Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Síndrome de Overtraining: aspectos gerais e implicações metabólicas.

Palestra do 4º Encontro Paraibano de Nutrição promovido pela Faculdade Maurício de Nassau
by

Caio Oliveira

on 12 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Síndrome de Overtraining: aspectos gerais e implicações metabólicas.

Caio Victor Coutinho de Oliveira
Bacharel em Ciências da Nutrição (UFPB)
Especialista em Nutrição Esportiva (Gama Filho)
Msd em Ciências da Nutrição - UFPB
Nutricionista da equipe amadora de rugby, Rugby Garous
Nutricionista do Treze Futebol Clube (2011-2012)
Nutricionista Esportivo
Professor da Faculdade Maurício de Nassau (FMN)
Síndrome de Overtraining: aspectos gerais e implicações metabólicas.
Israel, 1958 --> Duas formas de OT
Histórico dos estudos com Overtraining
Israel, 1976 --> OT como tendo diversas causas, sendo o treinamento um deles
Kinderman, 1986 --> propõe a causa do OT unicamente à carga de exercício e aptidão física
Fry, Morton e Keast, 1991 --> treinamento excessivo e recuperação inadequada seriam a causa primária de OT
Parassimpática
Físicos
Fisiológicos
Psicológicos
Simpática
Aumento gradativo da intensidade/volume do treinamento
Princípios do Treinamento Físico
Periodização do treinamento
Macro, meso e microciclos
Melhora da performance em períodos específicos
Supercompensação
"Pernas pesadas"
Síndrome do Overtraining (OTS)
Falta de disposição
Fadiga crônica
Perda da libido
Overreaching
(OR)
Overtraining (OT)
"Acúmulo de estresses induzidos pelo treinamento físico e/ou outros fatores, resultando na diminuição do desempenho, com sintomas fisiológicos e/ou psicológicos característicos, onde a restauração do desempenho pode levar de meses a anos"
Overreaching
Fisiológicas
Repercussões
Sintomas de OR são diferentes de OT?
Diagnóstico
Redução dos estoques de Glicogênio

Diminuição das [Glutamina]

Fadiga Central

Desequilíbrio do eixo hipotálamo-hipófise- adrenal e gonadal

Lesão, inflamação e citocinas
Hipóteses
A nutrição pode prevenir/minimizar o estado de OT?
Medidas Nutricionais
Carboidratos
Proteínas
Vitaminas
Minerais
Probióticos
Cafeína
"Functional Overreaching"
Overtraining como um Processo Contínuo
"Nonfunctional Overreaching"
Overtraining Syndrome
"Burnout"
"Staleness"
Bioquímicas
Psicológicas
Imunológicas

Performance
Força
Peso
Alteração da FC
Massa Muscular
Fadiga Crônica

Glicogênio
Glicemia
Lactato
Testosterona
Catecolaminas
Cortisol

Apatia
Irritabilidade
Depressão
Apetite
Sono
Humor

Infecções
Citocinas
Febre
Glutamina
Permanece como quebra-cabeça nas ciências do desporto
Sintomas atingem diversos sistemas fisiológicos
Inexistência de ferramenta diagnóstica universal
Na maioria das vezes, é feito por exclusão
Inflamação Sistêmica
SMITH, 2000; 2004
SNC
Citocinas Pró-inflamatórias IL-1, IL-6 e TNF
Ativação de Monócitos
Inflamação Crônica
Progressão do Trauma
“Overshoot”/” Evolução”
Cura
Recuperação
Treinamento Intenso
Treinamento Adequado
Inflamação Local
Microtraumas
Exercícios Repetitivos
Movimentos Excêntricos
Etiologia da OTS
"Unexplained underperformance syndrome"
BURKE et al., 2001; KARELIS et al., 2010
Fator Limitante para consecução do exercício
Glicogênio
Depleção de Glicogênio muscular e hepático
ROWBOTTOM; KEAST; MORTON, 1996; ROGERO et al., 2004
Tec. Renal e Hepático
Enterócitos
Imunoglobulinas
Glutamina
Diminuição das concentrações de Glutamina
Hipoglicemia;
Mudanças na concentração sangüínea de certos aminoácidos levando a mudanças na concentração de neurotransmissores cerebrais.
Depleção de CF no músculo;
Acúmulo de prótons no músculo;
Depleção de glicogênio muscular.
Fadiga central
Fadiga periférica
GASTMANN; LEHMANN, 1998; MAIER; WATKINS, 1998
Hipótese da Fadiga Central
MACKINNON, 2000; STEINACKER et al., 2004
Glândulas Gonodais
Glândulas Adrenais
SNA
Hipotálamo
Comunicação entre SNC e Sistema Imune
ROGERO; MENDES; TIRAPEGUI, 2006; SMITH, 2000
O que é?
Ocorre quando um atleta treina intensamente, mas, ao invés de melhora no desempenho, apresenta deterioração na performance, mesmo após período de descanso (SMITH, 2004).
Elevação do volume/intensidade de treino que resulta em longo período de decréscimo do desempenho (de meses a anos) (CUNHA; RIBEIRO; OLIVEIRA, 2006).
Como sintomas, temos:
Fisiológicos
Imunológicos
Bioquímicos
Psicológicos
Performance

Força

Peso
Alteração da FC

Massa Muscular

Fadiga Crônica
Infecções

Citocinas

Febre
IgA

Glutamina
Glicogênio
Glicemia
Lactato
Testosterona
Catecolaminas

Cortisol

Estradiol
Apatia

Irritabilidade

Depressão
Apetite

Sono

Humor
Porque ocorre?
Overtraining
Ocorre, fundamentalmente, devido à falta de descanso e de tempo de recuperação física entre treinos
Treino
Repouso
Aumento gradativo da intensidade/volume do treinamento
Periodização do treino
Macro, meso e microciclos
Melhora da performance em períodos específicos
Supercompensação
Overreaching
(OR)
Estratégia amplamente utilizada por treinadores e fisiologistas do exercício
Desenvolvimento da força e resistência corporal se processa nos períodos de descanso inter-treinos

Assim, sem o repouso adequado, a regeneração corporal não se processa.
Overtraining (OT)
"Acúmulo de estresses induzidos pelo treinamento físico e/ou outros fatores, resultando na diminuição do desempenho, com sintomas fisiológicos e/ou psicológicos característicos, onde a restauração do desempenho pode levar de meses a anos"
Overreaching (OR)
"Functional Overreaching"
Overtraining como um Processo Contínuo
"Nonfunctional Overreaching"
Overtraining Syndrome
European College of Sport Science (2006)
Etiologia
Diversas teorias




Lesão, inflamação e citocinas
Redução dos estoques de Glicogênio
Diminuição das [Glutamina]
Fadiga Central
Desequilíbrio do eixo hipotálamo-hipófise- adrenal e gonadal
Inflamação Sistêmica
Sistemas orgânicos
Citocinas Pró-inflamatórias IL-1, IL-6 e TNF
Ativação de Monócitos
Inflamação Crônica
Progressão do Trauma
“Overshoot”/” Evolução”
Cura
Recuperação
Treinamento Intenso
Treinamento Adequado
Inflamação Aguda Local
Microtraumas
Exercícios Repetitivos
Movimentos Excêntricos
Corresponde à resposta sistêmica à lesão. Após poucas horas da inflamação localizada, o organismo pode representar uma variedade de alteraçõs sistêmicas fisiológicas e comportamentais ("Sickness behavior").
Resposta de Fase Aguda
Supressão do eixo hipotálamo-hipófise gonodal
Através da barreira hemato-encefálica ou via ativação de neurônios aferentes do nervo vago
Ação no hipocampo cerebral: aprendizagem, memória e cognição
Ativação do eixo hipotálamo-hipófise adrenal
Ativação de núcleos hipotalâmicos discretos: fome, sede, sono, libido reduzida, temperatura corpórea
Lipogênese Hepática

Glicogênese

Síntese Hepática das Proteínas de Fase Aguda
Ruptura da matriz extracelular

Liberação excessiva para corrente sanguínea de: CK, LDH, Mioglobina

Danos ao material contrátil e às proteínas do citoesqueleto

Desorganização na estrutura miofibrilar

Rompimento, alargamento ou prolongamento das linhas Z
Como tratar?
Se não conseguirmos evitar o surgimento do OT, o melhor mesmo é dar-lhe repouso e esperar que volte ao que era.
Reduzir volume/intensidade do treinamento

Aprimorar a periodização dos treinos

Dormir mais
Melhorar a dieta

Restabelecer os níveis corporais com recursos ergogênicos

Utilizar métodos de recuperação muscular como massagem, hidroterapia, crioterapia
Prevenção
A melhor maneira de não sobrecarregarmos o nosso corpo ao ponto de atingirmos o estado de OT é sabermos o quanto ele aguenta
Na prática, devemos tentar saber qual carga ele suporta, frequência de treinos, e até que ponto nossos músculos, sistema imunitário e cardíaco são tolerantes a esse treino (dosagem de CK, LDH, testes de performance, mensuração do balanço autonômico cardíaco)
Realização de testes antes do início de qualquer prática desportiva
O atleta deve recorrer a:
- Alimentação regrada e adaptada ao treino;
- Nutrição/suplementação adequada a cada fase/ciclo de treino;
- Os dias e fases de descanso também devem ser estruturados
Exames devem ser repetidos ao longo do treinamento para acompanhamento da evolução ou detecção de intolerância às cargas de treino
Será que o OT é de única e exclusiva responsabilidade do excesso de treino?
Situações pessoais, alheias ao programa de treinamento, podem contribuir ao surgimento do estado de sobre-treino
Estados patológicos
Excesso de trabalho
Ingestão nutricional deficitária
Pressão psicológica de: treinadores, companheiros de equipe, familiares, imprensa
Citocinas
São glicoproteínas responsáveis pela coordenação, amplificação e regulação da magnitude e duração dos eventos inflamatórios e, consequentemente, de seus efeitos.
Pró-inflamatórias
IL-1, TNF-alfa
Anti-inflamatórias
IL-1ra, IL-10, IL-4
Fatores nutricionais poderiam minimizar o surgimento do OT?
?
?
Até o presente momento, nenhum estudo científico demonstrou cabalmente esta premissa.
Dificuldades inerentes à metodologia!
Obrigado!!!
caiovco@gmail.com
Israel, 1958 --> Duas formas de OT
Histórico dos estudos com Overtraining
Israel, 1976 --> OT como tendo diversas causas, sendo o treinamento um deles
Kinderman, 1986 --> propõe a causa do OT unicamente à carga de exercício e aptidão física
Fry, Morton e Keast, 1991 --> treinamento excessivo e recuperação inadequada seriam a causa primária de OT
Parassimpática
Fisiológicos
Psicológicos
Simpática
1958
1976
1986
1991
2000
?
Israel
Israel et al
Kinderman
Fry, Morton; keast
Smith
Full transcript