Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Greves Operárias de 1917

No description
by

Nínive Girardi

on 21 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Greves Operárias de 1917

1ª República - 1889 a 1930
Considerações Finais
Com o relativo sucesso da greve, os operários voltaram ao trabalho, tornando-se novamente aptos a revalidar as relações de exploração.
Greves Operárias de 1917
Mairinq Souza
Morgana Bonho
Nínive Girardi
Samanta Dariva
Taciana Fialho

Introdução
As greves e o processo de consciência de classe
À medida em que os operários vivenciam uma contradição de ideias, as relações de trabalho do sistema capitalista passam a ser vividas como injustas. É esta injustiça que causa revolta.
É pela revolta partilhada pelo grupo, que desenvolve-se uma ação coletiva contra o que se considera injusto. A classe operária - proletariado - apercebe-se de sua força e de sua importância para o processo de produção. Confronta-se com o patrão, exigindo maiores salários ou melhores condições de trabalho.
GREVES


AÇÃO COLETIVA NÃO APENAS DE REVOLTA, MAS DE REIVINDICAÇÃO.
Aqui, a consciência se baseia nas relações imediatas do grupo, da categoria.
As greves gerais de 1917...
O movimento inciou-se em São Paulo, mas, após repercutir por toda a cidade, espalhou-se pelo País.
persistiram até 1919!
Inicialmente, ocorreram alguns manifestos e protestos, os quais foram tratados como caso de polícia. A repressão violenta pelas autoridades causou a morte de um jovem sapateiro, aumentando a indignação dos operários. Nesse ponto de revolta, eclodiram as greves gerais.
José Martínez, espanhol, 20 anos.
Entretanto,
os manifestos e as greves não surgiram do nada!
O movimento grevista de 1917 foi produto da situação
ecônomica
,
social
e
política
em que se encontrava o País no período.
Pretendia inaugurar uma nova era:
ORDEM E PROGRESSO!!!
eram os anseios do grupo que se inseria como elite.
mundo-cor-de-rosa:
o nacionalismo contamina a produção intelectual do período
regenerar a população nacional, sobretudo em virtude da abolição (1888) que levou às ruas milhares de ex-escravos marginalizados.
Contexto Político
Primeira Guerra Mundial (1914)
o Brasil exportou grande parte dos alimentos produzidos para os países da Tríplice Entente.
Durante a
,
dificuldade no abastecimento do mercado interno.
elevação dos preços devido à pequena quantidade de produtos disponíveis.
AUMENTO DO CUSTO DE VIDA!!!
Trabalho infantil para completar a renda doméstica.
Imigração europeia
Inicialmente subsidiada pelo governo para constituir mão-de-obra agrícola.
submetidos a um trabalho quase escravo nas lavouras de açúcar, dirigem-se às cidades em busca de melhores empregos nas indústrias.
PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO!!!
Em 1900, cerca de 90% dos operários eram imigrantes.
alemães, espanhóis e italianos
Teorias socias que fervilhavam entre a sociedade europeia:
socialismo
comunismo
ANARQUISMO
Imigrantes
inpiraram o processo sindical no País e as greves operárias
Reivindicações do movimento grevista:
melhores salários
jornada de trabalho de oito horas
direito a férias
fim do trabalho infantil
proibição do trabalho noturno para mulheres
aposentadoria
assistência médica
Jornal A Batalha nº 1.139
Para defender a greve, organizou-se o Comitê de Defesa Proletária, cujo líder de maior destaque foi Edgar Leuenroth.
CURIOSIDADE:

as greves gerais de 1917 contaram com a adesão dos funcionários públicos de São Paulo.
A reivindicação por melhores salários foi rapidamente atendida. Desse modo, os operários voltaram a trabalhar com a promessa de que as outras exigências seriam negociadas.
Desfecho da greve
A Legislação Trabalhista foi implantada no Brasil tardiamente: somente no ano de 1943.
na luta revolucionária, é necessário "conceber-se não apenas como um grupo particular com interesses próprios dentro da ordem capitalista, mas também se colocar diante da tarefa histórica da superação dessa ordem." IASI (1985)

Ainda assim, a magnitude dos movimentos grevistas de 1917 influenciou o processo de consciência das gerações seguintes.
Importância do papel dos
IMIGRANTES EUROPEUS
como grandes causadores da greve!
Referências:

CARVALHO, Marta Maria Chagas. A escola e a República. São Paulo: Editora e Livraria Brasiliense, 1989.
IASI, Mauro Luis. Reflexão sobre o processo de consciência.
CARVALHO, Leandro. Greves operárias na Primeira República. Acessado em agosto de 2013. Disponível em: http://www.mundoeducacao.com.br/historiadobrasil/greves-operarias-na-primeira-republica.htm
Full transcript