Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Gêneros e Identidades no Ciberespaço

No description
by

Pricilla Soares

on 12 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Gêneros e Identidades no Ciberespaço

Viviane Heberle
Livro "Gêneros em discursos da Mídia" Gêneros e Identidades no Ciberespaço Pricilla Farina Soares - PPGL - UCPel as dimensões linguísticas e visuais da comunicação se alteram, assim como o que constitui a identidade humana, que estão se modificando pelas revoluções tecnológicas. Somos influenciados pelas tecnologias digitais. Ciberespaço: "totalidade dos dados produzidos e disseminados por meio eletrônico" (CAVALLARO, 2001,p.177) ciberdemocracia cibersexo ciberdramas infomaníacos ciberpunks hackers avatars spams Fala da complexidade dos tipos de interação que estão surgindo no ciberespaço. Livro "Comunidades no ciberespaço" Kollock e Smith (1999): as redes de computadores estão sendo usadas para ligar pessoas a pessoas, por milhares de espaços diferentes. Estudos sobre as características linguísticas e discursivas dos diferentes gêneros digitais. Estudos que se voltam para as questões de gêneros, identidades e o poder das relações no ciberespaço Livro: Ciberfeminismo (Hawthorne; Klein, 1999) -> discutem temas sobre o discurso digital (C.M.C) Ciberfeminismo: pode causar uma diferença de gênero (há o reconhecimento da diferença) no ciberespaço e também a vontade das ciberfeministas de mudar a situação. indústria da prostituição global ciberficção hipertexto de
cultura lésbica Livro: Wired Women (Cherny; Weise, 1996) -> fala das experiências pessoais de trabalho e atividades acadêmicas de mulheres (cibercensura) Pesquisas em C.M.C: passam a focar as questões culturais, com o intuito de levantar um papel questionador sobre o uso da linguagem e sobre questões socioculturais de gênero e identidades nestes ambientes. Fundamentação teórica: ACD e estudos sobre multi-modalidade, baseados na LSF + reflexões sobre gênero e identidade Outro nome para o capítulo:
"Gêneros e identidades no ciberespaço: entre ciborgues heteroglóssicos e estetreótipos exagerados". "Sistema auto-regulado de relações homem-máquina". Proposto por Manfred Clynes e Nathan Kline em 1960: Apropriado por Donna Haraway com objetivo diferente: Recurso imaginário. "Híbrido de máquina e organismo, "uma criatura num mundo pós gênero", "criatura da realidade social tanto quanto uma criatura da ficção". Saída para o labirinto de dualismo que estão nossos corpos e utensílios a nós mesmas (construção e descontrução) - Podem haver "ciborgues heteroglóssicos" com identidades desestabilizadas e múltiplas nas C.M.C.? Duas questões: -Ou há preponderância de estereótipos forçados ou exagerados? Spender (1995): ciberespaço tem potencial para ser igualitário, mas possui desigualdades. Identidades no Ciberespaço Nova situação global: o reflexo das mudanças sociais, culturais, tecnológicas vão acabar trazendo diversos problemas de gênero. Moita Lopes (2002, p. 37): "as identidades sociais não estão nos indivíduos, mas emergem da interação entre os indivíduos agindo em práticas discursivas particulares nas quais estão posicionados". Identidades fragmentadas e contraditórias Interações reais: negociação por ideias e valores num espaço com características físicas, a princípio sem disfarces, e com influências socioculturais.

Interações no ciberespaço: desenvolvidas pela nossa participação nas diferentes práticas sociais que nos engajamos. CMC oferece: comunidades discursivas com fóruns democráticos, sem barreiras socioculturais. Isto ajuda na descentralização de identidades cristalizadas.

CMC pode: reforçar estereótipos preconceituosos e intolerância a diferentes grupos sociais. "O meio eletrônico estimula em vez de neutralizar o gênero social" (HALL, Kira. 1996) Temos: ausência de contexto e os corpos desaparecem. "O mundo real não inova, só repete as imagens, os valores e textos do mundo real" (Sergio Porto, 1999) LINGUÍSTICA FUNCIONAL E ACD - Utiliza diferentes abordagens teóricas e metodológicas.
- Investiga fenômenos discursivos (da linguagem) diversos
- Como as representações linguísticas são afetadas por valores sociais (LSF)
- Focaliza o social, as funções sociais que determinam como é a linguagem e como ela evolui. Três funções básicas:
-ideacional (experiências)
-interpessoal
-textual (contexto) Não há transgressões em relação às identidades Linguagem própria Heteroglossia: Diversidade social de tipos de linguagens.
Full transcript