Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Maias- Corrida de cavalos

No description
by

on 24 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Maias- Corrida de cavalos

Desejo de imitar o estrangeiro:
Objetivos:
Questões socias retratadas:
Corrida de Cavalos
O episódio da corrida de cavalos permite apreciar de uma forma irónica e caricatural uma sociedade que vive das aparências. Critica á tendência dos portugueses para imitar tudo o que se fazia no estrangeiro.
Ambiente do Hipódromo
O hipódromo parecia um tanque de arraial;

O bufete tinha um aspecto sujo;

A primeira corrida terminou numa cena de pancadaria;

Tentativa frustrada de igualar Lisboa às capitais europeias, sobretudo Paris;

A falta de coerência entre o traje e ocasião;

As pessoas não sabiam ocupar os seus lugares;

Novo contacto de Carlos com a alta sociedade lisboeta, incluindo o próprio rei.

Corrida de Cavalos
Maias
O episódio da corrida de cavalos permite a Carlos ter um contato com a sociedade de Lisboa, incluindo com o próprio rei. Através da visão que Carlos forma da sociedade lisboeta conseguimo- nos aperceber da tentativa frustrada de igualar Lisboa a outras capitais europeias.
A sociedade da época pensava que o que era “chique” tinha de vir de fora e tentava, assim, imitar o estrangeiro.
Mentalidade provinciana:
As corridas apesar das criticas e da pouca dimensão comparativamente ao estrangeiro, continuavam a ter lugar, o que permitia uma visão panorâmica sobre a alta sociedade lisboeta.
Um cenário que deveria ostentar a exuberância e o colorido de um acontecimento mundano como as corridas de cavalos, demonstra, uma imagem provinciana indesmentível.
Visão Caricatural da sociedade feminina
As mulheres estavam todas na tribuna, com vestidos de missa, e chapéus emplumados . O comportamento da assistência feminina e a sua vida são caricaturados. O traje escolhido não era o mais correcto face à ocasião.
Assim, o ambiente que deveria ser requintado mas ligeiro como compete a um evento desportivo era deturpado pela falta de gosto e pelo ridiculo da situação.
É criticada a falta de à vontade das senhoras da tribuna, que não falavam umas com as outras, para nao desobedecer as regras de etiqueta
Resumidamente é uma contradição flagrante entre o ser e o parecer
Caracterização do ambiente
Largo de Belém :
Neste local observa- se uma certa monotonia, tristeza e silêncio, sitio desinteressante onde era notável o provincialismo.
Entrada do Hipódromo

Carlos depara- se com uma discussão de um sujeito que queria entrar sem pagar, uma cena de insultos.
Hipódromo
Local cheio de gente com precárias condições, descrito como um tanque de arraial.Carlos verifica que as pessoas nao sabem ocupar o seu lugar
As corridas
Na corrida:

Fuma - se e fala-se baixo;

As pessoas pasmam;

Dois brasileiros queixam-se do preço dos bilhetes e consideram as corridas uma "sensaboria de rachar"

A chegada do rei é saudada com o " Hino da carta "

1 ºCorrida
Dois cavalos passavam um galope sereno, os assistentes não sabem quem ganhou a corrida e mal a corrida termina regressam ao silêncio.Verifica- se um desinteresse pela corrida, uma falta de autoridade e de respeito pelo rei.
A corrida termina com uma cena de insultos e pancaria devido a uma burla
2º Corrida
Alguns dos presentes admiram o cavalo e finalmente fazem apostas. O favorito é oRabino. Carlos aposta em vladimiro que vai em ultimo lugar,todos os outros decidem apostar contra Carlos, ao contrário de todas as espectativas. Vladimiro vence o que permitem a Carlos ganhar a aposta e a irrritação dos que perderam.
3º Corrida
Um cavalo solitário atravessa a meta sem se apressar e só muito tempo depois chega um outro cavalo num esforço doloroso
4º Corrida
Todo o interesse fictício desapareceu e voltava a instalar-se a indiferença geral. Um dos cavaleiros junto a meta caíra. À saída um bêbado acaba por esmurrar um criado de bufete.
Personagens :
Homens :
Carlos;
O visconde de Darque;
El-Rei;
Alencar ;
Sequeira ;
Clifford;
Conde de Gouvarinho;
Teles de Gama;
Eusebiozinho;
Dâmaso
Mulheres :
Em geral as mulheres presentes são as dos camarotes de S. Carlos , as das Terças - Feiras dos Gouvarinhos e as que vêm no High Life dos Jornais.

Ou seja :

As duas irmãs de Taveira- magrinhas;
A viscondessa de Alvim;
Joaninha Vilar ;
D. Maria da Cunha;
Menina Sá Videira- abonecada e pretenciosa;
Ministra da Bavieira;
Condessa de Gouvarinho;
Os alvos apontados por Eça de Queirós são:
A Monarquia;

A alta sociedade Lisboeta.
Actualidade da intenção critica
Estado do novo ensino;
Adultério;
O que é nacional não é bom.
Full transcript