Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Religiões Afrodescendentes

No description
by

on 10 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Religiões Afrodescendentes

Um 'homem da medicina popular' Igbo nos dias atuais na Nigéria, na África Ocidental.

São consideradas religiões afrodescendentes, todas as religiões que tiveram origem nas tradições africanas, que foram trazidas para o Brasil pelos negros africanos, na condição de escravos. Ou religiões que absorveram ou adotaram costumes e rituais africanos.

O que são religiões afrodescendentes ?
Religiões Afrodescendentes
• Batuque - Rio Grande do Sul
• Cabula - Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina.
• Candomblé - Em todos estados do Brasil
• Culto aos Egungun - Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo
• Culto de Ifá - Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo
• Encantaria - Maranhão, Piauí, Pará, Amazonas
• Omoloko - Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo
• Pajelança - Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas
• Quimbanda - Em todos estados do Brasil
• Tambor-de-Mina - Maranhão
• Terecô - Maranhão
• Umbanda - Em todos estados do Brasil
• Xambá - Alagoas, Pernambuco
• Xangô do Nordeste - Pernambuco
As religiões afrodescendentes
A imigração nos dias atuais
Nos últimos meses a situação dos imigrantes africanos no Brasil obteve algum espaço na mídia brasileira, os africanos presentes no Brasil, hoje, vieram ao Brasil por diversos motivos, seja a procura de trabalho, a procura da proteção do Estado brasileiro, no caso dos refugiados ou aqueles que vieram estudar nas universidades brasileiras seja por meio dos acordos de cooperação ou os que vieram por conta própria. É preciso compreender que este movimento migratório contemporâneo iniciou-se na década de 1960, período em que muitos países africanos lutaram e adquiriram a sua independência frente aos colonizadores europeus e o Brasil estreitou as relações políticas com estes países recém libertos.
Imigração africana no Brasil atualmente
Cultos religiosos .
Não. No tempo das senzalas os negros para poderem cultuar seus orixás, nkisis e voduns usaram como camuflagem um altar com imagens de santos católicos e por baixo os assentamentos escondidos, segundo alguns pesquisadores este sincretismo já havia começado na África, induzida pelos próprios missionários para facilitar a conversão.
Depois da libertação dos escravos começaram a surgir as primeiras casas de candomblé, e é fato que o candomblé de séculos tenha incorporado muitos elementos do cristianismo. Imagens e crucifixos eram exibidos nos templos, orixás eram frequentemente identificados com santos católicos, algumas casas de candomblé também incorporam entidades caboclos, que eram consideradas pagãs como os orixás.
Mesmo usando imagens e crucifixos inspiravam perseguições por autoridades e pela Igreja, que viam o candomblé como paganismo e bruxaria, muitos mesmo não sabendo o que era isso.
Nos últimos anos, tem aumentado um movimento em algumas casas de candomblé que rejeitam o sincretismo aos elementos cristãos e procuram recriar um candomblé "mais puro" baseado exclusivamente nos elementos africanos.
Religião, imigração.
Religiões Afrodescendentes
Sim, por exemplo:

• Maranhão, Pará;
• Batuque - Rio Grande do Sul;
• Cabula - Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina;
• Candomblé - Em todos estados do Brasil;
• Culto aos Egungun - Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo;
• Culto de Ifá - Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo;
• Encantaria - Maranhão, Piauí, Pará, Amazonas;
• Omoloko - Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo;
• Pajelança - Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas;
• Quimbanda - Em todos estados do Brasil;
• Tambor-de-Mina - Maranhão;
• Terecô - Maranhão;
• Umbanda - Em todos estados do Brasil;
• Xambá - Alagoas, Pernambuco;
• Xangô do Nordeste - Pernambuco.



Existe algum resquício da religião africana nas nossas religiões ?
Como aconteceu a imigração africana ?
Imigração africana .
O tráfico internacional de escravos da África subsaariana para o Brasil foi um movimento migratório, embora forçado. Seu início ocorreu na segunda metade do século XVI, e desenvolveu-se no século XVIII, atingiu seu ápice por volta de 1845 até ser bruscamente extinto em 1850. Foi, certamente, a maior migração forçada da História Mundial.

O tráfico negreiro foi uma atividade altamente lucrativa e legal que pagava impostos tanto para a Coroa portuguesa quanto para a Igreja Católica (dízimo). O tráfico negreiro iniciou-se oficialmente em 1559, quando a metrópole portuguesa decidiu permitir o ingresso de escravos vindos da África no Brasil. Antes disso, porém, transações envolvendo escravos africanos já ocorriam no Brasil, sendo a escassez de mão-de-obra um dos principais argumentos dos colonos.
Conclusão
Sempre foi possível a realização dos cultos religiosos ?
Religião: concluimos que nos dias de hoje existem varias religiões que obedeçem a seus comandos e atribuem a suas culturas sendo algumas não respeitadas.


Imigração: concluimos que a imigração teve um tempo de agonia por conta de africanos escravos imigrados contra suas vontades, mas nos dias de hoje essa situação não é mais tão grave com a maior parte da situação assumida.
Full transcript