Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Onze contos de Machado de Assis

No description
by

nois na rua

on 14 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Onze contos de Machado de Assis

Onze contos de Machado de Assis
Um pouco sobre Machado de Assis...
Joaquim Maria Machado de Assis -nascido no Rio de Janeiro, 21 de junho de 1839, foi um escritor brasileiro, amplamente considerado como o maior nome da literatura nacional.Escreveu em praticamente todos os gêneros literários, sendo poeta, romancista, cronista, dramaturgo, contista, folhetinista, jornalista, e crítico literário. Testemunhou a mudança política no país quando a República substituiu o Império e foi um grande comentador e relator dos eventos político-sociais de sua época
A produção de Machado de Assis, de acordo com a crítica, é dividida em duas fases: uma romântica e a outra realista. Os contos desse livro fazem parte desta, como "A cartomante", "Uns braços", "Missa do Galo".
Realismo
Embora seja realista, Machado estrapolou os pressupostos mais caros à estética.
Seu realismo se configura na abordagem em situações que guardam estreita relação com a realidade.
A maneira, entretando, como aborda aponta para uma estrutura que foge às características realistas-naturalistas.
Machado inicia várias inovações estruturais que, em alguns casos, chegam antecipar características modernistas.
Em contos como "Uns braços" e "Missa do Galo", a temática é intensamente psicológica, porque toda a trama está concentrada nas sensações interiores das personagens.
Leitor incluso
Machado insere o leitor na narrativa com o objetivo de torná-lo cúmplice e ao mesmo tempo ironizá-lo.
No diálogo com o leitor, o narrador metalinguísticamente estabelece uma teoria da narrativa que foi uma inovação para a época.
Narrador intruso
O narrador onisciente do romance realista com Machado penetra na narrativa, dando opniões, comentando e participando dos fatos narrados.
Essa atitude provoca ambiguidade, com o narrador oscilando entre pimeira e terceira pessoa.
Linguagem corrosiva
Machado antecipa a linguagem corrosiva dos modernistas ao criar um discurso que descontrói as ideologias vigentes, através de um senso de humor sem precedentes. Assim Machado cria uma caricatura da sociedade que retrata, parodiando os costumes e as ideias.
Temática Machadiana
Adultério
As temáticas de infidelidades amorosas de Machado tenta desmistificar o chamado amor romântico, satirizar as relações sociais e culturais burguesas e desnudar as aparêcias sociais das mesma.
Ambiguidade feminina
Machado cria os chamados perfis de mulheres. São mulheres dissumuladas, ambiguas, interesseiras e astutas. Como:
Conceição, em a Missa do Galo
Dona Severina, em Uns braços
Rita, A cartomante.
Ao contrário do que se pensa, Machado não dá a essas mulheres um conceito negativo, mas principalmente, uma atitude de defesa diante de uma sociedade machista e patriarcal.
A falta de grandeza no homem
A Igreja do Diabo
A primeira parte-Estudos sobre a psicologia humana- apresenta os contos sob o prisma da análise psicologica. Nessa parte estão as seguintes produções: "A igreja do Diabo" e "Cantiga de Esponsais", de História sem Data e- "Um Homem Célebre", de Várias Histórias.
Nós Estudos sobre a psicologia humana, os contos selecionados apresentam em comum a análise da insantifação humana. A observação desse aspecto psicologico é estendida a todos os hmens em "A Igreja do Diabo", em que Machado coloca o Diabo fundando sua igreja em todo contrária aos preceitos da lingua cristã. O sucesso inicial dos dogmas do Diabo transforma-se em fracasso. Os homens gradativamente voltam a se embeber nas fontes de Deus.
Há nessa narrativa, uma profunda investigação da alma humana,tratada com sutileza e precisão raramente conseguidas na Literatura Brasileira.
Missa do Galo
Na segunda parte, Em busca da essência, estão quatro dos grandes contos de Machado de Assis. Em comum, existem neles valores profundos colhidos do interior dos homens.
Em "Missa do Galo", um dos mais eróticos contos da Literatura Brasileira, atráves de um flagrante da vida real- um jovem à espera da missa do galo na Corte- é revolvido o insólito de uma situação, misto de conversa, de envolvimento, de sensualidade e de insinuações. Deve ser anotado como supremo ato da criação machadiana a densidade psicológica capaz de criar uma atmosfera voltada para o inusitado. A elasticidade temporal também é uma das marcas da genialidade do escritor, pois a marcação do tempo psicológico transcorre indepentemente da marcação do tempo cronológico e o leitor se vê envolvido em um clima hipnótico que só se desfaz nas linhas finais.
A Cartomante
A terceira parte desta seleção tem por finalidade explorar as possíveis formas da escritura de um conto. No conto "A Cartomante ", a narrativa é tradicional, mas recebe tratamento diferenciado na forma de exposição dos conteúdos, ou seja, na estrutura da narrativa. No conto, é nítida a evolução começo-meio-fim no relato de um cosa banal de adultério, envolvendo a bela Rita, seu marido Vilela e seu amante Camilo, no decantado triângulo mulher-marido-amante. Torna-se importante ressaltar que Machado de Assis contempla o leitor com a perfeita utilização da técnica, conduzindo a narrativa para um clímax inesperado, o chamado elemento surpresa.
Um Esqueleto
Neste conto são experiências feitas no campo da chamada narrativa maravilhasa. Com o aumento gradativo da expectativa, o leitor é colocado a par de acontecimentos estranhos, misteriosos, terríveis e de verossimilhança um tanto duvidosas, mas são histórias envolventes e repletas de ação. Ao chegar às linhas finais de "Um Esqueleto", o leitor terá feito um bom exercício para a sua imaginação, ao defrontar com situações totalmente estranhas.
Machado de Assis possui uma visão radicalmente pessimista do ser humano. O homem é por natureza mau caráter.
Full transcript