Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Escola Moderna x Escola tradicional

No description
by

Eu Jesus

on 6 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Escola Moderna x Escola tradicional

Escola Moderna & Escola Tradicional
Conceito de escola tradicional.
Conceito de escola moderna
A escola moderna aparece a partir do século XX, com o conceito de maior liberdade e responsabilidade.
Nela, os alunos tem total liberdade sobre suas ações. Porém, eles tem de arcar com as consequências das mesmas.
Um exemplo disso é que em uma escola moderna, além de não ter o sinal de troca de aula, as portas ficam abertas para o aluno ter liberdade de ir e vir como bem entender durante as aulas,
tendo consciência que suas faltas podem e irão prejudicá-lo no futuro.
Diferenças
Sala de aula: Na escola tradicional, a sala é composta por apenas mesas, cadeiras e a lousa. Um ambiente pouco estimulante para o aluno; enquanto na escola moderna, são utilizados desde cores até a inserção de tecnologias para estimular a criatividade dos alnos.
Conclusão
São dois métodos quase que opostos de ensino.
Um se foca mais na repetição e o outro no conteúdo. O método tradicional foi criado com a intensão de "acostumar" a criança com o que seria esperado de seu futuro, sendo um proletariado que passaria seus dias trancado em uma fábrica. O método moderno tem como intensão estimular a liberdade, a criatividade e a resposabilidade da criança. Nesse sistema, o aluno tem a liberdade de não comparecer as aulas,porém em compensação o aluno deve arcar com as consequências de sua ausência. Apesar do método tradicional ser o mais aplicado, ele gera uma aprendizagem decorada, a qual leva o aluno a saber a matéria; mas não saber o porquê da matéria. O método moderno tem se mostrado mais eficaz no ato de ensinar em si. Mas para que seja aplicado; ele deve ser estudado sobre o meio onde se encontra para que a liberdade não seja tranformada em libertinagem.
Métodos de ensino: Enquanto na escola tradicional é focada a repetição e o ensino de assuntos históricos, na escola moderna dão prioridade a qualidade de ensino, explicando o motivo daquilo estar certo.Os assuntos históricos são focados para um contexto mais atual e que se encaixa com o cotidiano do aluno.

Professores: Ao invés de trabalhar em várias escolas ao mesmo tempo (o que causaria exaustão, insatisfação e por consequência, um ensino insatisfatório), ao contrário do que ocorre nas escolas tradicionais, no conceito de escola moderna o profesor trabalharia em uma escola só, mas seria melhor remunerado e reconhecido. Isso causa maior desempenho e dedicação e um grande salto na capacidade de ensinar.
Esse método moderno ocorre principalmente na Coreia do Sul, um país com altos níveis de educação.
A escola tradicional é um modelo de escola onde o ensino, os tratamentos e até mesmo as formas foram feitas com base em estruturas militares e aprimorada com a Revolução Industrial.
Um exemplo disso são as campainhas que tocam para avisar os alunos da troca de aula.
É uma especie de treinamento para o que estaria por vir nas fábricas, para que desde cedo o aluno fosse acostumando ao seu provável futuro de proletariado.
Características Gerais

• Relação professor/aluno – Magistrocêntrica, ou seja, centrada no professor e na transmissão de conhecimentos.
• Conteúdo – dá-se ênfase ao esforço intelectual e na assimilação de conhecimentos (distanciamento dos problemas cotidianos e atuais).
• Metodologia – Leituras repetidas e cópias constantes (não há preocupação com diferenças individuais) “alunos – Bloco Homogêneo”
• Avaliação – Superestima a memória e a capacidade de decorar o que foi assimilado através de PROVAS.
• Verificação da aprendizagem – Prêmios e punições que estimulam a competição entre os alunos.
• Manutenção da Disciplina – castigos corporais (atenção através da Intimidação)

Características gerais
•Ter um ambiente que estimule a criatividade tanto dos alunos quanto dos professores.
•Focar em assuntos do cotidiano do aluno ao invés de contextos históricos que não fazem parte da atualidade.
•Não ter portas trancadas, permitindo a liberdade do aluno em escolher participar ou não das aulas.
•Não ter alarmes ou sinos tocando entre as aulas para tirar o conceito de fábrica imposto na Revolução Indutrial.
As instituições segundo Michel Foucault
Escola: Sistema disciplinar procura normatizar o comportamento do aluno ( Michel Foucaut). “ Saber é poder”
. Escola disciplinadora Para Foucault, mais importante do que um poder centralizador e visível, são os “pequenos” poderes que abarcam todo o espaço social, e dos quais não conseguimos escapar, porque estão dispersos. É o espaço físico, o mobiliário, as regras, os olhares vigilantes, as ameaças e as punições agindo sempre no sentido de controlar nossos corpos e nossas consciências, de nos fazermos “úteis”, “dóceis”, treinados para a obediência.
A instituição segundo Paulo Freire
Ao propor uma prática de sala de aula que pudesse desenvolver a criticidade dos alunos, Freire condenava o ensino oferecido pela ampla maioria das escolas (isto é, as "escolas burguesas"), que ele qualificou de educação bancária. Nela, segundo Freire, o professor age como quem deposita conhecimento num aluno apenas receptivo, dócil. Em outras palavras, o saber é visto como uma doação dos que se julgam seus detentores. Trata-se, para Freire, de uma escola alienante, mas não menos ideologizada do que a que ele propunha para despertar a consciência dos oprimidos. "Sua tônica fundamentalmente reside em matar nos educandos a curiosidade, o espírito investigador, a criatividade", escreveu o educador. Ele dizia que, enquanto a escola conservadora procura acomodar os alunos ao mundo existente, a educação que defendia tinha a intenção de inquietá-los.
A instituição escolar
Full transcript