Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Trabalismo e populismo na era Vargas

No description
by

on 17 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Trabalismo e populismo na era Vargas

Vargas apresentava cada benefício feito como concessão pessoal e convencia muita gente que governava para os pobres (“pai dos pobres”). "
Significado:
Para saber...
Ecos da crise capitalista
No campo social, o governo manteve e consolidou as leis trabalhistas instituídos pelo Governo Provisório entre 1931 e 1934, sobre sindicalização, jornada de trabalho, férias e repouso semanal remunerado, aposentadoria e carteira profissional. O trabalhismo, assim, começava a se transformar no mais poderoso instrumento de ação política da Era Vargas.

A crise de 1929 e a depressão que se seguiu acarretaram uma relativa desarticulação da economia mundial, que abriu novas possibilidades de desenvolvimento para os países da região que já tinham alcançado certo patamar de desenvolvimento.
Definiram-se projetos de desenvolvimento voltados para o mercado interno e para a industrialização via substituição de importações. A Segunda Guerra e as dificuldades de reorganização da economia no imediato pós-guerra projetariam esse quadro para o período subseqüente. Não se colocava à época estratégias voltadas para as exportações
R$ 1,99
Jornal do 9° ano
Cuiabá, 17 de junho de 2014
Texto e Contexto
Trabalhismo e populismo na era Vargas
Populismo
é uma forma de governar em que o governante utiliza de vários recursos para obter apoio popular. O populista utiliza uma linguagem simples e popular, usa e abusa da propaganda pessoal, afirma não ser igual aos outros políticos, toma medidas autoritárias, não respeita os partidos políticos e instituições democráticas, diz que é capaz de resolver todos os problemas e possui um comportamento bem carismático. É muito comum encontrarmos governos populistas em países com grandes diferenças sociais e presença de pobreza e miséria.
Trabalhismo
é a denominação dada a uma vertente política surgida na Inglaterra a partir de certas questões relacionadas à defesa de interesses políticos e econômicos levantadas por alguns setores movimento operário.
No Brasil, o trabalhismo começou propriamente em 1945, com a fundação do Partido Trabalhista Brasileiro sob a inspiração de Getúlio Vargas. Durante as décadas de 1950 e 1960, o trabalhismo foi a principal vertente da esquerda moderada na política brasileira, atraindo setores e eleitores que não se identificavam nem com a direita nem com o comunismo. Teve por expoentes teóricos Alberto Pasqualini e Santiago Dantas. Ainda na década de 60, o trabalhismo já experimentara cisões, como a do MTR de Fernando Ferrari.

A partir do fim da década de 1970, o PTB encontrou-se desfigurado de seus ideais trabalhistas, sobretudo após a morte de Ivette Vargas. O grupo liderado por Leonel Brizola, veio a fundar o PDT, Partido Democrático Trabalhista, que concentrou a maior parte dos trabalhistas de esquerda. Outros grupos trabalhistas de menor expressão se organizaram no PT do B e no PTN.
“O revolucionário mais radical se torna um conservador no dia seguinte à revolução.”

HANNAH ARENDT
Pense nisso...
Full transcript