Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Reações Transfusionais | AVG 2014

No description
by

Gustavo Silva

on 25 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Reações Transfusionais | AVG 2014

A transfusão se caracteriza pelo ato de infundir hemácias, plaquetas, plasma e crioprecipatados de um doador para um paciente fisiologicamente descompensado Dentro dessa realidade, alguns pacientes apresentam reações a essas transfusões, imediatas ou tardias. Algumas dessas reações são moduladas pela presença de anticorpos irregulares, provenientes da aloimunização do paciente, onde os anticorpos são específicos para as hemácias (HOSPITAL SÍRIO-LIBANÊS, 2010).
INTRODUÇÃO
TRANSFUSÃO
ANTICORPOS E COMPLEMENTO
METODOLOGIA
REFERÊNCIAS
AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Boletim de hemovigilância. Brasília, n. 5 , 2012. Disponível em <http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/b38ebb004dc642d7861dbed6059e5711/boletim_5_atualizado.pdf?MOD=AJPERES > Acesso em: 31 ago. 2014.

ALVES, Vitor Mendonça et al. Pesquisa de aloimunização após transfusão de concentrados de hemácias em um estudo prospectivo. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. São Paulo, v.34, n.3, p. 206-211. 2012. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/rbhh/v34n3/pt_v34n3a12.pdf > Acesso em: 30 ago. 2014.

BAIOCHI, E.; NARDOZZA, L. M. M. Aloimunização. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. São Paulo, 2009. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v31n6/08.pdf > Acesso em: 31 ago. 2014.

CASTILHO, L. O futuro da aloimunização eritrocitária. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. São José do Rio Preto, v. 30, n. 4, jul./ago. 2018. Disponível em<http://www.scielo.br/pdf/rbhh/v30n4/v30n4a03.pdf> Acesso em: 31 ago. 2014.

FROSSARD, E. Transfusão de Sangue: Um Conceito de Vida. Rio de Janeiro, 2014. Disponível em <http://www.soperj.org.br/novo/publicacao_detalhes.asp?s=Publica%E7%F5es%20dos%20Comit%EAs&id=302> Acesso em: 31 ago. 2014.

HOFFBRAND, A. V; MOSS, P. A. H. Fundamentos em hematologia. 6. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2013.

LÉLIS, A. R. A.; PINHEIRO, R. F. Cuidando da saúde do hospital: manual de hemotransfusão. Fortaleza, 2007. Disponível em <http://www.huwc.ufc.br/arquivos/biblioteca_cientifica/1193857709_66_0.pdf > Acesso em: 30 ago. 2014.

MARTINS et al. Freqüência de anticorpos irregulares em politransfundidos no Hemocentro Regional de Uberaba-MG, de 1997 a 2005. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. São José do Rio Preto, v. 30, n. 4, jul./ago. 2012. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/rbhh/v30n4/v30n4a08.pdf> Acesso em: 30 ago. 2014.

SOCIEDADE BENEFICENTE DE SENHORAS - HOSPITAL SÍRIO-LIBANÊS. Guia de Condutas Hemoterápicas. São Paulo, 2.ed. 2010. Disponível em <http://www.hospitalsiriolibanes.org.br/hospital/Documents/guia-conduta.pdf> Acesso em: 30 ago. 2014.

SOCIEDADE BENEFICENTE ISRAELITA BRASILEIRA – HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN. Transfusão de sangue. São Paulo, 2014. Disponível em: <http://www.einstein.br/Hospital/banco-de-sangue/transfusao-de-sangue/Paginas/transfusao-de-sangue.aspx> Acesso em: 30 ago. 2014

SCHÖMER, E. J. Antígenos de grupos sanguíneos e sangue raro. Jornal do Hemosc. 10.ed. abr/mai/jun. 2014.

Acadêmicos:
Daniele Fernandes Martins da Silva
Elenita Grazieli Dallagnelo
Francine de Sousa Waiczyk
Gustavo da Silva

Professora Orientadora:
Deli Grace de Barros Araújo
Professora Coorientadora:
Simone Moreira

Sendo assim, a presente pesquisa parte da seguinte questão norteadora:
qual o grupo de pacientes apresenta mais reações transfusionais do Hospital Infatil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville?
PROBLEMA
JUSTIFICATIVA
O ato transfusional possui riscos, como reação febril não hemolítica, reação hemolítica, reação alérgica, contaminação bacteriana e outros (HOFFBRAND; MOSS, 2013).
Devido a esse fato, há a importância da fenotipagem, tanto do doador quanto do paciente, para diminuir possíveis incidências transfusionais (CASTILHO, 2008).
Houve também, no Brasil, uma prevalência de 1,2% de pacientes com reações transfusionais por anticorpos irregulares/aloimunização no ano de 2010 (ANVISA, 2012).Pode existir mais casos de reações que não foram divulgados.
A fenotipagem é de extrema importância para amenizar casos de reações, por viabilizar uma transfusão totalmente compatível (MARTINS et al, 2008). Um paciente propenso a transfusões poderá desenvolver aloimunização (ALVES et al, 2012).
OBJETIVOS
OBJETIVOS GERAIS:
Identificar o grupo de pacientes que mais apresentaram reações transfusionais, dentro de um período de seis meses, no Hospital Infatil Dr. Jeser Amarante Faria, na agência transfusional, em Joinville.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Coletar o número de transfusões, de cada hemocomponente e seu grupo sanguíneo;
Identificar o grupo de pacientes que mais foram transfundidos, seguidos de suas intercorrências, no Hospital Infatil Dr. Jeser Amarante Faria, na agência transfusional, em Joinville;
Verificar a viabilidade de realizar a fenotipagem preventiva no grupo mais afetado, de acordo com os dados coletados para o grupo com mais reações.
Transfusão de concentrado de hemácias
Transfusão de concentrado de plaquetas
Plasma fresco congelado
Crioprecipitado
EXAMES PRÉ-TRANSFUSIONAIS
• Tipagem ABO / Rh
• Pesquisa de anticorpos Irregulares (PAI)
• Prova de compatibilidade
• Reclassificação ABO / Rh
HEMÁCIA
A hemácia é o elemento presente em maior quantidade no sangue.
A Hemoglobina é o principal componente das hemácias.
Possui a função de fazer o transporte de oxigênio pelos diferentes tecidos do corpo humano
QUESTÕES ÉTICAS DA PESQUISA
ANÁLISE CRÍTICA DE RISCOS E BENEFÍCIOS
RESULTADOS ESPERADOS
Aloimunização.
IgG (quentes) e IgM (frios).
Sistema Complemento.

REAÇÕES TRANSFUSIONAIS
Reações imediatas;
Reações tardias.
HEMÓLISE INTRAVASCULAR
FENOTIPAGEM
Método;
Frequência;
Importância.
APROVADO PELO CEP
27.11.2014
Full transcript