Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Concordância Nominal

Regras e exercícios
by

Fernando Ferreira Lopes

on 12 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Concordância Nominal

Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Regras fundamentais CONCORDÂNCIA
NOMINAL Observe que o artigo os, o pronome nossos, o numeral dois e o adjetivo preferidos referem-se ao substantivo (masculino/plural) brinquedos. Por isso é que eles estão todos no masculino plural. masculino/plural Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhóis. concordou apenas com o mais próximo Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhol.  O adjetivo assume o gênero do substantivo e vai para o plural, ou concorda em gênero e número com o mais próximo. 1. Quando o adjetivo vier depois de dois ou mais substantivos do mesmo gênero, há duas possibilidades de concordância: I. Adjetivo referente a vários substantivos: Casos especiais de Concordância Nominal concordou com o substantivo mais próximo. Ex.: Ele apresentou razão e argumento justo. concordou com o substantivo mais próximo Ex.: Ele apresentou argumento e razão justa. masculino/plural Ex.: Ele apresentou argumento e razão justos.  O adjetivo vai para o masculino plural ou concorda em gênero e número com o substantivo mais próximo. 2. Quando o adjetivo vier posposto a dois ou mais substantivos de gêneros diferentes, também há duas possibilidades de concordância: predicativo do sujeito (masculino plural) Ex.: Permaneceram fechados a porta e o portão. predicativo do sujeito (concorda com o mais próximo) Ex.: Permaneceu fechada a porta e o portão. adjunto adnominal substantivo substantivo adjetivo Ex.: Nunca vi tamanho desrespeito e ingratidão. 3. Quando o adjetivo vier anteposto a dois ou mais substantivos, concordará com o mais próximo, se funcionar como adjunto adnominal; entretanto se funcionar como predicativo, haverá duas possibilidades: poderá ir para o plural ou concordar com o mais próximo. Ex.: Meu professor ensina as línguas inglesa e francesa. b) O substantivo fica no plural e omite-se o artigo antes do segundo adjetivo: Ex.: Meu professor ensina a língua inglesa e a francesa. a) O substantivo fica no singular e põe-se o artigo também antes do segundo adjetivo. Admitem duas possibilidades: Ex.: É proibida a entrada.
A cerveja é boa.
A coragem é necessária. Porém, se a palavra estiver acompanhada de determinante, com ela devem concordar. Ex.: É proibido entrada.
Cerveja é bom.
Coragem é necessário. 2. As expressões é proibido, é necessário, é bom, é preciso quando se referem a palavras desacompanhadas de determinantes, tomadas, portanto, em sua generalidade, ficam invariáveis. Ex.: Os soldados estavam alerta.
Há menos pessoas do que prevíamos. 1. As palavras menos, alerta e pseudo são advérbios e ficam invariáveis. Casos particulares de Concordância Nominal Ex.: Maria está meio aborrecida.
Os alunos são bastante estudiosos.
Esses automóveis custam caro.
As laranjas custam barato.
Estamos muito cansadas. b) Quando têm valor de advérbio ficam invariáveis. Ex.: Serviu-nos meia porção de arroz.
Conversamos bastantes vezes a esse respeito.
Os automóveis estão caros.
As frutas estão baratas.
Já é meio-dia e meia. a) Quando têm valor de adjetivo, concordam com o substantivo. 3. As palavras bastante, meio, pouco, muito, caro, barato Ex.: Elas só esperam uma nova oportunidade.
Leia a carta e veja as fotografias em anexo.
As meninas ficaram a sós no quarto. Os advérbios só (equivalente a somente), menos e alerta e as expressões em anexo e a sós são invariáveis. Observação: Ex.: Seguem anexos os documentos da partilha de bens.
A carta segue anexa.
Os documentos estão inclusos.
Ela mesma redigiu a carta.
Eles estão sós.
Estou quite com você.
Muito obrigada – disse ela. 4. Os adjetivos anexo, obrigado, incluso, mesmo, próprio, só, leso, quite concordam com o substantivo a que se referem. 5. A palavra meio equivalendo a um pouco é advérbio e não varia. 4. A palavra meio equivalente a metade é adjetivo e concorda com o substantivo. 3. Quando a palavra bastante equivaler a muitos/ muitas ela será adjetivo e, portanto, concordará com o substantivo. 2. Quando a palavra só equivaler a somente ela será advérbio e ficará invariável. 1. Quando a palavra só equivaler a sozinho ela será adjetivo e, portanto, concordará com o substantivo. Dicas: II. Dois ou mais adjetivos referentes a um substantivo determinado por artigo: 1-Considerando a concordância nominal, assinale a frase correta:

a) Ela mesmo confirmou a realização do encontro.
b) Foi muito criticado pelos jornais a reedição da obra.
c) Ela ficou meia preocupada com a notícia.
d) Muito obrigada, querido, falou-me emocionada.
e) Anexos, remeto-lhes nossas últimas fotografias. EXERCÍCIOS 2-Assinale a alternativa que completa corretamente os espaços:

A entrada para o cinema foi..., mas o filme e o desenho... compensaram, pois saímos todos....

a) caro apresentado alegre
b) cara apresentado - alegre
c) caro apresentados alegres
d) cara apresentados alegres
e) cara apresentados alegre. 3-Partindo do pressuposto de que algumas classes de palavras se caracterizam como invariáveis, analise as orações abaixo, optando por atribuir-lhes o termo correspondente.

a A garota parece ------------- confusa. (meio/meia)

b - Comemos ------------pizza durante o rodízio com amigos. (meio/meia)

c São -------------------as reclamações sobre a mudança de itinerário. (bastante/bastantes)

d Por hoje já basta, pois estamos ---------------------cansadas. (bastante/bastantes)

e Perdemos ----------------------chances de demonstrarmos nosso talento. (bastante/bastantes) I. Os brasileiros somos todos eternos sonhadores.
II. Muito obrigadas! - disseram as moças.
III. Sr. Deputado, V. Exa. Está enganada.
IV. A pobre senhora ficou meio confusa.
V. São muito estudiosos os alunos e as alunas deste curso.

4-Há uma concordância inaceitável de acordo com a gramática

a) em I e II
b) em II, III e IV
c) apenas em II
d) apenas em III
e) apenas em IV 5-A frase em que a concordância nominal está correta é:

a) A vasta plantação e a casa grande caiados há pouco tempo era o melhor sinal de prosperidade da família.

b) Eles, com ar entristecidos, dirigiram-se ao salão onde se encontravam as vítimas do acidente.

c) Não lhe pareciam útil aquelas plantas esquisitas que ele cultivava na sua pacata e linda chácara do interior.

d) Quando foi encontrado, ele apresentava feridos a perna e o braço direitos, mas estava totalmente lúcido.

e) Esses livro e caderno não são meus, mas poderão ser importante para a pesquisa que estou fazendo. GABARITO 1- D
2- D

a) meio
b) meia
3- c) bastantes
d) bastante
e) bastantes


4- D
5- E Prof. Fernando
Full transcript