Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Globalização, Consumismo e Homogeneização cultural

No description
by

catarina faria

on 29 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Globalização, Consumismo e Homogeneização cultural

Consiste num fenómeno multifacetado, com dimensões económicas, sociais, políticas, culturais, religiosas e jurídicas interligadas. Corresponde à integração mais estreita dos povos/países e resultou da enorme redução dos custos de transporte e de comunicação e da distruição de barreiras artificiais à circulação transfronteiriça de mercadorias, serviços, conhecimentos e pessoas.
Trata-se da criação e intensificação de um vasto espaço de circulação de pessoas, informações, bens, serviços e capitais, fenómeno gerador de uma crescente interdependência entre países.
GLOBALIZAÇÃO, CONSUMISMO E HOMOGENEIZAÇÃO CULTURAL
Globalização
Conotação negativa

Homogeneização cultural
Conotação positiva:
Tal como referimos anteriormente, o mundo em que vivemos "encolheu": as fronteiras nacionais foram diluídas, as distâncias encurtadas, a velocidade da comunicação acelerada, as pessoas começaram a circular por diferentes países, os bens de consumo adotaram uma tendência para se universalizarem e os estilos de vida foram transformados.
Agora iremos abordar duas expressões
inter-relacionadas do processo de globalização: o consumo e os estilos de vida.
Consumo:
Por consumo entende-se a utilização de bens, serviços, energia e recursos por parte de pessoas, organizações ou sociedades. Este fenómeno teve um grande crescimento nos países industrializados, fruto do desenvolvimento económico que aí se verificou.
Surge assim a expressão "sociedade de consumo" que se refere a esta nova realidade social que é caracterizada pela abundância e circulação massiva de bens que moldam a existência humana.
O consumo tem uma conotação positiva pois o seu aumento massivo leva à melhoria das condições materiais de vida e o grau de satisfação das populações.
Ao contrário do que acontecia no passado, agora as famílias possuem uma maior fatia do seu orçamento economizada para adquirir bens alimentares, vestuário,automóveis, férias e uma multiplicidade de outros artigos.

Por outro lado, a atitude consumista adotada a nível mundial, provoca a destruição de recursos naturais e acentua as assimetrias existentes entre países desenvolvidos e países em desenvolvimento. Assim sendo, contribuem para o reforço das desigualdades e da exclusão.
Consumismo:

Padrões de consumo:
Atualmente, as empresas recorrem bastante à publicidade, ao marketing e aos meios de comunicação, o que permite promover o mesmo produto simultanemamente em vários países, aumentando a tendência para a uniformização global dos padrões de consumo, ou seja, das tipologias de consumo comuns a determinados grupos sociais
.
É cada vez mais vulgar encontrarem-se pessoas de diferentes nacionalidades vestidas e penteadas da mesma maneira, a ouvir as mesma músicas, a ver os mesmo filmes, a adotar comportamentos consumistas idênticos.
Americanização

Consumismo é o ato de comprar produtos e/ou serviços sem necessidade e consciência. É compulsivo, descontrolado e deixa-se influenciar pelo marketing das empresas que o comercializam. É também uma característica do capitalismo.
Podemos afirmar também que a globalização recente corresponde a uma ocidentalização, ou mesmo, uma americanização do mundo, já que os valores, artefactos culturais e universos simbólicos que se globalizam são ocidentais e, por vezes, especificamente norte-americanos, sejam eles o individualismo, democracia política, racionalidade , primado do direito,cinema,publicidade, televisão, etc...
Estilos de vida
Os estilos de vida são práticas quotidianas e formas de consumo que envolvem escolhas particulares e identitárias em domínios tão díspares como a habitação, o lazer, a religião, a arte, a organização do espaço e do tempo ou o convívio com os outros atores sociais. Refletem a especificidade dos valores, atitudes e comportamentos dos grupos e dos indivíduos, contribuindo para a construção das identidades pessoais e coletivas e ligando-se, por isso, às diversas subculturas.
A adoção de um determinado estilo de vida pressupõe a escolha de uma gama particular de comportamentos, em detrimento de outras gamas possíveis. Esta multiplicação das possibilidades de escolha é permitida pela expansão dos bens e serviços postos à disposição dos atores sociais no mundo atual, ou seja, é potenciada pela globalização e pela sociedade de consumo .
Esta escolha nem sempre é feita com liberdade total nem está isenta de condicionalismos. Na base de muitas delas estão fatores como a classe social e o nível económico dos indivíduos, os quais infuenciam fortemente aquilo que aparentemente são atos livres e indeterminados. A diferentes condições sociais correspondem diferentes estilos de vida.
O culto do corpo
Deparamo-nos cada vez mais com a realidade do incremento da ida das pessoas ao ginásio. Este facto ganha relevância na nossa sociedade pois as pessoas querem construir ou imitar um ideal de beleza, por vezes não o alcançam porque acabam por desistir dessa ideia ou também porque o resultado não constitui a realidade desejável.
Com a globalização atual ocorre a difusão dos valores e hábitos de algumas culturas consideradas como dominantes. Tal ato faz com que os mesmos sejam padronizados e seja facilitada a promoção de uma homogeneização cultural.

Apesar de no nosso quotidiano ser recorrente o uso de termo "diversidade cultural", podemos afirmar que, até certo ponto, os indivíduos estão a tornar-se cada vez mais parecidos uns com os outros no que diz respeito às suas preferências, nomeadamente na maneira como se vestem, nos filmes que assistem, nas músicas que ouvem, etc...

Sendo assim, não deixa de ser correto afirmarmos que, neste contexto cada vez mais marcado pela globalização e diversidade, os indivíduos adquirem um comportamento psicossocial ditado pelo marketing das grandes empresas, facilitando uma homogeneização cultural.
Conclusão
Em suma, os três conceitos referidos ao longo deste trabalho são os que melhor definem a nossa sociedade atual. Embora pareçam distintos, são complementares no sentido em que um é a causa do outro.
Full transcript