incessantemente destruindo a velha, incessantemente criando a nova. Esse processo de destruição criativa é o fato essencial acerca do capitalismo.”

Joseph Schumpeter
CONHECIMENTO
Você sabia?
Aproveita oportunidades?
CONTEXTO PARA A CRIATIVIDADE NAS EMPRESAS
DECLÍNIO DA CRIATIVIDADE
Ponto de Ruptura e Transformação, George Land & Beth Jarman
CONCEITOS

“Criatividade não é simplesmente uma maneira de fazer melhor as coisas. Sem ela, somos incapazes de fazer pleno uso das informações e experiências que já estão disponíveis e estão presas a antigas estruturas, padrões, conceitos e percepções.”

Edward de Bono
O que é Criatividade?
NOVIDADE PARADIGMÁTICA
Novidade dentro de um novo paradigma.

Liderança
criatividade
INOVAÇÃO TRIVIAL
Out Door inflável
Parte considerável do processo de inovação, pode estar ligada a uma pequena alteração.
IMPLEMENTAÇÃO DA CRIATIVIDADE
Fonte: Sebrae – Gestão da Inovação (2009)
Retorno sobre os resultados
Implementação
Seleção de Idéias
X
Objetivos
Análise de
Viabilidade
Organização
de Idéias.
Criação de
Idéias
Estímulo a
Participação.
Definição de um
objetivo a atingir.
Identificação de
problemas e oportunidades.
Informação
Execução
Mercado
Investimento
Retorno
Conhecimento
Design
Processo
Programa
Criatividade;

Informação;

Conhecimento;

Inovação;

Tipos de inovação;

Impacto da inovação;

Inovação aberta e fechada.

Giovana F. Pujol
Robson S. Constante

INOVAÇÃO ABERTA
X
INOVAÇÃO FECHADA
Estímulos legais para a inovação;

Mecanismos para a inovação;

Concepção e estruturação do projeto de inovação.

WWW.LUMIAR.ORG.BR
MÉTODO DE ENSINO DA ESCOLA LUMIAR
INOVAÇÃO ABERTA
SITE CAMISETERIA.COM.BR
O PROCESSO C&D DA
Porque mudar? – Saber com clareza quais são os “valores e mandatos” da empresa, os limites e facilidades.
O que fazer? Definir a Visão ou foco do negócio.
Onde Atuar? Escolher a região geográfica.
Como vencer? Aprender a operar no local escolhido visando êxito.
EXERCÍCIO
Visão Sistêmica.
Pesquisa realizada em 2008 – 22 mil empresas entrevistadas.
CONTEXTO
ANPEI (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento de Empresas Inovadoras)

* 79% acreditam que inovar é necessário para competir no mercado
* 42% nada fizeram nos últimos 3 anos.
* Somente 10% das pequenas e médias empresas (aprox. 97% de todas as empresas brasileiras) realmente investem em inovação
  Alegações:

Falta de financiamento e desconhecimento sobre incentivos à inovação.
Falta de apoio tecnológico.
 
Formas de Inovar
Agosto de 2010
MÉTODO DE ENSINO DA ESCOLA LUMIAR
“...ensinar os alunos a fazer escolhas e arcar com a responsabilidade de suas decisões é uma das tarefas mais difíceis para as escolas. É também uma das mais importantes para formar cidadãos independentes e profissionais que não precisam de chefe.”
PRINCIPAIS FONTES DE IDÉIAS- EMPRESAS MUNDIAIS
Herstatt e Verworn, 2001
REDE DE INOVAÇÃO DA
Acreditava-se que a Inovação...
Fluxo
circular
Generalização do lucro
Difusão
Imitação
Lucro extra
Inovação
Fracasso
Sucesso
Idéia
Empreendedor
PROGRAMA
O PROCESSO C&D DA
Quando todas estas perguntas estiverem respondidas é dado início à implantação.
Quem buscar? Mapear quais as capacidades necessárias para vencer; ferramentas, habilidades e tecnologias.
Como viabilizar tudo isso? Desenvolver a gestão e a governança (da rede de parceiros) apropriados.
Brasil
Malasia
Espanha
Índia
China
Toda a Empresa
Toda a Empresa
Banco
de Idéias
Mas hoje a Inovação é sistêmica...
Fluxo
Circular
Generalização do lucro
Difusão
Imitação
Lucro extra
Inovação
Fracasso
Sucesso
Idéia
Empreendedor
38
1
5
8
35
12
40
R. Dauscha (ANPEI) 3ª CNCTI
Fonte: Investe Brasil
*PIB nominal
PIB*
> US$ 400 bilhões
China
Brasil
EUA
Rússia
Indonésia
Bangladesh
Paquistão
Nigéria
Japão
México
Índia
França
Alemanha
Holanda
Reino Unido
Itália
Coréia do Sul
Espanha
Canadá
Austrália
População
> 100 milhões
Área
> 4 milhões km2
BRASIL COMBINAÇÃO VITORIOSA
“Se na sua formulação inicial, uma idéia não parecer absurda, ela provavelmente não é uma idéia inovadora.”

Albert Einstein

“Não há razão para que alguém queira ter um computador em casa”
Ken Olson, presidente e fundador da Digital Equipment Corp. (DEC), fabricante de computadores mainframe computers, discutindo os computadores pessoais, em 1977.
“O cavalo está aqui para ficar, mas o automóvel é apenas uma novidade, uma moda”.
Presidente do banco de Michigan alertando o advogado de Henry Ford para não investir na montadora, em 1903.

“Quem diabos deseja ouvir os atores falando?” H. M. Warner, co-fundador da Warner Brothers, em 1927.

“É uma grande invenção, mas de qualquer
forma, quem iria usar isso?”
Rutherford B. Hayes, presidente norte-americano, depois da demonstração do telefone de Alexander Bell, em 1876.
“Tudo que pode ser inventado já foi inventado”.
Charles H. Duell, oficial do escritório de patentes dos Estados Unidos, em 1899

“Qualquer um familiarizado com o assunto vai reconhecer isso como um evidente fracasso”
Henry Morton, presidente do Instituto de Tecnologia Stevens, sobre a lâmpada elétrica de Thomas Edison, em 1880.

“Um foguete jamais será capaz de deixar a atmosfera da Terra”.
Jornal New York Times, em 1936.
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
Objetivo: Apoiar projetos de inovação de natureza tecnológica que busquem o desenvolvimento de produtos e/ou processos novos ou significativamente aprimorados e que envolvam risco tecnológico e oportunidades de mercado.
Valor do projeto: mínimo 1 milhão
www.bndes.gov.br/inovacao
SUBVENÇÃO ECONÔMICA
O objetivo do Programa de Subvenção Econômica é promover um significativo aumento das atividades de inovação e o incremento da competitividade das empresas e da economia do país.
A nova modalidade de apoio financeiro permite a aplicação de recursos públicos não-reembolsáveis diretamente em empresas, para compartilhar com elas os custos e riscos inerentes a tais atividades.
http://www.finep.gov.br/programas/subvencao_economica.asp
INOVA BRASIL
Objetivo: contribuir para o incremento das atividades de P&D nas empresas brasileiras.
Público alvo: médias e grandes empresas. Pequenas somente com fiança bancária.
Prazo: 100 meses para pagar (20 de carência).
www.finep.org.br
MECANISMOS PARA A INOVAÇÃO

LEI ESTADUAL 13.196/2009 (RS)- LEI DA INOVAÇÃO.

Medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica com foco nos setores e produtivos.



LEI 11.196/2005 – LEI DO BEM.
Incentivos à Inovação Tecnológica (TPP) por meio de subvenção fiscal. (ARTS. 17 A 26).
CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 218 - O Estado promoverá e incentivará o desenvolvimento científico, a pesquisa e a capacitação tecnológicas.
Art. 219 - O mercado interno integra o patrimônio nacional e será incentivado de modo a viabilizar o desenvolvimento cultural e sócio-econômico, o bem-estar da população e a autonomia tecnológica do País, nos termos de lei federal.
Fotógrafo Ita Kirsch – Livro Bem Brasil – Patrocinado pela empresa Wirklich
INTERAÇÃO UNIVERSIDADE EMPRESA- FAPERGS
Objetivo: financiar projetos que visem a inovação e a modernização tecnológica de produtos e processos, empreendidos por universidades, institutos e centros de pesquisa em cooperação com empresas, em todas as áreas do conhecimento.
Valor do projeto: de R$50.000,00 a R$200.000,00
www.fapergs.rs.gov.br
MARCO LEGAL PARA A INOVAÇÃO


LEI 10.973/2004 – LEI DA INOVAÇÃO
Medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo, com vistas à capacitação e ao alcance da autonomia tecnológica e ao desenvolvimento industrial do País. (DECRETO 5.563/2005)
ESTÍMULOS LEGAIS À INOVAÇÃO
Estabelece as obrigações e os requisitos legais para a utilização dos incentivos
Regulamentada pelo Dec. 5.798 de 06/2006 (regras contábeis)
Visa ao modelo interativo de inovação
Aplicável a todas as empresas de lucro real
Dispõe sobre os incentivos fiscais para a organização. (IR, CSSL, IPI, IRRF)
LEI 11.196/2005 – LEI DO BEM
O centro de atenção é a empresa brasileira
R. Dauscha (ANPEI) 3ª CNCTI
Fonte: Investe Brasil
*PIB nominal
PIB*
> US$ 400 bilhões
População
> 100 milhões
Área
> 4 milhões km2
China
Brasil
EUA
Rússia
Indonésia
Bangladesh
Paquistão
Nigéria
Japão
México
Índia
França
Alemanha
Holanda
Reino Unido
Itália
Coréia do Sul
Espanha
Canadá
Austrália
Intensidade global de investimentos em P&D-
% do PIB, último ano disponível por país
Qualquer mudança de planos, reajustes de rubricas, prazos, deve ser realizado
sempre
por e-mail e/ou ofício... NUNCA POR TELEFONE...
O processo de Gestão de Projetos é contínuo e deve ser feito a medida que o recurso for sendo utilizado...

(lembre-se o dinheiro não é seu... É do Governo e ele será rígido na hora da prestação de contas... Cuidado com todos os detalhes...).
Há projetos que a prestação de contas é por etapas e os recursos somente serão liberados, após a aprovação parcial financeira e ou técnica;
Ficar atendo quanto as prazos de compra e utilização de recurso.
Ex: Comprou no último mês 90% do recurso recebido...
Ficar atento:
Há projetos que a prestação de contas é 30 / 60 / 90 dias após a data de vigência..
Há projetos em que o órgão de fomento exige a aplicão do recurso;
As Notas Fiscais, das compras efetuadas, devem ser originais, em nome do proponente do projeto, mencionando a que projeto se refere e o número do projeto em questão...
Cuidar sempre
os valores gastos em custeio e capital;
Preste
muita atenção
nos manuais de prestação de contas de cada Agência de Fomento;
Abertura de conta corrente: (os tipos de contas podem variar. Cuidado!)
Ex: muitos casos não pode haver cobrança de taxas, tarifas, movimentações... (se isso ocorrer deve-se pedir que o banco efetue o estorno)
Por isso a
importância
do controle mensal dos extratos...
Prestação de Contas e Gestão de Projetos
Seleciona propostas para apoio financeiro a projetos que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação no País, por meio da inserção de mestres ou doutores, em empresas privadas, de micro, pequeno, médio e grande porte.
www.cnpq.br
Principais itens para a Análise dos Editais

Patrocínio a Eventos e Publicações
http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Apoio_Financeiro/Patrocinio/Introducao/index.html

BNDES Funtec
http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Navegacao_Suplementar/FAQ/bloco7.html

Entre outros....

Fonte: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt
Daí entramos na estrutura de um projeto... ?????
Estar atento para as
REGRAS
de submissão de cada projeto/edital...
Submissão de Projetos
EcoDesign (Brasil Sustentável)...

CARTA CONVITE MCT/FINEP/Ação Transversal – Programa de Apoio à Inovação Tecnológica em Micro-Empresas e Empresas de Pequeno Porte - TECNOVA 01/2012;

Patrocínio
http://download.finep.gov.br/patrocinios/PoliticadePatrociniodaFINEP-1.pdf

Entre outros...

http://www.finep.gov.br/


Edital 02/2012 (Polos Tecnológicos)
Apoio aos pólos tecnológicos do RS.

Edital PGTec 01/2012
Apoio aos Parques Tecnológicos do RS.


EDITAL N° 05/2012 - APOIO A INDÚSTRIA CRIATIVA DO RIO GRANDE DO SUL

Entre outros...
Fonte: http://www.sct.rs.gov.br
ALGUMAS UNIVERSIDADES NO RS
Principais Agências de Fomento
Envio On line e/ou Correio;
Entregue cópia física? (estar atento ao número de vias que devem ser enviadas);
As cópias devem ser encadernadas?
Enviar Grampeadas?
Separadas por “sacos plásticos”?
Em envelopes separados?
Envio do projeto por CD , documentos legais da empresa, etc...
Chamada Pública MCTI/SETEC/CNPq Nº 17/2012 -RHAE Pesquisador na Empresa
ESTRUTURA
PARA
PROJETOS
1.Dados Gerais do Projeto e da empresa proponente (instituição de execução do projeto)
Título do Projeto:
Empresa Executora (nome e sigla):
Esta empresa está cadastrada no Portal Inovação?
Classificação da Empresa Proponente (micro, pequena, média ou grande):
Se empresa em fase de incubação, informar em qual incubadora:
CNPJ da Empresa Proponente:
Home Page da Empresa Proponente (se existente):
Nome do Coordenador do Projeto:
Nome do Coordenador Técnico (se diferente do Coordenador do Projeto):
Instituições Parceiras, se existentes (nome e sigla):
Informações da Empresa
Descrever o perfil organizacional e dados gerais sobre a empresa. Neste item pode constar, por exemplo, uma breve descrição do histórico e dos objetivos da empresa, o ramo de atuação, instalações físicas, infra-estrutura, número de empregados, investimentos em pesquisa e desenvolvimento, principais produtos ou processos desenvolvidos, em desenvolvimento ou comercializados, patentes obtidas, etc.
4. Descrição do Projeto
a) Objetivos
Explicitar os objetivos da proposta, informando o produto, processo ou serviço a ser obtido.

b) Relevância do projeto para as áreas prioritárias ou de interesse para o setor empresarial.
Justificar a relevância do projeto, em especial para as áreas prioritárias ou de interesse estratégico

c) Metodologia
Descrever claramente a metodologia (materiais, métodos e técnicas) a ser adotada para a execução do projeto.
d) Cronograma de execução
Apresentar as atividades do projeto, bem como os respectivos prazos previstos para sua execução. (Sugestão: usar um gráfico de Gantt).


e) Gestão do projeto
Caso haja parcerias, descrever o papel e a contribuição de cada instituição, inclusive os mecanismos de articulação e acompanhamento a serem utilizados para execução do projeto.
a) Técnica
Descrição das condições técnicas que tornam possível a consecução do projeto, considerando a estrutura disponível, a tecnologia a ser utilizada, as características do produto, processo ou serviço que se pretende gerar, e demais aspectos pertinentes.

b) Econômica e Mercadológica
Descrição da oportunidade de mercado identificada, público alvo que se pretende atingir, mercado potencial, forma de comercialização do produto, processo ou serviço que será desenvolvido, apresentação dos aspectos econômicos relacionados ao sucesso do projeto, e demais questões pertinentes.
Viabilidade do Projeto
Para cada integrante da equipe executora (exceto futuros bolsistas), informar:
nome;
titulação;
especialidade;
atividades a serem desenvolvidas no projeto;
início das atividades;
duração das atividades (em meses); e
carga horária (em horas semanais) a ser dedicada ao projeto.

Atenção: A equipe de coordenação do projeto e os integrantes classificados como pesquisadores devem possuir Curriculum Lattes atualizado.
Equipe executora
Full transcript