Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Diversidade Cultural

No description
by

Lucas Cunha

on 2 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Diversidade Cultural

Diversidade Cultural
Lucas Cunha
Schayna Pozzi
Elisa do Canto
Sarah Batista
Thaynara Soares
2 ° III

A diversidade cultural refere-se aos
diferentes costumes de uma sociedade, entre os quais podemos citar: vestimenta, culinária, manifestações religiosas, tradições, entre outros.
A cultura é um desses aspectos: várias comunidades continuam mantendo seus costumes e tradições.

O Brasil, por apresentar uma grande dimensão territorial, possui uma vasta diversidade cultural. Os colonizadores europeus, a população indígena e os escravos africanos foram os primeiros responsáveis pela disseminação cultural no Brasil. Em seguida, os imigrantes italianos, japoneses, alemães, árabes, entre outros, contribuíram para a diversidade cultural do Brasil. Aspectos como a culinária, danças, religião são elementos que integram a cultura de um povo.
Apesar do processo de globalização,
que busca a mundialização do espaço geográfico – tentando, através dos meios de comunicação, criar uma sociedade homogênea – aspectos locais continuam fortemente presentes.
Muitos pesquisadores afirmam que o processo
de globalização interfere na diversidade cultural uma vez que há um intenso intercâmbio econômico e cultural entre os países que muitas vezes buscam a homogeneidade.
Aprovada em 2001 por 185 Estados-Membros a "Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural", representa o primeiro instrumento destinado a preservar e promover a diversidade cultural dos povos e o diálogo intercultural, sendo a diversidade reconhecida como “herança comum da humanidade”.

Nesse contexto, alguns aspectos
culturais das regiões brasileiras serão abordados.
Região Nordeste

Entre as manifestações culturais
da região estão danças e festas como o bumba meu boi, maracatu, caboclinhos, carnaval, ciranda, coco, terno de zabumba, marujada, reisado, frevo, cavalhada e capoeira. Algumas manifestações religiosas são a festa de Iemanjá e a lavagem das escadarias do Bonfim. A literatura de Cordel é outro elemento forte da cultura nordestina.
O artesanato é representado pelos trabalhos de rendas. Os pratos típicos são: carne de sol, peixes, frutos do mar,
buchada de bode, sarapatel, acarajé, vatapá, cururu, feijão-verde, canjica, arroz-doce, bolo de fubá cozido, bolo de massa de mandioca, broa de milho verde, pamonha, cocada, tapioca, pé de moleque, entre tantos outros.

Região Norte

A quantidade de eventos culturais do Norte
é imensa. As duas maiores festas populares do Norte são o Círio de Nazaré, em Belém (PA); e o Festival de Parintins, a mais conhecida festa do boi-bumbá do país, que ocorre em junho, no Amazonas. Outros elementos culturais da região Norte são: o carimbó, o congo ou congada, a folia de reis e a festa do divino.

A influência indígena é fortíssima na
culinária do Norte, baseada na mandioca e em peixes. Outros alimentos típicos do povo nortista são: carne de sol, tucupi (caldo da mandioca cozida), tacacá (espécie de sopa quente feita com tucupi), jambu (um tipo de erva), camarão seco e pimenta-de-cheiro.

Região Centro-Oeste

Dentre as manifestações culturais presentes na região centro-oeste do Brasil destacam-se a cavalhada, o fogaréu, no estado de Goiás; e a dança folclórica do cururu de origem indígena que ocorre nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul na "Festa do Divino" e na "Festa de São Benedito". Alguns alimentos típicos da região centro-oeste são: galinhada com pequi, sopa paraguaia, arroz carreteiro, arroz boliviano, gariroba, maria-isabel, empadão goiano, pamonha, angu, curau, peixes (dourado, pacu, pintado, etc).
Nota-se que nessa região, há uma grande mistura de elementos culturais das culturas indígena, paulista, mineira, gaúcha, boliviana e paraguaia. Nota-se, muitas vezes, exemplos dessa diversidade nos nomes dos muitos pratos típicos da região "arroz boliviano", sopa paraguaia", "empadão goiano".
Região Sudeste

Dentre as manifestações culturais presentes na região sudeste do Brasil destacam-se muitas festividades de cariz religioso e folclórico além das danças e gêneros musicais típicos da região. Dentre os elementos presente na cultura do sudeste: festa do divino, festejos da páscoa e dos santos padroeiros, festas de peão de boiadeiro, dança de velhos, batuque, jongo, samba de lenço, festa de Iemanjá, folia de reis, caiapó, congada, cavalhadas, bumba meu boi, carnaval.
Alguns alimentos típicos da região sudeste são: virado à paulista, cuscuz paulista, feijoada, aipim frito, bolinho de bacalhau, queijo minas, pão de queijo, feijão-tropeiro, tutu de feijão, moqueca capixaba, carne de porco, picadinho, farofa, pirão.
Região Sul

Dentre as manifestações culturais presentes na região sul do Brasil destacam-se as festas instituídas por imigrantes advindos principalmente da Europa no século XX. Dentre elas, destaca-se a maior festa alemã brasileira com sua primeira edição em 1984, chamada "Oktoberfest", a festa da cerveja. De origem germânica, essa festa acontece todos os anos na cidade de Blumenau-SC. Outra festa muito tradicional da região sul do país, de origem italiana com primeira edição em 1931 é a "Festa da Uva" que acontece a cada dois anos na cidade de Caxias do Sul-RS.
Além disso, destacam-se o fandango de origem portuguesa, a tirana e o anuo de origem espanhola. Outras festas e danças da região: festa de Nossa Senhora dos Navegantes, a congada, o boi-de-mamão, a dança de fitas, boi na vara. Alguns alimentos típicos da região sul são: vinho, chimarrão, churrasco, camarão, pirão de peixe, marreco assado, barreado.
Conclusão

Concluímos então que diversidade histórica é um conjunto
de características próprias ,de costumes, de crenças juntas em um só lugar; é o conjunto de tudo isso que foi passado de geração para geração e ainda deixam marcas evidentes nas atuais sociedades. A uma vasta diversidade tendo em consideração que é um país costurado por culturas das mais diversas do mundo devido ao processo de colonização vivido . Esse conjunto de diferentes crenças, culinárias, musicas e tantas outras coisas é uma diversidade histórica.
Diversidade linguística em nossa língua à uma enorme
diversidade , ela surgiu dessa miscigenação entre os povos colonizadores, e os índios nativos do país e diversos imigrantes trazidos para o Brasil no período colonizador( principalmente africanos).Nossa língua é uma das mais ricas do mundo.
Com este trabalho concluímos que nenhuma cultura é mais ou menos importante que outra. Que uma visão etnocêntrica não nos leva a nada no mundo globalizado de hoje. Temos que abrir as nossas mentes e não fechar os olhos para tudo que ocorre à nossa volta.

Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
http://www.mundoeducacao.com/geografia/diversidade-cultural-no-brasil.htm
http://www.brasilescola.com/brasil/a-diversidade-cultural-no-brasil.htm
http://www.todamateria.com.br/diversidade-cultural/
Full transcript