Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Apresentação TCC ESPM - Food Truck Mocotó

No description
by

Anderson Queiroz

on 13 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação TCC ESPM - Food Truck Mocotó

- 250.000 pessoas ao ano;

- Ticket médio de R$ 41,00 durante a semana e R$ 45,00 aos sábados e domingos;

- Missão:
‘’Um estabelecimento para todos, primando o bom atendimento e a experiência gastronômica’’
A Escolha do Mocotó
Implantação do Cardápio
Cronograma
O Mocotó
Primeira Etapa: O Mercado
Armazenamento e Logística
Objetivo
Locais de atuação
Calendário
Food Truck
Food Truck no Brasil
Oportunidades do Mercado
Segunda Etapa: Visita ao Mocotó
- A inflação de janeiro a setembro pra quem faz refeições fora de casa foi de 7, 64%, enquanto a inflação geral foi de 4,61%;

- Os food trucks são uma alternativa aos preços altos;

- Um gnocchi servido em um restaurante sai por R$ 25,00 mais os 10% do serviço, já em um food truck sai por R$ 15,00;

- Em São Paulo são 7 food parks: Butantan Food Park, Panela na Rua, Jardim das Perdizes, entre outros.
- Fundado em 1973;

- Restaurante de comida Brasileira;

- Rodrigo Oliveira Assume como Chefe em 2004;

- Prêmios:

Ponto de rua: Alameda Santos x Augusta
Butantan Food Park
Wheelz Gastronomia Urbana
Panela na Rua
- Lançar um food truck do restaurante Mocotó.


Motivadores e justificativas da escolha


- O mercado de food service cresceu cerca de 15% ao ano nos últimos 10 anos. Só no ano passado movimentou R$ 115 milhões e deve movimentar R$ 140 milhões este ano;

- O brasileiro tem feito cada vez mais as refeições fora de casa;

- Segundo a pesquisa da Mintel, 28% dos 1,5 mil entrevistados gastaríam o dinheiro extra com refeições fora de casa.

- O 1° food truck surgiu em 1872, na cidade de Providence, EUA, o dono Walter Scott vendia sanduiches aos trabalhores das fabricas;

- Até 2000 carregavam o estigma de comida barata de má qualidade;

- Em 2008 com a crise econômica que o país enfrentou o mercado/segmento se fortaleceu;

- Chefs de cozinha desempregados decidiram vender seus pratos em caminhões de rua e a moda pegou;

- Hoje o segmento já representa 38% do faturamento do setor de acordo com a Associação de Bares e Restaurantes dos EUA;

- Segundo o portal Mobile Cuisine, 27% dos entrevistados consomem alimentos em food trucks mais de uma vez por semana.

- Aprovação em São Paulo da lei 15.947 em dezembro de 2013 e sancionada em maio/2014;

- Devem movimentar R$ 2 bilhões até o fim do ano, segundo a consultoria Vecchi Ancona;

- Rio de Janeiro e Minas Gerais também possuem projetos para a legalização da venda de comida na rua.
- Dados do mercado (food truck e Mocotó);

- Informações que comprovassem um mercado próspero e rentável;

- Baseado em fatos;

- Tendência e não modismo passageiro.

Terceira Etapa: Público-Alvo
Duas pesquisas:

- Primeira focada no público que tem o costume de se alimentar fora de casa;

- Segunda focada no público frequentador de feiras gastronômicas.

Principais informações da primeira pesquisa:

-
45,2%
possuem costume de comer comidas brasileiras;

-
68,5%
informaram que são apreciadores de comidas nordestina e que se houvesse um food truck do Mocotó provavelmente frequentariam;

-
55,6%
responderam que estariam dispostos a pagar entre R$ 10,00 a R$ 20,00 por uma porção individual, seguido de
32,3%
entre R$ 20,00 a R$ 30,00.
Quarta Etapa: Donos e gerentes
- 8 especialidades de hot dog com salsichas variadas e o ketchup caseiro;
- 2 meses de atuação;
- Investimento: R$ 100 mil;
- Principais dificuldades: Falta de estrutura, dificuldades para operar na rua e o próprio amadorismo do setor;
- Ticket Médio: R$ 25,00.
Mídias “Tradicionais”

-
Folhetos
e
totens
distribuídos em locais estratégicos (prioritariamente no próprio restaurante);

- Realização de
evento
de ativação/lançamento do truck – “Social Food Truck”.

- Visita ao restaurante localizado na Zona Norte (Vila Medeiros);

- Fila na porta às 11h30;

- Público frequentador:
- Família, casais, grupo de amigos;
- Diversas regiões da cidade de SP;

- Layout do restaurante;

- Cerca de 60 funcionários;

- Visita a cozinha permitiu melhor entendimento do preparo e armazenamento.



- Massas e lanches mais elaborados e atuam no mercado desde 2013;
- Principais dificuldades: Pouco espaço de armazenamento acaba dificultando o atendimento;
- Investimento: Inicialmente 50 mil, mas depois fez adaptações e investiu mais.
- Ticket Médio: R$ 25,00.

- Especializado em massas recheadas, 2 meses de atuação;
- Principais dificuldades: A parte técnica do truck, armazenamento e etc;
- Investimento: Entre R$ 150 a 200 mil;
- Ticket Médio: R$ 25,00.

ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO E RELACIONAMENTO
- Comunicação focada na divulgação da expansão da marca;

- Público Alvo: consumidor que já conhece e/ou frequenta o restaurante e frequentadores de food parks e food trucks;

- Campanha de divulgação integrada - mídias on e off line;

- Relacionamento/fidelização: ações pontuais com foco nas redes sociais;

- Divulgação no próprio restaurante - Número expressivo de visitantes no estabelecimento aos finais de semana.

- Aplicativo para smartphones (para os sistemas operacionais Android, IOS e Windows Phone);



- Página na Internet



- Cadastro no site/aplicativo “Food Truck nas Ruas”
Mídias Online/Tecnologias
Mídias Online/Tecnologias
- Perfis nas redes sociais
Locais onde estaremos, alterações de menu, promoções etc.
Votação para escolher o melhor item rotativo, que passará a compor o cardápio fixo.

- Canal no YouTube
- Vídeos apresentando o food truck e os pratos;
- Campanhas para incentivar posts de vídeos com depoimentos - “Porque eu amo o food truck Mocotó”.
SWOT
Peças de Comunicação
- Hype causada pela legalização recente da atividade de food truck;

- Aprovação recente da lei 15.947 pela prefeitura de São Paulo legalizando a venda de comida na rua em foods truck, barracas e etc;

- Crescimento do mercado de food service;

- Mais brasileiros comendo fora de casa;

- Oferta baixa de restaurantes servindo comida nordestina, em relação as demais culinárias;

- Grande numero de frequentadores em feira nordestina na zona oeste da Grande São Paulo, indicando a boa aceitação do publico a este tipo de comida;

- Em pesquisa comer fora é visto como opção de lazer para o brasileiro;

- Possível aprovação de lei legalizando a venda de comida na rua no Rio de Janeiro e Minas Gerais;

- Demanda potencial existente interessada no food truck, confirmada em pesquisa.

Oportunidades
- Mercado novo gera incerteza;

- Preço especulativo (fora da realidade);

- Diminuição da demanda a médio prazo (deixar de ser novidade);

- Burocracia da regulamentação;

- Demanda pode ser prejudicada em razão do Clima (chuvas, frio);

- Aumento de combustível pode impactar nos custos do projeto;

- Mudanças em aspectos político-legais, como novo prefeitura, pode impactar em alguma alteração da lei;

- Concorrentes indiretos como restaurantes no entorno do local de atuação e outros food trucks podem consumir parte da demanda potencial do food truck Mocotó.

Ameaças
- Marca conhecida de grande aceitação junto a um numeroso público;

- Grande procura pelo restaurante Mocotó;

- Chef renomado Ricardo Oliveira;

- Pontos estratégicos de SP escolhidos para a instalação do truck;

- Utilização da cozinha do restaurante para o pré-preparo das refeições que serão servidas no truck;

- Know how da equipe da cozinha;

- Logística realizada por carro de apoio, sem deslocamento do truck pra reabastecimento.


Forças
Fraquezas
- Alto investimento inicial;

- Cozinha pequena no local de trabalho dificulta espaço armazenamento;

- Adaptação de uma equipe gerencial nova ao segmento;

- Adaptação dos funcionários ao trabalho sem local definido, ou seja, cada dia em um lugar;

- Distância do restaurante em relação as principais praças.

Implantação
Análise do Cenário
Precificação: Fator Externo
Conclusão
Diferenciando-se...
- Interação
Precificação: Fator Externo
- Expectativas
- O preço supera o valor que dou aos produtos?
- O preço correto quem decide é o consumidor.
Concorrência
- Definição baseada na localização em que o food truck estará alocado;

- Quando localizado nas ruas:
Todos os estabelecimentos que disponibilizem refeições
;

- Quando localizado nas feiras:
Outros food trucks participantes do evento.

Mídias “Tradicionais”
- Rádios cuja programação seja voltada ao público que queremos atingir;

- Folhetos e totens distribuídos em locais estratégicos (prioritariamente no próprio restaurante);

- Realização de evento de ativação/lançamento do truck – “Social Food Truck”.

Concorrência
Alameda Santos x Rua Augusta
Butantan Food Park
Panela na Rua
Wheelz Gastronomia Urbana
Investimento
Precificação: Fator Interno
Layout - Food Truck Mocotó
Terceira Etapa: Público-Alvo
Principais informações da segunda pesquisa:

-
61%
frequentam feiras gastronômicas de 2 a 3 vezes no mês;

-
40%
responderam que vão às feiras por diversão/entretenimento;

-
33%
consomem lanches/salgados,
26%
comida brasileira;

-
56%
entre R$ 20,00 a R$ 30,00;

-
63%
informaram que são apreciadores de comidas nordestinas e também demonstraram interesse em frequentar o food truck Mocotó;

-
65%
responderam que estariam dispostos a pagar entre R$ 20 a R$ 30,00, seguido de
33%
de R$ 10 a R$ 20,00.
Display de chão
Folheto de divulgação
Cartão de desconto
Miniboard para porta banheiro
Totem para Mesa
Miniboard para Banheiro
Folheto de divulgação
Folheto de divulgação
* Adaptação e Personalização:

As modificações incluem revestimento interno em inox, adesivagem, instalação de toldo, lavatório de assepsia com acionamento na altura do joelho, armários, geladeira, freezer e placas solares para gerar energia para esses equipamentos.
Concorrência
Consumidor
Custos Mensais
Preço Final
DRE –
Demonstrativo de Resultado de Exercício
DRE –
Demonstrativo de Resultado de Exercício
Freqüência mínima:
209 clientes

Ticket Médio:
R$ 17,00

Payback:
Retorno do investimento:
21,3 meses
- Reunião com Ricardo Lima e Diógenes Sampaulo, gerente e chef do restaurante Mocotó;

- Food Truck Mocotó será implantado no início do ano;

- Não pretendem tirar a TPU para atuar nas ruas, foco em eventos e locais privados;

- Refeições serão preparadas no restaurante e quadro de funcionários não terá alteração;

- Um dos diferenciais do food truck Mocotó será o preço, menor do que praticam no restaurante;

- As parcerias permitirão uma economia representativa no investimento do truck;

- Trabalharão mídias sociais como principal forma de divulgação.
Quinta Etapa: Reunião com equipe Mocotó
Obrigado
!
Full transcript