Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Métodos Contracetivos Quimicos

No description
by

Beatriz Nunes

on 7 February 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Métodos Contracetivos Quimicos

É um material aderente que deve ser colado na pele da mulher e deve permanecer no mesmo local durante 1 semana.


Adesivo
É um anel flexível, de silicone suave e transparente com cerca 5 cm de diâmetro. Contém duas hormonas: estrogénio e progesterona.
Anel Vaginal

A pílula não protege contra as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) nem contra a SIDA.
Consulta o teu médico antes de iniciar a utilização de qualquer método contracetivo.

Pílulas
Métodos Contracetivos Químicos

É um método contracetivo de longa duração, tem a forma de uma vareta com 4 cm de comprimento e é composto por um derivado de progesterona.




É uma substância que se aplica na vagina, nos preservativos ou mesmo no diafragma.


Espermicida
É uma injeção que contém hormonas como a progesterona ou uma associação de estrogénios.

Índice
Introdução
Anel Vaginal
Pílulas
Adesivo
Implante Subcutâneo
Espermicida
Injeção Hormonal
Conclusão
O que é?

Para que serve?



Eficácia
: 99%
Dúvidas frequentes
O anel vaginal é danificado pelo o período?
Pode ocorrer a saída espontânea do anel?
Interfere no ato sexual?
Se a mulher quiser, pode ter relações sexuais sem o anel colocado?
O que se deve fazer se já passou o dia de colocação de um novo anel?
O que se deve fazer se se esqueceu de retirar o anel?


Vantagens e Desvantagens
Nos primeiros sete dias de uso deve se utilizar preservativos.
Em relação ao dia em que decidiu usar este método
Vantagens
Aplicação pode ser feita em casa;
Só precisa ser aplicado uma vez ao mês;
Pode ser colocado pela própria mulher;
Tem elevada eficácia quando utilizado corretamente;
Não interfere com a relação sexual;
Em principio o parceiro não sentirá;
É reversível;



Desvantagens
Não é recomendado a fumadoras com mais de 35 anos, mulheres com pressão arterial alta, tendência para trombose ou insuficiência hepática;
Não protege das doenças sexualmente transmissíveis.

Nota: algo raro de ocorrer é a sensação de um objecto estranho dentro do corpo.
A pílula anticoncepcional é um comprimido que contém hormonas (substâncias químicas) idênticas às hormonas que a mulher produz.


Pílula Combinada
Contém duas hormonas chamadas de estrogénio e progesterona.

Leva à inibição da ovulação, não permitindo a descida do óvulo, alterações no muco cervical e outras alterações no endométrio.
Minipílula
Apresenta ausência de estrogénios, contendo apenas progesterona;

Quem deve optar por este tipo?

As mulheres com mais de 35 anos;
Método de utilização?
A minipílula deve ser tomada de forma ininterrupta. Cada cartela possui 28 comprimidos e não há pausa entre uma cartela e outra.
A minipílula deve ser tomada na mesma hora todos os dias.
(Um simples atraso de mais de 3 horas é suficiente para a pílula perder o seu efeito protetor caso isto aconteça, nos próximos 2 dias qualquer relação sexual deve ser feita com preservativo.)
Pílula do dia seguinte
É um método contraceptivo que pode ser usado após a relação sexual, sendo capaz de inibir uma gravidez quando a mulher teve relações sem as devidas precauções anticoncepcionais.
O que é?
É importante frisar que a contraceção de emergência é um método de controle de natalidade para ser usado
ocasionalmente
, em situações de emergência, pois a mesma é uma "bomba hormonal".
Como funciona?
Vantagens da Pílula Combinada
Menstruações mais regulares;
Menstruações com menor fluxo;
Diminuição de dores menstruais;
Diminuição de acne e excesso de pelos;
Menor risco de cancro do ovário e do endométrio;
Menor risco de quistos na mama e do ovário.

Vantagens da Minipílula
Diminui o risco de doença inflamatória pélvica;
Não contém estrogénios;
Tão eficaz como a pilula combinada;
Previne a anemia;
Pode ser usada durante a amamentação.
O único método contracetivo que pode ser utilizado pela mulher após a relação sexual:
No caso de falha do método, não causa efeitos colaterais no feto;
Em caso de occorrer efetivamente gravidez não é abortiva;
Previne a Gravidez Não-Planeada como mais uma opção contraceptiva.
Vantagens da Pilula do dia seguinte
Desvantagens da Pílula Combinada
Toma diária;
Alterações do estômago interferem com a eficácia;
Perde eficácia com alguns medicamentos;
Não protege de doenças sexualmente transmissíveis;
Não pode ser usada durante a amamentação;
Não aconselhado a fumadoras, hipertensas, problemas no fígado ou doença venosa.


Desvantagens da Minipílula
Menstruações menos regulares;
Hemorragias fora da menstruação.

Desvantagens Pílula do dia seguinte

Em mulheres que amamentam, pode diminuir a quantidade do leite materno.
A menstruação pode adiantar ou atrasar alguns dias.
O uso repetido ou frequente, desregula o ciclo menstrual e facilita a gravidez mais do que os outros métodos.
Alguns antibióticos, podem reduzir a eficácia deste método.
Não previne contra as DST/Aids.
Náuseas e vômitos são os efeitos adversos mais comuns.




Uma desregulação da menstruação é comum no primeiro mês após o tratamento.

Outros efeitos secundários possíveis, mas pouco frequentes, incluem tonturas, fadiga, dor de cabeça, sensibilidade nos seios, e dor abdominal.



Efeitos secundários da pílula do dia seguinte
Dúvidas frequentes
Tomar a pílula muito jovem é perigoso?
Deve mudar-se de marca de pílula de vez em quando pois o organismo habitua-se e existe risco de perda de eficácia?
O alcoól interfere com a eficácia da pílula?
O que é?

O adesivo funciona como um anticoncepcional oral combinado (pílula), portanto ele não deixa acontecer a ovulação, ou seja, impede a saída do óvulo dos ovários.


É colado em locais como barriga, braço, nas costas ou nas nádegas.
( Não é indicado aplicar o adesivo nos seios ou em partes do corpo sob constante atrito, como por exemplo na sola dos pés.)

Vantagens
Não existe risco de esquecimento;
O efeito só dura no mês em que a mulher usar o adesivo;
Ao parar de aplicá-lo ela retoma a fertilidade e pode engravidar.
Desvantagens
Algumas mulheres não se conseguem adaptar ao método por incômodo
O custo também pode ser outra desvantagem já que o preço do mesmo é um pouco maior do preço das pílulas orais.
Náuseas;
Desconforto abdominal;
Dores de cabeça;
Cólica menstrual;
No inicio ainda podem ocorrer pequenos sangramentos fora do intervalo;
Efeitos Secundários
Sintomas mamários (sensibilidade, sensação de peso);
Pode causar irritação no local da aplicação.

Implante subcutâneo

O implante liberta diariamente uma quantidade de progesterona que vai impedir a ovulação e vai tornar o muco cervical mais espesso dificultando o deslocamento dos espermatozóides até ao útero.


Deve ser implantado pelo médico, sob a pele do antebraço, com recurso a anestesia local.
O implante é colocado como se fosse uma injeção.

Dúvidas frequentes
Quando colocar o implante?
Para quem é indicado?
Como é retirado o implante?
Durante quanto tempo podmos ter o implante colocado?
Causa desconforto?
Vantagens
É um método prático e de longa duração;
Não é necessário a utilização de outros métodos contraceptivos;
Não interfere com a relação sexual;
Não interfere com a amamentação;
Aconselhável em casos de intolerância ao estrogénio;
É um método reversível.


Desvantagens
A sua utilização não pode ser interrompida instantaneamente, é necessário um médico para retirar o implante;
Não protege das doenças sexualmente transmissíveis (DST);
Agravamento de doenças preexistentes.

Efeitos Secundários
Injeção Hormonal
O que é?

Os injetáveis mensais apresentam três principais mecanismos de ação.
1. As hormonas depositam-se no local da injeção, são absorvidas para a corrente sanguínea e dessa forma a impedem a ovulação.
2.Impedem a passagem dos espermatozóides.
3.Impedem que o endométrio esteja adequadamente preparado para uma gravidez.

Deve ser feita uma injeção a cada mês no consultório do ginecologista;
É constituída por uma combinação das hormonas ováricas, a progesterona e estrogénio.
A primeira aplicação deve ocorrer entre o 1º e 5º dia do ciclo menstrual.
Tem a duração de 3 meses, sendo que a dose deve ser reforçada no final desse tempo no ginecologista ou um outro profissional de saúde adequado.
É indicado para as mulheres que não podem usar estrogénio, pois sua base é
apenas
de prosgesterona.
A primeira dose deve ser aplicada entre o 1º e o 5º dia do ciclo menstrual.
Como funciona?
O que é ?
Como funciona?
Quando situado na vagina pode imobilizar e destruir os espermatozoides durante o ato sexual, impedindo assim a fecundação.
O tempo de duração do produto é de 2 horas e é necessária a reaplicação para relações mais longas.


Pode ser apresentado sob forma de creme, espuma e gel, que podem ser colocados imediatamente antes das relações sexuais. As outras 2 opções são os comprimidos vaginais e sprays, que precisam de mais tempo, isto é, pelo menos 10 minutos antes da penetração.
Tempo de duração?
Vários tipos e pormenores
Sobre a sua eficácia
O espermicida é um método contracetivo pouco recomendado pois a sua eficiência é menor do que a do preservativo e não protege das doenças sexualmente transmissíveis. O espermicida tem mais eficácia quando utilizado juntamente com o preservativo ou com o diafragma.
Vantagens
É de simples utilização;
Não necessitam de prescrição médica;
Aumentam a lubrificação da vagina;
Pode ser utilizado como auxiliar de outros métodos contraceptivos.

Desvantagens
Dão pouca protecção em relação às DTS’s;
Possui um curto periodo de duração, necessitando de reaplicações em relações sexuais prolongadas ou repetitivas.
Efeitos Secundários
• A mulher corre maior risco de ter infeções urinárias.
• Causa irritações e desconforto no interior da vagina.

É aplicado por via intramuscular, normalmente nas nádegas ou braços, podendo ser de administração mensal ou trimestral.
Como é aplicado?
Evitar a ovulação tornando o muco cervical (produzido pelo colo do útero) mais espesso impedindo assim
a pass
agem dos espermatozóid
es para o ú
tero.

Como funciona?
Há libertaç
ão
de estrogéni
o e progesterona que são absorvidos pel
os vasos sangu
íneos da vagina entrando
na

circulação sang
uínea.

É importante frisar que:
A pílula combinada
Minipílula
Pílula do dia seguinte
Eficácia
= 99%
No 8º dia do intervalo é iniciado um novo ciclo de 21 dias.
Eficácia
= 92%
fumadoras
hipertensas
com sobrepeso
diabéticas
portadoras de enxaqueca
A minipílula também pode ser
utilizada durante o aleitamento materno
, pois ela não interrompe a produção de leite e não faz mal nenhum para o bebé.
Atua como método contracetivo de emergência por três mecanismos:
– Inibe a ovulação.
– Impede a fertilização do óvulo pelo espermatozoide.
– Impede que óvulo fecundado se aloje no útero.

Até quando a toma da pílula mantém a sua máxima eficácia?
Dúvidas frequentes
O que é?
Eficácia
: 99%
Como se utiliza?
Como funciona?
O que é?
Eficácia:
99%
Como é colocado?
Como funciona?
Vantagens
Desvantagens
Efeitos Secundários
(as hormonas não necessitam de ser absorvidas pelo aparelho digestivo, permitindo que a eficácia deste método não seja posta em causa, em caso de vómitos ou diarreia;)
Tem as mesmas vantagens não contracetivas da pílula oral:
• controlo do ciclo;
• menstruações escassas;
• não dolorosas, entre outros.
Os efeitos secundários possíveis são semelhantes aos observados com a toma da pílula contracetiva.

Os mais frequentes são:
• Náuseas;
• Tensão mamária;
• Perda de sangue escassa e irregular.


Efeitos Secundários
(Em caso de dores de cabeça persistentes, dificuldade respiratória ou outro sintoma, deve consultar o seu médico.)
(Se houver quadro de vômitos nas primeiras duas horas após a pílula ter sido tomada, sugerimos a repetição do esquema.)
Dores de cabeça,
Acne,
Tensão mamária,
Menstruação irregular,
Ausência de menstruação,
Queda de cabelo
Aumento de peso.
Eficácia:
99%
Método contraceptivo injetável mensal:
Método contraceptivo injetável trimestral:
Introdução
Conclusão
Com este trabalho pretendemos falar um pouco sobre os métodos contracetivos químicos, como se utilizam, de que maneiras atuam, as suas vantagens e desvantagens, mas também tentar responder a algumas das dúvidas que possam existir sobre cada um deles.
Para além de tudo isto, temos também como objetivo sensibilizar-vos sobre a sua importância ao iniciar a vossa vida sexual.
Dúvidas frequentes
Por quanto tempo posso utilizar este método?
Já estou protegida no primeiro mês depois de tomar a injeção?
Existe algum problema em atrasar a toma da injeção?
• O fluxo menstrual pode diminuir devido a maior quantidade de hormonas injetadas pelo método contraceptivo.
• Dor de cabeça ;
• Hipersensibilidade nas mamas;
• Vertigens;
O anticoncepcional injetável não engorda
, mas pode provocar acumulação de líquidos devido ao efeito das doses de hormonas.
O retorno da fertilidade (
capacidade de engravidar
) ocorre vagarosamente,
cerca de nove meses após a última injeção
trimestral.
O uso desse método deve ser recomendado pelo médico ginecologista e a sua aplicação deverá ser realizada pelo mesmo.
Eficácia:
99,4% a 99,9%
Eficácia:
99,7%
Evita esquecimentos constantes;
Redução do fluxo menstrual;
Redução do risco de cancro do endométrio;
Diminuição do risco da doença inflamatória pélvica.

Pequenos sangramentos fora da menstruação;
Aumento do tempo da menstruação ou completa amenorreia;
Retenção de líquidos;
Deve ser evitado por mulheres fumadoras e que amamentam;
Incerteza quanto à infertilidade.

Através deste trabalho concluímos que hoje em dia a ciência consegue nos proporcionar uma diversidade e variedade de métodos contracetivos que tem em conta as diferentes características hormonais e biológicas, neste caso, de cada mulher.
Esta necessidade advém do facto do nascimento de um filho dever ser um ato refletido e desejado, que merece lhe ser facultado o melhor ambiente possível para ser feliz, e cabe-nos a nós enquanto cidadãos, mas também possivelmente como futuros pais, a responsabilidade de estarmos informados e conscientes dos nossos atos.

Curiosidades/ Notícias
A tão esperada pílula (é assim que é chamada,
mesmo que seja injetável
) foi batizada de Vasagel e é uma pílula masculina não-hormonal, tomada numa única injeção que pode ter efeito durante vários anos.
Mas como vai funcionar? O Vasagel é um composto químico injetado com anestesia local nos tubos que transportam o esperma (e não nos testículos ou no pénis), e funciona através do bloqueio desse esperma. Espera-se que a injeção seja reversível através de uma segunda injeção que irá dissolver o polímero.
Uma vantagem deste método é que apesar de bloquear o esperma, não bloqueia os outros fluidos.
Estima-se que todos os anos, milhões de homens fazem vasectomias. Em breve, vão poder optar por este método menos invasivo e reversível.
É necessário utilizar outro método contracetivo quando começo a tomar uma nova pílula combinada?
Existem 3 tipos diferentes de pílulas
Após os 21 dias da toma da pílula, ocorre uma semana de intervalo de sete dias, durante a qual aparecerá a menstruação.

Quantas vezes posso usar?


A pílula do dia seguinte altera o funcionamento do anticoncepcional?
Full transcript