Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

O Cortiço X Cidade De Deus

No description
by

sara palma

on 16 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Cortiço X Cidade De Deus

Obra Literaria : Aluísio de Azevedo
Caracteristicas do Realismo da obra
Trata-se de um Romance Social – todas as existências se entrelaçam e repercutem nas outras, sendo o Cortiço o gerador de tudo (a personagem mais convincente segundo Alfredo Bosi);
* Crítica ao Capitalismo Selvagem – pode ser visualizada na figura ambiciosa do Dono do Cortiço, que se abdica de tudo em nome de ajuntar dinheiro, o qual não desfruta. O Tema é a Ambição e a Exploração do homem pelo próprio homem;
* Zoomorfismo (redução das criaturas ao nível animal, isto revela as teorias de Biologia do século XIX (Darwinismo e Lamarquismo) e o Determinismo (meio, raça e momento);
* A Força dos Instintos – no romance a forma mais degradante deles é o Sexo (destruição e desrespeito ao matrimônio, traições, prostituição, lesbianismo, etc).
* Na obra as personagem representam Tipos Humanos, por exemplo Albino (homem franzino, afeminado, que trabalhava com as lavadeiras), Botelho (velho, sem dinheiro que vivia como agregado no sobrado do Miranda, sabia se fazer necessário).
Comparação das Mulheres

O autor relata duas Realidades diferentes: no cortiço, há conflitos entre negros e imigrantes portugueses, problemas de higienização, explorações trabalhista e sexual, enquanto que no sobrado do Miranda, notamos que prevalecem as características da classe alta, um ambiente saudável e agradável, mas cheio de disputa em relação ao status social. Já no filme Cidade de Deus, existem
disputas entre grupos do tráfico de drogas, problemas de saneamento básico, desemprego acentuado, prostituição, circunstâncias que demonstram a pobreza laboriosa daquele ambiente. Personagens como Zé Pequeno, o chefe da favela, e Cenoura, outro líder do tráfico, vivem situações de disputa por status, poder e território, como viveram João Mourão e Miranda no O Cortiço.

Comparação das Obras
Comparação da obra literaria X filme o cortiço
O Cortiço X Cidade De Deus
O livro “O cortiço” proporciona descrições muito precisas do cotidiano da cidade do Rio de Janeiro no início de sua urbanização. Nele, todas as circunstâncias de vida, em especial as relações de trabalho e sexual, são dadas no nível do zoomorfismo.
A comparação feita entre as mulheres, no filme a cidade de Deus à uma competição pela namorada de Mané Galinha, já no filme O Cortiço a disputa entre Jerônimo e Firmo, pelo “amor” de Rita Baiana.
Na obra O Cortiço a mulher é retratada com promiscuidade, selvageria e instintividade primitiva. O Casamento neste período ainda representava segurança e concedia a mulher o devido respeito perante a sociedade.
Situação da Mulher – as mulheres são reduzidas a três condições: Objeto (como Bertoleza e Piedade) pois são usadas pelo homem; Objeto e Sujeito (Rita Baiana) com certa independência; e Sujeito (Leonie e Pombinha) são independentes do homem e se prostituem (embora desprezem a situação e ações dos homens).

Comparação do filme com a Obra
O filme é uma interpretação do romance, apesar de ser incompleto ao compará-lo com o livro, uma vez que, o cinema precisa sempre adaptar. O filme consegue transmitir a essência da obra e apesar de que tenha passado muito tempo desde a criação da obra a realidade das grandes favelas não muda.
Full transcript