Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sistema equatoriano de educação

Esta apresentação mostra os principais aspectos do Sistema equatoriano de educação, desde Educação fundamental até Educação Superior. E também coloca algumas comparaçoes com a realidade educativa brasileira.

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sistema equatoriano de educação

SISTEMA EQUATORIANO DE EDUCAÇÃO
ACTUALIDADE GERAL DA EDUCAÇÃO EQUATORIANA
Nova Constituição Política do Equador (2008)
Novo Paradigma do Estado como entidade de planejamento e guia do poder social.
Nova estrutura organizacional do Estado.
Novo Quadro Jurídico do Ensino Básico e do Ensino Superior

Conclusões e preocupações sobre a direção do sistema de educação equatoriana
Sistema de Ensino Superior - Antes e depois LOES
Tabela comparativa de alguns dados adicionais entre Equador e Brasil
Ensino superior público e privado antes e depois da LOES e avaliação externa
Carreras oferecidas entre 2008 e 2012
Outros índices na Educação superior
Carreras oferecidas entre 2008 e 2012 por área
Graus registrados na SENESCYT
População economicamente ativa nível de educação superior e pobre (%)
As avaliações das universidades equatorianas
A primeira avaliação de 2009 teve a missão de "limpar " o sistema de ensino superior no Equador, sistema fortemente privatizada controle distraidamente qualidade , fornecimento e raça indiscriminada não regulamentada , o enriquecimento por meio de títulos , o que causou uma notável baixa qualidade dos profissionais eo aumento do desemprego.
Educación fundamental
na constituição
Constituição progressiva que reconhece os direitos dos indivíduos sobre o capital, bem como os direitos da Meios Ambiente (Pachamama) valorizando nosso planeta e legitimando o seu cuidado e preservação como uma extensão da nossa própria preservação. (Ultra-Garantista?)
Sistema nacional de classificação e admissão
Conclusiones
O investimento público no Sistema de educação do Equador tem aumentado significativamente nos últimos anos, mesmo em relação a outros países latino-americanos; mostrando assim os esforços do governo para reestruturar o sistema para todo o mundo.
Variação de estudantes matriculados em instituições de ensino superior públicas por quintil de renda (2007-2012)
Os sistemas de avaliação da qualidade da educação no Brasil e no Equador são semelhantes, especialmente no que diz respeito ao trabalho e as funções dos professores das IES, no caso do Equador às novas demandas foram acompanhados por um reajuste do salário, mas ainda não é considerado suficiente.
O benefício do ensino gratuito ajudou os cidadãos localizados no mais baixo quintil de renda têm maior acesso a ele; no entanto ainda há uma grande lacuna da desigualdade entre ricos e menos sobre quintis de educação.
Tanto a legislação brasileira e equatoriana estão feitas para garantir o desenvolvimento dos cidadãos em todas as formas, achamos que o sistema de educação do Equador mostra mais progressos no sentido da igualdade de gênero e meio ambiente, o Brasil mostra mais propostas e os progressos em multiculturalismo e diversidade, áreas que ficaram marginadas, no caso do Equador.
Preocupações
Que importância deve ser dada às avaliações internacionais e rankings dentro de nossos sistemas de ensino?
É possível alcançar os objetivos educacionais dos nossos países, sem um compromisso com a transformação da produção, a maneira de investimento e oportunidades para a participação do cidadão nos modelos de governança?
Ao alinhar programas acadêmicos de universidades para os objectivos de desenvolvimento do país, não é restringir a liberdade de escolha dos cidadãos sobre a sua carreira?
Através da LOES e LOEI, o Equador está implementando fortemente uma cultura de avaliação educacional. Tanto para o nível básico como superior significou o fechamento de Faculdades e Escolas (principalmente privados) que en geral mostraram uma lógica de mercado e baixa qualidade da educação.
Resumo da cojuntura histórica, atualidades, direito , estrutura, planejamento , estratégias e desafios da educação no Equador.
Organização e tradução:
Gabriel F. Cevallos Martínez

Evolução da educação no Equador
1735-1822
1822 - 1875
1911-2008
1875-1911
antes de 1735
Antes da conquista espanhola
- O atual território equatoriano foi ocupado por muitas tribos, entrea as maiores estavam os Quitus e os Caras.
- A educação é principalmente familiar e na comunidade, os vestígios mostram progresso nas técnicas de construção e agrícolas.
- Os espanholes chegam em um período post-guerra civil entre os irmãos incas Atahualpa e Huáscar, Atahualpa foi capturado pelos espanhóis e assassinado depois, apesar do pago de resgate em ouro e prata.
- “Chaupi punzhapika tutayashka”, "Anocheció en la mitad del día"
Tempos coloniais
-Educação em duas direções: uma elitista , projetada para preparar a gestão das possessões coloniais ; e outra destinada a "cristianizar" os nativos.
-Reprodução dos programas de ensino europeus, com caráter enciclopédico e livresco. Esta educação foi aplicada nas casas de classe alta espanhóis, crioulos e mestiços a través da universidades, escolas e catequistas, as escolas de artes e ofícios foram principalmente para nativos.
-Os franciscanos fundaram a primeira escola, e os agustinos a primeira universidade (San Fulgencio) em Quito. Os jesuítas fundaram o Colegio San Luis e a Universidade de San Gregorio, e os dominicos a universidade Santo Tomás de Aquino, tudo só para a formação dos crioulos. A união das universidades Santo Tomás e San Gregorio terminou na creção da Real Universidad Pública Santo Tomás de Aquino de Quito, origem da Universidade Central do Equador.
Gran Colombia e a primeira parte da república
Segunda parta da República e Liberalismo
Ditadura, democracia y modernidade
Equador foi parte da "Gran Colombia" desde 1822 até 1830, ano em que separou-se.
1822
Revisão geral dos planos da educação das universidades e faculdades por parte da Administração da República, Intendente da Gran Colombia. (Sendo o libertador Simón Bolívar presidente da Gran Colombia)
1826 - 1829
-1826: Criação das Universidades centrais: "Nas capitais dos departamentos de Cundinamarca , Venezuela e Equador serão estabelecidas Universidades Centrais com maior cobertura para o ensino de Ciência e Arte".
-1829: Simon Bolivar emitiu um decreto em 12 de Dezembro de 1829, em que a administração das universidades foi contemplado , o que deu força para a educação pública, acordo com a religião católica que tinha o povo equatoriano
1830 - 1834
Equador é organizado como uma República soberana e independente , as Constituições consagraram a obrigação de " promover " e " incentivar " a educação pública, a Universidade Central do Equador incrementa sua oferta das aulas e também o número dos alunos.
1835 - 1875
1835
- Uma nova constitução com um conceito abrangente da necessidade de educação para o governo democrático. (1835)


1836
- Em 1836 a educação pública é institucionalizada com a criação de
Direcção-Geral de Estudos
e as
Subdirecçãoes e inspeções de instrução
: o primeiro como ente regulador e os segundos como órgãos responsáveis ​​pela observação e cumprimento dos regulamentos .
1837 - 1861
- A criação de a "Escola militar" eo "Instituo agrícola". (Soberania e educação para a produção.)
- Instituto de Educação de Mulheres, onde a educação foi fornecida para as jovens senhoras da sociedade, e alguns órfãos, filhas de mártires da independência.
- O governo assume a educação como uma das finalidades da administração pública. Escolas de ensino gratuito são estabelecidas pelos municipios. O método de ensino era o sistema Lancasteriano.
- Criação de estabelecimentos onde os professores seriam preparados em cada capital do distrito.
Gabriel García Moreno
Presidente de 1861 a 1865 - Nova constituição
Trabalho educativo
Fortalecimento do relacionamento Estado- Igreja Católica para promover a educação nacional
O crescimento do investimento público em educação
Melhoria e construção nas escolas, faculdades, a compra de impressão e instrumentos úteis para estudos científicos e observações. Com o crescimento da números das escolas, cresceu também o número de alunos.
Formação de Professores
Criação das Escolas de Educação, sob a liderança dos Irmãos das Escolas Cristãs e das Irmãs dos Sagrados Corações para formar professores a ser distribuídos pelos cantões e paróquias.
Como resultado a administração do ensino cresceu significativamente, não apenas em termos quantitativos, mas, principalmente, qualitativa.
Reorganização Curricular
Se aumentou o orçamento para a educação; também a lei da instrução pública foi reformada e até mesmo uma "Escola Normal" para formar professores indígenas, que começou o que chamamos de escola normal no Equador, que é um sistema de formação de professores, dedicada à educação primária e secundária , e até hoje é executado através de várias instituições.
O ensino superior, investigação e cultura
Criação da Escola Politécnica Nacional em 1869, com professores europeos, universidade líder naqueles dias , ao nível regional.
Observatório Astronômico um dos mais bem equipados da América Latina no momento, atualmente ainda em funcionamento.
Construção do Academia de Belas Artes, onde a escultura, a pintura ea música foram ensinados, também foi construido o Conservatorio Nacional de Música.
Escola de parteiras e da Escola militar em Quito
Modelos pedagógicos desenvolvidos por congregações e importados desde Europa :
Superior y meia
Enseñanza dos meninos
Enseñanza das meninas
1884 - 1890
- 1884: Creação do Ministerio da Instrução Pública
- 1890: Projeto para reformar a Lei Orgánica da Instrução Pública, com o objetivo do estandardizar a forma de enssino, com o método concêntrico de Ferry para secundária e método de educação alemão para o ensino superior.
- Educação Primária foi obrigatória e gratuita para todos os Cidadãos , porque "Leitura , escrita, aritmética e Princípios Gerais de moralidade são conhecimento que cada eleitor necessita en um país democrático."
1897 - 1911
1890 - 1897
- O aumento de alunos no país, baixa qualidade do ensino, existe especial abandono ao indígena da a Região Interandina nas montanhas e ao montubio da costa.
- Em geral, o sistema de educação pública mostrou fraco contra o forte sistema privado da Igreja Católica.
- Idéias "progressistas" començaram a ter força nas pessoas, inicialmente procurou conciliar a tradição católica com esas propostas .
Escola industrial
Influência da Revolução Industrial, o positivismo eo pragmatismo, o homem é formado para o "desenvolvimento na sociedade, o único conhecimento válido é aquele que tem uma função utilitária"; programação educativa eo tratamento integrado de ciência, experimentação, conhecimento prático e pesquisa de natureza.
O socialismo
Entre 1930 e 1940 predominam os criterios socialistas no país e no Ministério da Educação, por isso se incrementa a educação rural a partir da sua própria natureza e perspectiva; a educação é ligada com o social, o cultural, o económico e o político; concepção e desenvolvimento de currículos diversificados; mecanismos de comunicação com os administradores e professores são estabelecidos; os esforços procuram a democratização do evento educacional.

1940 - 1950
1950 - 2008
Educação pública , laica e gratuita
Reforma do quadro jurídico da Educação
Nova Lei da Educação Pública, publicada no 29 de maio de 1897 , institui a educação primária gratuita , laica e obrigatória.

Criação do "Instituto Nacional Mejia", e as escolas normais de Quito e Guayaquil, para a formação de novos professores leigos , ea Câmara de Artes e Ofícios em Manabi é também criada.
Treinamento
militar
- Fortalecimento da Academia Militar de Quito.
- Criação da Academia de Guerra
- Escola da tropas e cursos de Aplicação da técnica militar.
Nova Constituição - 1906
-Separação absoluta entre Igreja e Estado ea supressão da religião oficial.
- A liberdade de educação. Gratuita e obrigatória no nível primário e do ensino público secular.
- Liberdade absoluta de consciência e de amplos direitos individuais.
- Proibição de legisladores eleitos foram ministros de qualquer religião.
- Proteção oficial para os indígena e "para prevenir o abuso de concertaje "
Control do Estado na identidade e Avaliação
O Estado assume o controle da educação , através da avaliação , por décadas todos os estudantes de instituições católicas devem prestar os exames finais com professores leigos.

Criação do Registo Civil para manter os dados de todos os cidadãos , criando uma nova ruptura com a Igreja quem tenhia os dados das pessoas através do batismo .
Progressos
Institucionalização do nível pré-escolar.
Criação de escolas urbanas e rurais complementares.
Espaços escolares são relativamente confortáveis; há planos, programas e recursos educacionais; educação, formação e melhora os professores são objetivos permanentes.
Pendente
Políticas educacionais divorciadas das practicas nas aulas
Poucas escolas de professores para populações dispersas
Conteúdo curricular disfuncional
Instabilidade laboral do professor
Altas taxas de repetência e evasão
Baixa eficiência interna. (Avaluações da aprendizagem baixas)
A educação é o principal dever do Estado.
O direito à educação inclui a mesma oportunidade de desenvolver os dons naturais.
É responsabilidade do Estado ditar as leis, regulamentos e programas para os quais a educação púbica, municipal e privada serão ajustadas, tendendo à unidade coerente do processo educativo
Liberdade de educação e acadêmica é garantida
Os planos educativos tenderám para o desenvolvimento integral da pessoa e da sociedade.
O Estado formularai e executarai planos para erradicar o analfabetismo.
A estabilidade ea justa remuneração dos educadores em todos os níveis é garantida.
As instalações universitárias e politécnicas são
invioláveis.
As funções de universidades e politécnicos estudo e planejamento de soluções para os problemas do país

Nova Constituição Política do Equador (2008)

Art. 3 São funções principais do Estado :
1. Garantir sem discriminação o efetivo gozo dos direitos estabelecidos na Constituição e nos instrumentos internacionais , nomeadamente
educação ,
saúde, alimentação , segurança social e água para seus habitantes. [... ]
Art. 26.-
A educação é um direito das pessoas ao longo da vida e um dever inevitável e indesculpável do Estado. É uma área prioritária das políticas públicas e investimentos estatais, Garantia de inclusão social e igualdade, e também uma condição indispensável para a "Buen vivir". Indivíduos, famílias e sociedade têm o direito ea responsabilidade de participar no processo educativo.

Art. 27.
A educação está centrada sobre o ser humano para assegurar seu desenvolvimento integral, no âmbito do respeito pelos direitos humanos, meio ambiente e democracia sustentável; Será participativa,
obrigatória
, intercultural, democrática, inclusiva e diversificada, de qualidade e
afetiva
; irá promover a eqüidade de gênero, justiça, solidariedade e paz; estimular o senso crítico, arte e educação física, a iniciativa individual e comunitário e ao desenvolvimento de competências e habilidades para criar e trabalhar.
Art. 28
. A educação r
esponde ao interesse público (!)
e não será servir os interesses individuais e corporativos. O acesso universal, a retenção, a mobilidade ea graduação é garantida. sem discriminação e obrigatória na escola inicial, básica e meio o seu nível equivalente. É o direito de cada pessoa e da comunidade interagir e participar em uma sociedade de aprendizagem [...]Aprendizagem será desenvolvida de modo escolarizados e não escolarizados. A educação pública será universal e secular em todos os níveis incluindo o ensino superior, e levre até o terceiro nível.
Art. 29.
O Estado deve garantir a liberdade de educação, liberdade académica no ensino superior, bem como o direito das pessoas de aprender na sua própria língua e cultural. Os pais ou os seus representantes são livres de escolher para seus filhos uma educação de acordo com seus princípios, crenças e opções educacionais. [...]
(São os grupos prioritários : pessoas com deficiência , idosos, jovens , adolescentes e crianças e indígenas e afro-descendentes.)
Educação Superior na constituição
Artigo 350: O sistema de ensino superior é destinado a formação académica e profissional com visão científica e humanista ; investigação científica e tecnológica ; a inovação, a promoção, o desenvolvimento ea divulgação de conhecimentos e culturas; construção de soluções para os problemas do país em relação aos objectivos do regime de desenvolvimento.
Artigo 355: [...] reconhece a universidades e politécnicas autonomia académica, administrativa, financeira e organizacional,
em linha com os objectivos de desenvolvimento do regime
[...] Universidades e politécnicos é concedido o direito à autonomia, exercida e compreendido a solidariedade em
forma responsável.[...]. (
a responsabilidade social, responsabilidade e participação no planejamento nacional). O Poder Executivo não pode negar dos seus rendimentos ou dotações orçamentais ou as
transferências de atraso a qualquer instituição do sistema, ou fechá-los ou reorganizar, na íntegra ou em parte.
EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL
Quadro jurídico e estrutura organizacional
Três principais órgãos legais para a educação:
Estrutura, modalidades e níveis
Normas de avaliação educacional
Eles são descrições de caráter público que indicam o mínimo esperado de estudantes, docentes, gestores e instituições de ensino .
Plano Decenal de Educação
(2006 - 2015)
Sistemas estelares e iniciativas e alguns resultados interessantes
Ley Orgánica de Educación Intercultural - LOEI
Reglamento a la LOEI
Plan nacional de Educación
{
Comunidade
Educativa
{
8 políticas, 11 objetivos
Primeira avaliação


Evaluación estructural del CONEA-2009.
68 universidades evaluadas
Clasificadas en 5 categorías
11 categoría A más eficiente
26 categoría E más deficiente: 14 foram fechadas


Segunda avaliaço
Objetivo: Melhora das IES: 3 universidades estão na categoria A, 12 na B, 20 na C 6 D (graduação e pós-graduação); 4 na categoria B, 4 C e 2 D (graduação) e 2 na categoria A e da categoria B 1 (pós-graduação).
O Sistema educativo equatoriano é dividido em o Ensino geral e do Ensino Superior, ambas as partes têm suas propias autoridades, entidades e leis e são coordenadas pelo Estado ao abrigo das metas do Plano Nacional de Desenvolvimento ou o "Buen Vivir" 2013-2017.
A Constituição do Equador pede: qualidade e afetividade na sala de aula, nós podemos medir quão confortável é um estudante na sala de aula?, em outras palavras,
devemos avaliar se nossos estudantes estão felizes em nossas escolas e IES?
Obrigado
Muchas gracias!

As novas universidades
Como forma de promover a investigação e educação o governo equatoriano incentiva o desenvolvimento de quatro universidades espalhadas por todo o país: Yachay para o desenvolvimento tecnológico, UNAE para formação de professores, Ikiam para o património natural renovável (biotecnologia) e da Universidade das Artes .
Dados interessantes sobre a educação superior
Todos os estudantes do ensino médio deve ter um exame final que lhes permite marcar para entrar na universidade, dependiento avaliação do aluno pode escolher qual raça você quiser começar (a oferta acadêmica também é regulada pelo Estado com base em projeções e projeto da matriz produtiva, de modo que todos os graduados profissionais têm garantidos acesso ao emprego), se não cumprir o exigido marcar, você pode escolher uma outra carreira, sempre em relação ao desempenho apresentado (meritocracia). A avaliação também considera a trayectória académica do aluno. (10-40-40-10)
Fuentes de Información
Presentaciones del Ministerio de Educación del Ecuador y de la Secretaria de Educación Superior Ciencia y Tecnología
Constitución Política de la República del Ecuador 2008
Ley Orgánica de Educación Superior LOES y su reglamento
Ley Orgánica de Educación Intercultural y su reglamento
Presentaciones del Consejo de Evaluación, Acreditación y aseguramiento de la calidad de laEducacion superior
Asamblea Nacional del Ecuador
Sistemas educativos nacionales - OEI
GARCÍA, H; "Breve evolución educativa del Ecuador"
PERALTA, Andrea: Análisis comparativo de los Sistemas de Educación Superior antes y después de la LOES
Full transcript