Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Jenkins: Um pouco nossa ferramenta de integração contínua

No description
by

Fabio Bittencourt

on 3 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Jenkins: Um pouco nossa ferramenta de integração contínua

Jenkins: Conhecendo nossa Ferramenta de Integração Contínua
Biblioteca de Plugins Jenkins
Hoje o Jenkins possui mais de 600 plugins:

Alguns deles são:
Git Plugin;

Maven;
Na realidade o Maven é tratado como um tópico na biblioteca de plugins do Jenkins, sendo que há 31 plugins relacionados ao Maven para Jenkins.

Bibliotecas para programação de outras linguagens:
Scala;
iOS;
Android;
Ruby.
Referência Bibliográfica
Meet Jenkins <https://wiki.jenkins-ci.org/display/JENKINS/Meet+Jenkins>. Acessado em 30 de Agosto de 2014.

Jenkins (software) <http://en.wikipedia.org/wiki/Jenkins_(software)>. Acessado em 30 de Agosto de 2014.

Hudson (software) <http://en.wikipedia.org/wiki/Hudson_(software)>. Acessado em 30 de Agosto de 2014.

Jenkins Plugins <https://wiki.jenkins-ci.org/display/JENKINS/Plugins>. Acessado em 30 de Agosto de 2014.

Integração contínua: uma introdução ao assunto <http://www.devmedia.com.br/integracao-continua-uma-introducao-ao-assunto/28002#ixzz3BuGO3y8T> Acessado em 30 de Agosto de 2014.
Fluxo de Integração Contínua - WMW
Treinamento Jenkins
No site do Jenkins há uma lista de empresas que oferecem treinamentos para processos do Jenkins, entre as quais o seu próprio criador ministra treinamento em uma das empresas;

Isso se dá por que há inumeras empresas que utilizam projetos com o Jenkins, algumas delas são:
O que é o Jenkins?
O Jenkins foi lançando no dia 2 de fevereiro de 2011 e ele foi originalmente criado a partir de um outro software muito parecido o Hudson;

O Hudson foi criado por um desenvolvedor da Sun como Open Source e quando a Oracle adquiriu a Sun, o Hudson foi registrado como sendo marca Oracle e o desenvolvedor criado uma bifurcação do projeto (fork) e o chamou de Jenkins

Segundo a definição de seus próprios desenvolvedores o Jenkins é uma aplicação de análise, construção (build) e testes de trabalhos (jobs) repetitivos;

O foco do Jenkins está principalmente:
Construir e testar projetos de Software de forma contínua;
Monitorar a execução de aplicações externas.

Hoje o Jenkins é um projeto Open-Source distribuído através da MIT License.
O que é integração contínua?
A integração contínua é um termo originado na metodologia ágil XP e utilizado em diversas metodologias,;

Na integração contínua o desenvolvedor integra o código alterado e/ou desenvolvido ao projeto principal na mesma frequência com que as funcionalidades são desenvolvidas

Segundo Martin Fowler o processo de integração contínua é:

"Integração Contínua é uma pratica de desenvolvimento de software onde os membros de um time integram seu trabalho frequentemente, geralmente cada pessoa integra pelo menos diariamente – podendo haver múltiplas integrações por dia. Cada integração é verificada por um build automatizado (incluindo testes) para detectar erros de integração o mais rápido possível. Muitos times acham que essa abordagem leva a uma significante redução nos problemas de integração e permite que um time desenvolva software coeso mais rapidamente".
Conclusão - Jenkins x WMW
Através do exemplo do fluxo conseguimos ver claramente o papel importante do Jenkins no nosso dia-a-dia;

Com ele a facilidade nos processos é muito maior, o que seria feito manualmente é feito de forma natural e automática pela ferramenta que além de ser fácil de se utilizar possui uma grande comunidade para a interações;

Junto com o Maven, o Jenkins é uma das ferramentas de trabalho mais utilizada no nosso trabalho, mesmo que não tenhamos conhecimento disso.
A WMW e a Integração Contínua
Hoje a nossa realidade de integração contínua funciona a partir do Jenkins;

Além do Jenkins utilizamos outras ferramentas, são elas:
GitBlit;
Apache Ant (Em alguns projetos);
Maven;
Nexus.

O nosso fluxo de Integração contínua pode ser resumido da seguinte forma:
Apresentação Prática
Então agora nós iremos demonstrar de forma prática um projeto com o Jenkins:

Caracteristicas do Jenkins
Algumas das principais caracteríscas do Jenkins são:

Fácil instalação:
Apenas um .war, ou se quiser um deploy em um servidor, sem serviços adicionais e sem banco de dados;

Fácil configuração:
O Jenkins pode ser configurado interamente por seu GUI (Graphical User Interface).

Builds distribuídas:
O Jenkins pode distribuir suas builds e teste para múltiplos computadores
Full transcript