Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

RÜSEN, Jörn. Tarefa e função de uma teoria da história. In:

No description
by

Júlia Matos

on 2 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of RÜSEN, Jörn. Tarefa e função de uma teoria da história. In:

A argumentação teórica
"O fio condutor da argumentação é a intenção de descrever e demonstrar que a reflexão do pensamento histórico sobre seus fundamentos emerge do trabalho prático do próprio historiador, baseia-se nele e possui para ele sigificado". p. 26
RÜSEN, Jörn. Tarefa e função de uma teoria da história. In: Razão Histórica: Teoria da História: os fundamentos da ciência histórica. Brasília: UNB, 2010, pp. 25-51.
"... a visão de conjunto é necessária ao trabalho especilizado competente em cada tema" p.27
" A teoria é o plano da ciência da história em que essa visão é adquirida" p. 27
o que a Teoria da História põe em evidência?
visão panorâmica;
critérios determinantes da pesquisa;
regras da historiografia;
Matriz disciplinar
1. O primeiro fator da matriz disciplinar é a carência de orientação - interesse;
2. as carências de orientação requerem critérios de sentido em relação ao passado;
3. As ideias constribuem para transformar carências em interesses;
4. As ideias organizam a interpretação que homens dão sobre si mesmos e o mundo (29-32);

Com que ponto de vista o historiador reconstitui a História?
"O melhor ponto de partida parece ser aquele que, na vida corrente, surge como consciência histórica ou pensamento histórico (...)" p. 30
"Uma 'Teoria da História' consiste justamente na análise da pretensão de racionalidade da ciência da História" p. 13
"... conceito clássico de teoria, que nada mais significa do que a análise de um determinado conteúdo em busca de suas determinações racionais manifestas". p. 13
O ponto de partida da reflexão deve ser os interesses
"Trata-se do interesse que os homens têm - de modo a poder viver - de orientar-se no fluxo do tempo, de assenhorear-se do passado, pelo conhecimento do presente" p. 30.
O primeiro fator da matriz disciplinar da História é formado:
"... pelas carências fundamentais de orientação da prática humana da vida no tempo;
"... carências de orientação que se articulam na forma de interesse cognitivo pelo passado".
Carências de orientação são transformadas em interesses no conhecimento histórico!
2º fator da matriz disciplinar da história: os modelos de interpretação transpõe e integra as experiências da evolução temporal, p. 32
Sem interrogar as fontes nada podemos saber sobre o passado! p. 32
a) mas, isso depende do que o historiador traz consigo!
b) sem fontes não há como reconhecer um passado com sentido;
c) as conjecturas e interrogações precisam incluir as experiências concretas do tempo passado;
d) de forma que possam agir como fatores de orientação no tempo;

3º fator: Os métodos de pesquisa
a) regulam o pensamento histórico;
b) possibilitam construir fundamentações;
c) auxiliam a assumir caráter de pesquisa;
d) influem no modo pelo qual as ideias históricas são concebidas;
e) tornam o conhecimento sobre o passado cognoscível; p.33
4º fator: as formas de apresentação
1. manifestas na Historiografia;
2. usa linguagem que é resposta a uma pergunta;
3. a pergunta deriva de carências de orientação;


Existe interdependência entre os 5 fatores do pensamento histórico
Métodos de pesquisa;
Formas de apresentação -Estética;
Funções - (orientação da vida prática)
Interesses -(carências de orientação)
Ideias (perspectivas orientadoras da experiência do passado), p. 35
A matriz disciplinar da História permite:
* elaborar um quadro sinóptico das determinações elementares do pensamento histórico científico;
* esclarecer o contexto em que se relacionam a ciência histórica e a vida prática dos homens;
* reconhecer que a História como ciência contribui para mudanças na vida prática;
p.36-37
As funções da teoria da História
1. Propedeutica - solução de problemas;
2. Coordenação - articula saberes para solução de problemas;
3. Motivadora - ansia de obtividade;
4. Organizadora - heurística
5. Seleção e fundamentação - articula ações;
6. Mediadora - praxis; p. 37-42
Outras funções ....
1. função racionalizadora da pragmática textual - saber redigido e historiográfico;
2. função didática de orientação - didática, teoria do aprendizado histórico, pois transpõe pretensão de cientificidade e enraizamento na vida prática;
"O ensino de história é concebido, pois, como uma espécie de formação especializada, cujo alcance e objetivos são reduzidos à medida exata correspondente à diferença que existe entre um secundarista e um estudante de História" p. 50
Teoria da História: o que é? (Rusen. Reconstrução do Passado, p. 75);
1. As teorias são construções de processos temporais que servem de fio condutor;
2. a base da teoria são representações gerais dos processos temporais;
3. Essas representações são produzidas a partir de experiências do presente altamente generalizadas que servem para preencher um sistema de universais históricos.
"As representações dos processos temporais aparecem como uma periodização geral ou como representações do fio condutor do desenvolvimento histórico" (2010:75).
"Teorias históricas são elaborações dessas representações dos processos sob a forma de construções de processos particulares. O tipo, a medida e a dimensão da determinação dessa singularidade dependem de que experiências temporais particulares do passado sejam empregadas e atualizadas narrativamente". (2010:76)
Auto-reflexão
A auto-reflexão é primordial para o trabalho do historiador, pois é um processo de se reconhecer no objeto estudado, perceber as relações temporais entre sua própria existência e sua pesquisa.
1. Os objetos da teoria da história são os princípios da ciência da história;
2. Os princípios são a matriz disciplinar da ciência, ou seja, o "conjunto sistemático de fatores ou princípios do pensamento histórico determinantes da ciência da história como disciplina especializada" (p.24)
Full transcript