Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O mundo como Representação

No description
by

Diefferson Meyer

on 8 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O mundo como Representação

Biografia
Crise das Ciências Sociais;
Abandono de Paradigmas Dominantes;
Alianças com Tradicionais com disciplinas como sociologia, geografia e etnologia são colocadas em cheque.
Referências:
http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/fundamentos/roger-chartier-livros-resistirao-tecnologias-digitais-610077.shtml
http://pt.wikipedia.org/wiki/Roger_Chartier
http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/roger-chartier-432594.shtml
Diefferson R. J. Meyer

Eduardo Naibo
Deslocamentos sob Forma de Renúncia
O Projeto de uma História Global;
A Definição territorial dos objetos de pesquisa;
Organizar a compreensão das diferenciações e das partilhas culturais;
Um Diagnóstico Posto em Dúvida
Debate em torno do estruturalismo e Marxismo;
A História Política;
O estudo da História por meio da Política e do Direito;
O mundo como Representação
roger chartier

É um historiador francês vinculado à atual historiografia da Escola dos Annales. Ele trabalha sobre a história do livro, da edição e da leitura.
Roger Chartier nasceu em 1945, em Lyon, a terceira cidade da França, filho de uma família operária. Formou-se professor e historiador simultaneamente pela Escola Normal Superior de Saint Cloud, nos arredores de Paris, e pela Universidade Sorbonne, na capital francesa.
Roger Chartier
Como Historiador
A história da cultura e dos livros tem uma longa tradição, mas só há pouco tempo ela ampliou seu âmbito para compreender também a trajetória da leitura e da escrita como práticas sociais. Um dos responsáveis por isso é o francês Roger Chartier. "Ele fez uma revolução ao demonstrar que é possível estudar a humanidade pela evolução do escrito", diz Mary Del Priore,
Origens Culturais da Revolução Francesa.
A História ou a Leitura do Tempo
Práticas da Leitura;
A História ou a leitura do tempo.
Principais Obras:
O Mundo Como Representação
Mundo do texto Mundo do Leitor: A Constução do Sentido
Orientações de Pesquisa para Chartier;
A história da Leitura e Propragração da Escrita;
O Desligamento dos Annales com a Bibliografia, Paleografia e codicologia;
A escrita pensando no sujeito histórico.
Da História Social da Cultura a uma História Cultural do Social
Caracterização do Social Cultura;
Esteriótipos Culturais;
Livros, manipulados e impressos de maneiras diferentes, para serem compreendidos de maneiras diferentes;
As maneiras de ler próprias a cada comunidade.
Representações coletivas e identidades sociais
• Objetividade das estruturas;
• Subjetividade das estruturas;
• Representações coletivas as divisões da organização social;
• Representações impostas;
• A relação de representação;
• Representação se transforma em uma fábrica de respeito e submissão;

O Sentido das Formas


Figuras do Poder e Práticas Culturais
Full transcript