Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Usuários de arquivo

Aula 13 (15jan.14)
by

Jussara Borges

on 10 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Usuários de arquivo

Ética na relação arquivista e usuário
Em geral, o arquivista deve auxiliar os pesquisadores por todos os meios possíveis, mas não tentar dirigir suas pesquisas
O arquivista interpretará os documentos somente no sentido de identificá-los e descrevê-los, não para "revelar o significado"
Não “discutir” o trabalho de um pesquisador com outrém
Não subordinar seus deveres profissionais aos interesses particulares de pesquisa
O arquivista como mediador da informação
"O arquivista pode ampliar a abrangência de sua atuação e assim entender melhor os seus usuários, trazendo-os para o centro de suas atençõs, ao oferecer produtos e serviços com valor agregado [...] o arquivista pode avançar ainda mais, observando como objeto de arquivo foi utilizado pelos usuários e em que sentido foi útil, ou seja, como resolveu as demandas e qual foi a sua importância em determinado contextos de uso." (Ávila; Sousa, 2011, p. 51)
Bibliografia básica
Funções essenciais do serviço de referência
Atendimento individual e personalizado – conhecer a necessidade de informação do usuário
Interpretação dos instrumentos de pesquisa (usuários os vêem como obstáculos)
Determinar se o usuário precisa: de uma fonte de informação, de instrução sobre o uso do instrumento de pesquisa, do conteúdo a partir de um instrumento de pesquisa
Divulgação dos serviços
Educação de usuários
Ouvir o usuário

Política de acesso aos documentos
Definir as condições de acesso de tal forma que se possam realizar pesquisa ao mesmo tempo em que se protegem os interesses privados
As restrições devem estar condicionadas a alguma limitação no tempo e serem justificadas
As limitações não podem ser aplicadas uniformemente a todos documentos
Aplicar o princípio de igualdade a todos
usuários (atuais e futuros)
Salvaguardar o interesse público
O serviço de referência e o usuário
O serviço de referência é essencialmente um processo de
comunicação
com a finalidade específica de satisfazer as
necessidades de informação
do
usuário

Serviço fundamental em arquivos permanentes, onde o usuário não conhece o acervo


Usuários de arquivo
Processo de referência
Desde que o usuário reconheceu a necessidade de informação


Até o ponto em que se chega ao entendimento que a necessidade de informação foi atendida

Política de uso dos documentos
Estabelecer quais conjuntos documentais podem:
Ser cedidos ao público nas salas de consulta
Emprestados
Fornecidos como cópias
Acessados apenas prestando-se informação contida nos documentos ou sobre os mesmos

ÁVILA, Rodrigo F.; SOUSA, Renato T. B. A aporia dos estudos de comportamento informacional na Arquivística. Cenário Arquivístico, Brasília, v. 4, n . 1, p. 41-53, jan. /jun. 2011
GROGAN, Denis. A prática do serviço de referência. Brasília: Briquet de Lemos, 2001.
SCHELLENBERG, T. R. Serviço de referência. In: ______. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 2.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2002

A finalidade de todo o trabalho de arquivo permanente é
preservar
os documentos de valor secundário e torná-los
acessíveis
ao
usuário

Estudo de usuário ou
Estudo do comportamento informacional
Portanto, pressupõe conhecer a comunidade e levantar dados (IBGE, DIEESE, FGV, SEI)
Históricas: evolução e crescimento
Demográficas: nº habitantes, caráter urbano/rural, etc
Geográficas: direção do crescimento físico
Educativas: nível de instrução, instituições educacionais etc.
Sócio-econômicas: atividades econômicas, sazonalidade, nível econômico, serviços públicos disponíveis etc.
Transporte: existência, horários, preço, nível do serviço
Culturais e informacionais: organizações e grupos sociais existentes, expressões culturais, eventos culturais, jornais e revistas da comunidade, outras fontes de informação etc.
Políticas e legais: partidos e/ou correntes políticas na comunidade

O estudo de usuário é uma pesquisa científica
Conhecendo o comportamento informacional do usuário
Comprender qual o problema de informação do usuário e o contexto dessa necessidade;
Conhecer o perfil do usuário;
Identificar quais necessidades informacionais podem ser atendidas por essa unidade e quais podem ser melhor supridas por outras instituições;
Reconhecer que o fluxo do processo informacional envolve o reconhecimento da necessidade de informação do usuário, a busca pela informação e o uso.
Objetivos desta aula
Relacionar o serviço de referência com o usuário

Compreender o conceito e a importância de se conhecer o comportamento informacional do usuário

Discutir a importância de uma política de acesso e uso das informações de arquivos permanentes
o usuário, este ilustre desconhecido...
O usuário é aquele que está em busca de informação para suprir alguma demanda, sendo que esta faz surgir a necessidade de
busca
e orienta a sua maneira de
utilização
.
Os usuários de arquivo
Fonte: Ávila e Sousa, 2011
Como o arquivista pode propiciar o acesso à informação para cada uma dessas categorias de usuário?
Os usuários de arquivo para Mirabet (1997):
investigadores profissionais - mais familiarizados com os serviços, mas não querem usar os instrumentos de pesquisa
investigadores aficcionados - formação variável e por isso apresentam necessidades estranhas ao arquivo
estudantes universitários - ainda despreparados para as técnicas de pesquisa e para lidar com patrimônio histórico
cidadãos - muitas vezes entendem o arquivo como departamento administrativo
As análises do comportamento informacional se apresentam como investigações que buscam levantar e caracterizar os
interesses
, as
necessidades
ou
demandas
e as
maneiras de uso
da informação por parte dos
usuários reais e potenciais
. A partir da identificação de padrões de conduta, tais estudos podem melhorar a oferta de produtos e serviços. (Ávila; Sousa, 2011, p. 44-45)
Leitura para a próxima aula
CABRAL, Rosimere Mendes. Arquivo como fonte de difusão cultural e educativa. Acervo, Rio de Janeiro, v. 25, n. 11, p. 35-44, jan./jun. 2012, p. 35-43. Disponível em: http://revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/539 Acesso em 28jan. 13

MENEZES, Pricila. O processo de difusão desenvolvido pelos arquivos públicos estaduais da região sul do Brasil. PontodeAcesso, Salvador, v. 6, n. 3, p. 47-71, dez.2012. Disponível em: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici Acesso em 28jan. 13
Full transcript