Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

HUMANISMO

No description
by

Ricardo van Gogh

on 9 October 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of HUMANISMO

HUMANISMO
HUMANISMO 1418 - 1527
Homem Vitruviano, 1490
Alice Marques - Gabriela Vidal - Ricardo van Gogh
Características Histórica
Início em Florença, Itália
Momento de transição (Idade Média - Idade Moderna)
Feudalismo
Maior transformação na história
Início das Grandes Navegações


Começo do comércio Lucro/prosperidade
Ascensão da Burguesia
Quinhentismo no Brasil
Surgem universidades -> reflexões sobre à forma medieval de pensar
Uma época de contrastes
Religião X Ciência
Espiritualismo X Materialismo
Teocentrismo X Antropocentrismo
Johannes Gutenberg
O Homem no centro do Universo
Características Ideológicas
Inicia-se na
arte
e depois na estrutura politica e social
Abandono da subordinação absoluta da Igreja Católica
Procura na
Ciência
uma explicação para fenômenos até então atribuídos à Deus
Resgate dos valores clássicos
Arte feita pelo Homem para o Homem.
Liberdade, autonomia e dignidade
Racionalismo
Capacidade humana de atuar sobre o mundo
Mundo natural reino dos homens
Difusão do conhecimento
Nascimento de uma outra civilização e cultura
Regeneração
Galileu Galilei
Paracelso
Nicolau Copérnico
Produção Literária
Gênero Narrativo
Gênero Lírico
Gênero Dramático
Teatro de Gil Vicente
Poesia Palaciana/da Corte
Crônicas de Fernão Lopes
Prosa historiográfica
Novela de cavalaria -> Narração histórica
Sem cunho religioso
Descrições de palacios, aldeias, festas

Crônicas do Rei D. Pedro
Crônicas do Rei D. Fernando
Crônicas do Rei D. João I
Sai a música (cantigas) e entra o texto poético
Sai o trovador e entra o poeta
Medida velha
->
Redondilhas Maiores
(7 silabas poéticas) e
Menores
(5 silabas poéticas)
Línguagem mais elaborada
Evolução formal em relação ao trovadorismo

"Cancioneiro Geral",
de Garcia Resende

Pela primeira vez, o teatro
se torna popular
Regra clássica teatral:
AÇÃO - TEMPO - ESPAÇO
Teatro primitivo e rudimentar = (uso do improviso e da mímica, sem cenário e música)

Peças = armas de combate, acusação = críticas
Moralizante
Sátira social (não perdooa nenhuma das classes)
Utiliza o Humor (ironia)
ridendo castiga mores
(rindo, corrige-se os costumes)
Características do
Teatro Vicentino

MEDIEVAL

Cunho Religioso
Moralista
Catequista
Místico
Sagrado
HUMANISTA

Pagão
Crítico
Satírico
Cotidiano
Profano
O Renascimento
"Os fins justificam os meios
"
Maquiavélico
Prensa que gerou a revolução da imprensa
(regime político, econômico e social)
(trouxeram ao homem confiança de sua capacidade e vontade de conhecer e descobrir várias coisas)
ANTÍTESE
(Barroco)
Leonardo Da Vinci (1452-1519)
Adventos do Humanismo
Tipos de humanismo
humanismo renascentista
humanismo positivista comtiano
humanismo logosófico
humanismo marxista
humanismo universalista
Fim da escrita gótica/caligrafia medieval
Criação da filologia
Surgimento da imprensa
Expansão do conhecimento
Queda do latim
Tradução da bíblia
Evolução social e ideológica
Reforma na educação



Reforma protestante X Contrareforma
Explicação dos mitos greco-romanos
Erasmo de Roterdã
Loucura = Fé
= Conhecimento
Johannes Keppler
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
O LIVRO DA FILOSOFIA
, Vários autores GLOBO LIVROS - 2011
FILOSOFIA - POR UMA INTELIGÊNCIA DA COMPLEXIDADE
, Celito Meier
Editora PAX - 2010
GUIA DO ESTUDANTE - PORTUGUÊS
, Vários autores
Editora ABRIL - 2015
Literatura de transição
visão de mundo cristã
crença de vida após a morte
recompensa das virtudes
punição dos pecados
AUTOS
Peça de tradição medieval e popular
assuntos religiosos, profanos, sérios ou cômicos
Finalidade = divertir e moralizar os costumes

Trilogia das barcas, Auto da alma, A farsa de ines pereira, O velho da horta.
RESUMO TEÓRICO - PORTUGUÊS
Material didático ETAPA
ANTROPOCENTRISMO
Debruçar do homem sobre sua própria condição
Agora ele é uma força criadora, capaz de dominar o universo e transforma-lo
Através do conhecimento que o
homem e o mundo se transformam
Interesses voltados ao oposto do espírito medieval, feudal e teocêntrico
terra, inteligência, corpo, prazer, aventura
Início do humanismo em Portugal

nomeação de Fernão Lopes para PRIMEIRO CRONISTA-MOR DO REINO (1434)
Incumbido por D. Duarte de escrever a história dos reis que o antecederam.
"A partir disto, os reis tornaM-se protetores da cultura e da arte, abrigando na corte, artistas e intelectuais, incentivados pela própria monarquia."
Fim do humanismo = 1527 introdução da
medida nova
por Sá de Miranda
pré-clássica -> componentes do classicismo
ler e recitar na Corte

O Nascimento de Vênus - Sandro Botticelli (1486)

valores clássicos gregos
humanismo sofista
NATURALISMO
exaltação do corpo e de seus valores

pentagrama = estrela = universo

símbolo da consicência humana

Homem -> maior milagre do universo
volta aos antigos
Full transcript