Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Projeto MICE-RS

No description
by

Alvaro Machado

on 5 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Projeto MICE-RS

PROJETO MICE-RS
Uma Nova estratégia do Segmento de Negócios e Eventos

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
1 - Definir como estratégico o desafio de organização do MICE-RS;

2- Planejamento inicial do MICE-RS:
- Consultoria: - O que há no RS?
- Em que locais do estado?
- Com quais características?
- Quais associações existem? Conventions?
- Onde há expertise no assunto?
- Quais modelagens de gestão ocorrem?
- Que destinos mundiais são sucesso no segmento?
-
Florianópolis
- INDICADORES
1.3 Adesão de pelo menos 10 entidades representativas do setor (Conventions Bureaux, organizadores de eventos, equipamentos de eventos, academia, interessados, promotores de eventos).

MEIOS DE VERIFICAÇÃO
1.4 Registro das atividades do COMITÊ MICE-RS;
- Relatório de ações para captação e promoção de eventos;

- Aprovação do planejamento e de ações futuras.

Valor do Objetivo 1:


Como fazer?
Comitê MICE - RS:
Grupo de Gestão Compartilhada que deverá propor e gerenciar ações potenciais a serem desenvolvidas como a definição de programas de recepção ao Turista de Negócios e Eventos, agregando a marca de promoção do estado a ser utilizada como uma constante na recepção ao turista. Tal ação deverá buscar uma maior fidelização dos eventos e participantes.
INDICADORES:
Criação, impressão e distribuição do Passaporte MICE;

Registro das reuniões de planejamento;

- Relatório de ações de promoção do segmento MICE no RS


“Se existe um projeto em andamento, com o peso da assinatura de Niemeyer,
o governo precisa apostar também na grandeza física dele. Na hora de uma
candidatura, os equipamentos de infraestrutura de uma cidade pesam muito
na decisão”, afirma Berenice
Fonte: BrasilTuris
O Centro de Eventos do Rio Grande do Sul terá uma capacidade
para abrigar até 10 mil pessoas, em um espaço de 100 mil metros
quadrados.
O local deve ser dividido em dois pavilhões, com praça de alimentação
e estacionamento. Além disso, o Centro de Feiras e Eventos do RS terá
como premissa a sustentabilidade, com a utilização de energias alternativas e reaproveitamento da água.
O centro de feiras e eventos de grande porte, a ser implantado em Porto Alegre pelo arquiteto Oscar Niemeyer, segundo anúncio feito pelo governador Tarso Genro, já estava em gestação na comissão
especial constituída pela Federasul com este objetivo.

Fonte: Jornal do Comércio
O presidente do Conselho da entidade, Norton Lenhart, afirmou que um projeto desta envergadura só se consolida se houver uma participação efetiva dos setores público e privado e também da comunidade. "Se houver uma união dessas três esferas, é sucesso garantido"

Fonte: SETUR-RS
O vice-presidente do Convention, Abdon Barretto Filho, elogiou a
ação do governo dizendo que "temos de ovacionar o que foi feito
até agora e defender os locais que foram colocados à disposição
neste momento".
Algumas características sugeridas para o Centro de Eventos:

- Capacidade total de pessoas sentadas: 10.000
- Auditório Principal: 4.000 pessoas; 2.500 cadeiras fixas; divisível em pelo menos três salas para 500 pessoas com palco móvel;
- Auditórios Secundários: três salas para 1000 pessoas cada;
- Salas de Apoio: 30 salas com capacidade para 50 a 500 pessoas e capacidade total de 3000 pessoas;
- Área construída: 60 a 100 mil m²
- Espaço para banquetes (3000 refeições)
- Pavilhão de Exposições: 26000 m² - divididos em 2 pavilhões
- Praça de alimentação: 2000 pessoas (cafés, buffets, lanchonetes, espaço gourmet dos povos formadores do RS
Estacionamento: 5.000 vagas;

Área construída: 60 a 100 mil metros quadrados

Outros espaços necessários: cabines de tradução simultânea; almoxarifado; lounges; salas de imprensa e apoio; camarins; amplo palco para cenários e espetáculos culturais no auditório principal; construção ecológica, estrutura para tratamento de resíduos, utilização de energias alternativas e reuso da água; acessibilidade universal; tecnologia de comunicação e informação (Wireless, telefonia móvel, etc
MODELAGEM:

A modelagem para construção e gerenciamento do Centro de Eventos deverá contemplar a Parceria Público-Privada (PPP) e será discutida e aperfeiçoada junto ao Comitê Técnico do segmento de Turismo de Negócios e Eventos.
A contratação de consultoria específica está na Sala de Gestão do Governo
Meetings
Afinal, o que é MICE?
Meta 1: Criar 01 COMITÊ MICE-RS com sede em Porto Alegre junto ao Porto Alegre Convention & Visitors Bureau, reunindo entidades associadas ao segmento, os Conventions Bureaux do Rio Grande do Sul, entidades organizadoras de eventos, equipamentos para realização de eventos e demais interessados;






Sala de Gestão:
- Plano Diretor do Turismo
- Estruturação do Projeto MICE-RS / Centro de Eventos
RESULTADOS ESPERADOS:
1.1 Possibilitar a criação e desenvolvimento de uma Política Estadual de organização, identificação e promoção do segmento MICE;
1.2 Identificar possíveis patrocinadores de diferentes níveis de investimento e promoção,
1.3 Aumentar em 25% a captação de eventos internacionais no Estado para o ano de 2014

- Definir o segmento MICE como uma proposta de desenvolvimento do turismo no Estado do RS.
Mais que um segmento, Um conceito
OBJETIVO 4
Definir programas de fidelização de empresas, eventos e participantes
RESULTADOS ESPERADOS:
Criação do Passaporte MICE;

Criação de programa de fidelidade de eventos e turistas MICE;

- Promover o turismo do RS observando públicos definidos


-OBJETIVO 3:
Identificar públicos-alvo para o desenvolvimento de ações estratégicas de promoção e divulgação do destino Rio Grande do Sul para captação de eventos


MEIOS DE VERIFICAÇÃO:
- Identificar o estado da arte do segmento, equipamentos, parques e áreas de lazer
DEFINIR:
- ORGANIZAÇÃO DO COMITÊ;
- DEFINIR POLÍTICAS DE INCENTIVOS
- BANCO DE EVENTOS:
-DEFINIR POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DO SEGMENTO;
- QUANTOS EVENTOS QUEREMOS POR ANO?
- QUANTO O ESTADO INVESTIRÁ POR EVENTO?
- QUAIS CARACTERÍSTICAS DOS EVENTOS?
- QUAIS BENEFÍCIOS OFERECEMOS?
- EM QUANTOS EVENTOS INVESTIREMOS?
Porto Alegre: Cidade MICE

- Política de apoio à captação de eventos;
- Equipamentos de lazer,
- Infraestrutura adequada;
- Equipamentos para eventos;
- Política de Gestão MICE;
- Política de incentivos.
Política de Incentivo ao segmento:
- Caderno de encargos RS (material promocional);
- Política de recepção ao evento;
- Apresentação cultural local;
- Apoios locais: política de descontos;
- Cerimônia de abertura;
- Página MICE no site;
- locação e cessão do equipamento;
- Serviços especiais ( Passaporte Gaúcho, linha turismo, visita aos parques, museus, estádios, bares, gastronomia, espetáculos)

- EMBAIXADORES
Objetivo 2: Definir estratégias de promoção do Estado para a captação e realização de eventos;
Como promover o RS como Best Destinations MICE:

- Aliança entre os destinos selecionados;
- Padrão de serviço internacional;
- Política de Incentivos e subvenções;
- Atenção à tendência verde;
- Política de pré e pós evento (passaporte);
CENTRO DE EVENTOS - PORTO ALEGRE

POR QUE PORTO ALEGRE?
- O destino tem papel decisivo na captação do evento;
- Capital do Estado;
- Capital do MERCOSUL;
- Acesso ao aeroporto;
- Novas conexões aéreas;
- Legado da Copa do Mundo;
- Identidade com o turismo de Negócios e Eventos;
- Possibilidade de produtos aliados (náutico, cultural, rural, ecológico);
- Equipamentos para eventos;
- Obras de mobilidade;
- Grande Oportunidade: Porto Alegre: Cidade MICE
Que equipamento pensamos?

- Mais que um Centro de eventos, Um conceito
de participação;
de Inovação;
de sustentabilidade;
de gestão;
de promoção do turismo;
de convivência;
de troca de experiência,
de espaço público;
de promoção cultural;
de promoção social;
de igualdade.
- METAS
4.1 Debater mecanismos de fidelização de empresas, eventos e de turistas MICE via Passaporte MICE
4.2 organizar e gerenciar os pontos de desembarque e recepção aos visitantes, aproveitando as culturas identificadas com o estado para promover recepções diferenciadas
4.3 identificar a realização de eventos municipais na região e que possam servir como aliados na permanência dos turistas no pré e pós evento, como serviços associados, utilizando a realização de feiras agrícolas, festas comunitárias, festas religiosas, festas étnicas e demais celebrações locais;
4.4 Desenvolver um planejamento que contemple a sustentabilidade ambiental do negócio na realização do evento, em sua captação, promoção e no legado pós-evento, definindo parâmetros de sustentabilidade dos pequenos, médios e grandes eventos e estratégias que possibilitem a imagem de destino de eventos sustentáveis, buscando a fidelização do cliente e o respeito ao ambiente natural
MEIOS DE VERIFICAÇÃO:
3.1 Programa de fidelização de empresas, eventos e turistas com vantagens para retorno em períodos de baixa temporada;
3.2 Promover nos pontos de desembarque e recepção aos visitantes, com culturas identificadas com o Estado e que poderão variar de acordo com a característica do evento (shows, telão permanente, tendas, dança, música, arte em geral;
3.3 Definir parâmetros de sustentabilidade dos pequenos, médios e grandes eventos.
- Porto Alegre é o local para o Centro de Eventos;
- Cidade da inovação, capital do Mercosul;
- O Centro de Eventos só tem sentido se dialogar com o maior potencial turístico da cidade - o Lago Guaiba;
- Melhor local: Morro Santa Teresa (localização, visual, área, características do local, pela possibilidade de um amplo projeto socio-ambiental).
Algumas questões importantes:
- Como se dará a relação com as comunidades locais?

- Possibilidade de um projeto social inovador:
- Concurso público para projeto de adequação das áreas já construídas;
- Nova proposta de organização do território;
- Projeto inovador e sustentável que interfira positivamente na vida das comunidades;
- Capacitação de moradores para o trabalho no Centro de Eventos (recepção, atendimento, segurança, limpeza, gestão, restaurantes, estacionamentos, iluminação, conservação, acompanhamento, guiagem, etc..)
Definido o local:
INDICADORES


-3.3 Criação de banco de dados com principais parceiros para a captação de eventos para o Rio Grande do Sul, entendendo que o crescimento da área de eventos estará associado diretamente ao acréscimo de referências em desenvolvimento tecnológico e científico no destino, a uma maior profissionalização do setor e a um impulso na construção e aperfeiçoamento de estruturas do setor, contemplando centros de feiras, centros de eventos, áreas de capacitação e vivência e salas de reuniões.

- Como a área suportará o número de vagas necessárias??

- O Centro de Eventos do Ceará oferece 3500 vagas;
- Para quem são as vagas?;
- Possibilidades de deslocamento do turista:
- aeroporto, aeromóvel, trensurb, catamarã, linha Especial Centro de Eventos (jardineira);
- Vagas no Centro de Eventos;
- Vagas no entorno (Beira Rio, Barra Shopping, Iberê);
- Ciclovia
Como a área suportará a estrutura para banquetes e recepções?

- Transformar o Padre Cacique em Salão Oficial de Recepções;
- Transferir para novo local e prédio adequado (a ser construído) os internos atuais;
- Projeto de acessibilidade, conforto e valorização dos idosos;





- Prédio histórico, localizado no pé do morro, com capacidade de transformar-se em um símbolo para recepções e como importante auxilio na captação de eventos.
Como a área suportará a estrutura de alimentação?

- O antigo prédio da FEBEM poderá ser transformado em praça de alimentação - Salão Gourmet Gaúcho
ALGUMAS CONDIÇÕES:
- Regularização fundiária e urbanística das vilas, integrada com o parque do Morro Santa Teresa

- Valorização dos prédios históricos.

- Reorganização da FASE

- preservação da mata nativa
- METAS
3.1 Identificar eventos e organizadores de eventos que devem ser atingidos pela promoção do COMITÊ MICE-RS de acordo com os interesses das regiões captadoras;
3.2 Desenvolver campanha de marketing e promoção que produzam elevado impacto junto ao público-alvo e com reduzido custo
CENÁRIOS:
- Especialização e Segmentação
- Possibilidade de empreender
-Consumo: por experiências únicas
- Informação: conhecimento
Consumidor: + autônomo
+ crítico
-Viagem de lazer casada com a viagem de negócios
Governo do Estado
Banrisul, CEEE
Patrocinadores: - Master: R$ xxx
- Senior: R$ xx
- Apoiadores: R$ x p/evento
Banco de Eventos
-METAS 2:
2.1 Definir ações capazes de incrementar a promoção do Rio Grande do Sul como destino de eventos e negócios;
2.2 Definir o material e o público a ser atingido pela produção da peça, indicando a visão do Estado, o planejamento do Projeto MICE-RS, a formação do Comitê MICE-RS, os parceiros, equipamentos e vantagens de escolher o RS como destino de eventos.
2.3 Produzir material informativo, souvenirs, publicações e brindes, criando uma identificação com a experiência vivenciada pelo turista no destino, a partir da marca turística a ser criada para o estado
RESULTADOS ESPERADOS
Relação de parceria para a captação de eventos para o Estado do Rio Grande do Sul, priorizando áreas de excelência do Estado.
1. Desenvolver uma política estadual do segmento MICE, através da criação do COMITÊ MICE-RS, visando proposta de atuação estratégica para afirmar a imagem do Rio Grande do Sul como destino de negócios e eventos
4.4 Pelo conceito que pretendemos, por sua trajetória, por sua história, pela importância de sua obra, pelo apelo turístico que proporciona, por sua assinatura
Conferência Estadual de Turismo
Full transcript