Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Caso Clínico

Úlcera Duodenal Perfurada e IRA
by

De Veronezi

on 18 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Caso Clínico

Úlcera Duodenal Perfurada
Insuficiência Renal Aguda Caso Clínico O paciente 18 ANOS T.A.S PREVIAMENTE HÍGIDO Cronologia 1ª internação
(5 dias) 3ª internação
(11 dias) 2ª internação
(7 dias) Amigdalite na primeira quinzena de julho Coristina D® 2x/dia por 5 dias e Benzetacil® Entrada no PSA/HU-USP Desidratado

Com dor abdominal progressiva e constante

Cólica e hiporexia Úlcera Duodenal Perfurada 17/07 Duodenorrafia de emergência Internação na Clínica Cirúrgica Sem intercorrências e sem necessidade de cuidados intensivos Peritonite extensa e difusa com grande quantidade de fibrina em todos os quadrantes líquido peritoneal para realização de cultura aeróbia 17/07 Evolução na Clínica Cirúrgica Evolui bem na enfermaria Em 22/07 Recebe alta Agenda retorno ambulatorial Associação contendo ácido acetilsalicílico, dexclorfeniramina, fenilefrina e cafeína Coristina D® Gentamicina Notificação -AINE
-INIBE A PRODUÇÃO DE PROSTAGLANDINAS analgésica
antitérmica antiinflamatóriaantialérgica Mecanismo de ação Toxicidade Cultura aeróbia do líquido peritoneal:
Enterococcus faecium vancomicina resistente Entrada no PSA/HU-USP Internação na Clínica Cirúrgica Recebe alta Evolução na Clínica Cirúrgica Ações: Dor em hipogástrio 26/07 27/07 USG Abdome revela abcesso pélvico Inicia tratamento com: Evolução satisfatória na enfermaria Parâmetros renais avaliados em 30/07:
Creatinina: 0.9 mg/dl
Uréia: 33 mg/dl Em 03/08 Prescrição de linezolida e gentamicina por mais 3 dias (em Hospital Dia). Vômitos
Náuseas
Dor abdominal Entrada no PSA/HU-USP Internação na Clínica Médica
Evolução Mecanismo de Ação Antibiótico aminoglicosídeo Preferencialmente: aeróbios gram-negativos, mas sinergismo para algumas infecções por Enterococcus Toxicidade Renal 08/08 iniciados em 04/08 Verificação da função renal:
Creatinina: 5.4mg/dl
Uréia: 167 mg/dl HD: IRA por necrose tubular aguda 09/08 dieta oral hipocalêmica
soro fisiológico
ondansentrona
omeprazol
dipirona Melhora da função renal (20/08)
Creatinina: 1.2 mg/dl
Uréia: 29 mg/dl Alta hospitalar em 20/08 Seguimento ambulatorial RAM O desenvolvimento de insuficiência renal em geral ocorre após tratamento de pelo menos 5 dias (para pacientes hemodinamicamente normais) ERRO DE MEDICAÇÃO RAM ERRO DE MEDICAÇÃO 17/07 22/07 27/07 03/08 09/08 20/08 Raio-X de Abdome AAS Linezolida 600mg IV 12/12h
Gentamicina 240mg IV 24/24h ANTIBIOGRAMA Em ambos os casos, é plausível afirmar que os eventos adversos ocorreram em decorrência do uso dos medicamentos Acetilação irreversível das COX (principalmente COX-1) Liga-se à subunidade 30S ribosomal e fixa o complexo 30S–50S no códon de início (AUG) do mRNA, bloqueando a iniciação e posterior tradução e causando erros na leitura do mRNA. Bloqueia a iniciação da síntese protéica Bloqueia a posterior tradução e estimula a terminação prematura Diminui a secreção da barreira alcalina protetora do epitélio duodenal Menor capacidade de neutralização do pH ácido Incorporação de aminoácidos incorretos Acúmulo do fármaco nas células epiteliais dos túbulos proximais, graças à presença abundante do complexo de endocitose megalina+cubulina no córtex renal No HU-USP, a duração da antibioticoterapia é preconizada por até 5 dias. O paciente fez uso de gentamicina por 11 dias UpToDate UpToDate.
MILES et al, 1992.
TAKEUCHI, 2012. UpToDate Goodman&Gilman, 12ed. QUIROS et al, 2011. Bibliografia TAKEUCHI, K. Pathogenesis of NSAID-induced gastric damage: Importance of cyclooxygenase inhibition and gastric hypermotility. World J Gastroenterol, v.18, n.18, 2012.

NEELIMA, G. Gastrointestinal Complications of Dual Antiplatelet Therapy. Circulation, n.113, 2006.

MILES et al. Gastrointestinal damage associated with the use of nonsteroidal antiinflammatory drugs. The New England Journal of Medicine, v.327, n.11, 1992.

QUIROS et al. An Integrative Overview on the Mechanisms Underlying the Renal Tubular Cytotoxicity of Gentamicin. Toxicological Sciences, n.119, v.2, 2011.

UPTODATE®. Uptodate, Inc. Drug information. Disponível em: <http://www.uptodate.com/index>. Acesso em: 28 de agosto de 2012. Denise P. Veronezi
Estagiária - Farmacovigilância HU/USP e-mail:
de.veronezi@gmail.com Obrigada! SEXO MASCULINO Carga positiva em pH fisiológico Transporte de proteínas e cátions orgânicos para dentro da célula Passagem pelo Complexo de Golgi, Retículo Endoplasmático e citosol Stress oxidativo, desestabilização de membranas, proteólise mediada por catepsinas e ativação da cascata de apoptose na mitocôndria
Full transcript