Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Projeto de Arquitetura IV: Habitação Social

No description
by

Roberta Marangoni

on 5 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Projeto de Arquitetura IV: Habitação Social

Projeto de Arquitetura IV: Habitação Social
Nathália Pessoti
Roberta Marangoni
Roger Cintra

Histórico do Bairro Jardim Camburi
Esse bairro surgiu de um loteamento aprovado em 1928 e, somente em 1967, foram construídas as cem primeiras casas.

Então, o bairro que surgiu do ínfimo conjunto de edificações de até 3 andares, e que atualmente a lei ampliou para até 10 andares, hoje é um bairro autossuficiente.
Diagnóstico
Obrigado (a).
O maior desafio foi demonstrar que a qualidade de uma habitação não têm que, necessáriamente, indicar o padrão econômico.

A ideia era romper o paradigma de que a casas populares devem ser marcadas por projetos de baixa qualidade.
OBJETIVO
O nosso objetivo consiste na idealização de casas compactas e audaciosas que possam dar mais liberdade aos moradores, com espaços livres dentro e fora de suas dependências, sem deixar de lado, é claro, a uma composição visual e volumétrica de qualidade.
DESAFIO
DIFERENCIAL
Um diferencial seria criar um projeto bioclimático, que além aproveitar ao máximo dos recursos naturais, como: ventilação, iluminação e água da chuva, foi pensado também em excelentes sistemas acústicos para as residências, a fim de evitar ruídos da Rodovia Norte/Sul e do Aeroporto Eurico Salles, localizados próximos ao terreno.
Este tipo de projeto tem um conceito de casas reduzidas, que foram estabelecidas em dois tamanhos de habitação:
Uma com 65 m² de área, com dois quartos, devendo atender à quatro pessoas.
E o outra com 85 m² de área, com três quartos devendo abrigar até seis pessoas.
CASAS
A inspiração para a habitação social foi uma criação dos arquitetos Giuliano Pelaio, Gustavo Tenca e Inácio Cardona.

O projeto foi vencedor do 1º prêmio no Concurso Público Nacional de Arquitetura para Novas Tipologias de Habitação de Interesse Social Sustentáveis, abordando a tipologia de Casas Térreas.
INPIRAÇÃO
FORMA
A forma foi resolvida a partir de dois blocos estruturais retangulares sobrepostos.
Um módulo para os dormitórios e banheiro
O outro módulo para a área de serviços, banheiro social, sala e uma pequena área gourmet.
O traçado deste conjunto de habitação coletiva, deve integrar a cidade ao próprio projeto. Deixando de ser apenas uma composição residual e fazendo parte da composição urbana, com a formação de quadras que vai prover fluxos, amplitude visual, iluminação e ventilação natural.
A QUADRA ABERTA
PROGRAMA
O Terreno de 12.395,29 m² vai abrigar:

20 casas de 2 quartos com até 65 m²
20 casas com 3 quartos com até 85 m²
2 casas para pessoas com deficiência (térrea e dois pavimentos, usar plataforma elevatória)

Praça integrada ao conjunto, contendo:
Quadra Esportiva completa e
Centro Comunitário com até 150 m²
CONCEPÇÃO
Sobre a relação do homem com o espaço, Coelho Netto aponta para uma questão urbano-social de que o homem caminha cada vez mais para o isolamento, e a configuração de fechamentos absorvidos pela sociedade contemporânea evidencia o processo de individualização.
INDIVIDUO URBANO
DERRUBANDO MUROS
Para responder a esta questão, e com intuito de integrar o usuário ao espaço foi inserido no projeto o conceito da quadra aberta, que tem a essência de um lugar híbrido harmonizador, ela devolve o valor da ‘rua’ no contexto do meio complementar de atividades sociais.
Além disso, os termos semipúblico e semiprivado apresentado por Hertzberger são determinados pelo nível de acesso. Para graduar esses acessos e dar maior liberdade de atuação aos usuários, primeiramente se interroga: Para quem o espaço se destina?

Feito isso, através de elementos de projeto forneceremos barreiras, sendo limites físicos ou sensoriais que vão demonstrar o grau de permeabilidade e garantir a propriedade desse espaço.
SEMIPUBLICO | SEMIPRIVADO
Sem esquecer da importância dos aspectos estéticos para qualidade do projeto, optamos por colorir as fachadas que associadas às áreas verdes se cria uma paisagem habitacional.

COR
COLETIVIDADE
Haverá também um aproveitamento de áreas livres que serão destinadas à atividades de interação social.
Full transcript