Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Análise de Conteúdo, Análise de Narrativa e Análise do Discu

No description
by

on 14 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Análise de Conteúdo, Análise de Narrativa e Análise do Discu

Análise de Conteúdo, Análise de Narrativa e Análise do Discurso
O que é são esses Análises
São modalidades de interpretação de texto
Todas procuran encontrar significados expressos ou latentes de um texto.
São técnicas disponíveis para analisar um documento dependendo dos objetivos de pesquisa.
Cada uma destas análises esta apoiada em diferentes orientações filosóficas
Todas esses análises tratam com textos (oral ou escrito) e os mais usualmente trabalhados são:
Com que trabalham esses análises:
Objetivismo Abstrato
Narrativas
Análise do Discurso
Teoria da comunicação
Constituição de uma Narrativa
Transcrição
Textualização
Transcriação
Fundamentos
Filosoficos
Estruturalismo
Foucault
Semiótica
Análise Critica
Autores:
Horkheimer, Adorno e Marcuse
Visa a decompor as unidades léxicas ou temáticas de um texto, codificadas sobre algumas categorías, compostas por indicadores que permitam uma enumeração das unidades e a partir disso estabelecer inferências generalizadoras.
Pressupõe que um texto contém significados patentes ou ocultos que poden ser interpretados pelo leitor.
Extrae os significados temáticos ou significantes de um por meio dos elementos mais simples dele.
É um tipo de análise que pretende garantir a imparcialidade objetiva, socorrendo-se da quantificação das unidades do texto.
É uma técnica de fazer inferências sistematicas e objetivas de uma mensagem.
As palavras estão reunidas en torno de categorias.
Exemplificação
É uma história expressa em uma linguagem aberta, seja um conto, uma novela ou um romance.
Ela permite uma livre intervenção a ser feita pelos próprios destinatários.
O pesquisador parte de um conjunto de pressupostos e regras para descrever o significado da narrativa.
Elas são eminentemente descritivas das falas dos participantes, pressupondo que os professores constroem uma realidade social nas intercomunicações interpessoais.
Orientações das Narrativas
Formalismo Estruturalista:

Pressupõe que a coerência do texto pode ser encontrada nos códigos, sintaxe e formas.
Narrativa das Experiências vividas:

Elas são produzidas nas interações sociais, especialmente nas entrevistas clinicas.
O discurso não é simplesmente à estrutura ordenada de palavras, e também não é reduzida à mera expressão verbal do mundo.
O discurso é a expressão de um sujeito no mundo que explicita sua identidade individual e social.
A análise do discurso procura analisar o uso da línguagem em discursos contextuados de pessoas que interagem, e os processos pelos quais dão forma linguística e produzem sentidos nas suas interações sociais.
Pêcheux (1969)
É necessário ultrapar o aspecto ostenteivamente reducionista da análise quantitativa de conteúdo.

O discurso é determinado pela posição do produtor-receptor na estrutura social e é condicionado pelas forças assimétricas que afetan tanto o discurso quanto a posição social dos interlocutores.
DISCURSO
Análise de Conteúdo
Gravação
Qualquer comunicação pode ser analisado
Discuso
Comun
Diálogo entre falantes
Linguística
Forma pela qual diversos elementos linguísticos estao unidos para constituir uma estrutura de significado
Pesquisa
É análise de um conjunto de idéias, um modo de pensar ou um corpo de conhecimentos expressos em uma comunicacao textual ou verbal que o pesquisador pode identificar quando analisa um texto ou fala
Van Dijk
A análise do discurso é uma forma de estudar o uso da linguagem que procura identificar o processo pelo qual as pessoas dão forma discusiva as interações sociais produzem sentidos ao que falam e orientam suas ações no contexto em que vivem.
Autores:
- Lévi-Strauss (Antropologia); Althusser (marxismo); Lacan (Psicanálise); Foucault (Historia y Filosofía) Barthes (Critica Literaria)
Estruturalismo
Pretende criar uma ciência objetiva que busque as relações descritivas ou causais de uma estrutura lingüística ou da estrutura social.

As pessoas falamtes são meros usuários de códigos, normas e símbolos que elegem entre diversos outros programas e opções possíveis para se comunicarem.

O estudo objetivo deve-se restringir à descoberta e às provas das estruturas, normas e regras que governam os fenômenos.
-Cabe ao pesquisador identificar, arranjar e organizar as diferentes unidades em uma estrutura de "superficie" para chegar à estrutura "profunda" subjacente a qualquer texto ou evento. Sua competência esta na descrição dos elementos significativos aparentemente desconexos e descontínuos, que ocultam uma estrutura constante e um significado fuente.
Foucault
O poder é a rede de forças multidirecional, relacional e auto-organizada que atua em todas as dimensões do contexto humano.

Todo discurso, suas definições, conceitos e transformações semântivas revelam a tensão entre indivíduos, o contexto histórico e social o poder e a resistência nas inter-relações humanas, a repressãoe o controle dos corpos, a medicalização do controle social e o papel dos agnetes sociais.

O papel da AdD é sobre tudo, um desenlear das relações de poder ocultas nos refinamentos epistemológicos no discurso tido como objetivo nos conceitos formais.
Discurso: Um meio de produzir e de organizar o significado no contexto social.

Linguagem: Matriz dos discursos que se constituem em formações discursivas, que são modos significativos de organizar as experiências humanas do mundo social em lingugem e deste modo constituir modos de conhecimento.
Semiótica
É a teoria dos signos existentes, que analisa os modos de produção, funcionamento e recepção dos diferentes sistemas de signos simbólicos que permitem a comunicação entre individuos e grupos.

Estuda a relação entre significante e significado, como por meio desta relação se comunica e expressa significados. O signo é algo que "esta para alguém no lugar de outra coisa sob algum aspecto". Não é possível pensar sem os signos, mas um signo é essencialemnente imcompleto porque requer um interpretante ou contexto.

A conexão entre significado e significante é arbitrária e social, permitindo haver muitos tipos de conexões dependentes da perspectiva dos leitores. Cada leitor pode gerar sua própria interpretação. Os significados não estão nas coisas, eles são elaborados pelos sujeitos.

A conexão é mental, socialmente criada, mantida e coletivamente partilhada, fornecendo uma fonte de idéias, regras, práticas e um agregado de conhecimentos que constitui a "cultura".

Uma análise semiótica do discurso visa decodificar o sistema de signos que subjazem ao texto, estabelecendo as articulações, homólogas, analógicas e simbólicas dos signos, a fim de mostrar as conexões e o sistema de signos que dão significado à realidade.
Análise Crítica
Procuram analisar as contradições da retórica igualitária quanto às formas de dominação presentes no contexto social e nas formas culturais.

Faz análises dos problemas de poder e justicia subjacentes às instituções sociais, as formas culturais ou discursivas. Pretendem expor as forças que impedem os indivíduos de controlar suas vidas e suas decições.

Há formas complexas que o poder manipula para dominar e formatar as consciências e garantir a hegemonia e garantir a dominação por meio das intituções sociais e culturais.

Uma pesquisa crítica pretende fazer uma crítica social ou cultural.
Todo pensamento é fundamentalmente mediado por relações de poder que são social e historicamente constituidas.

Os fatos nunca estao isolados do dominio dos valores ou separados de alguma forma de inscrição ideológica.

A relação entre o conceito e o objeto, entre o significante e o significado nunca é estável au fixa, estão mediados por relações sociais de produção e consumo capitalista.

A linguagem é cental na formação da subjetividade

Certos grupos em qualquer sociedade são privilegiados em relação a outros.
Full transcript