Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Iniciando o conteúdo de logaritmo

No description
by

Alexandre Silva Salgado

on 23 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Iniciando o conteúdo de logaritmo

Rio de Janeiro, RJ, 01 / 04/ 2014.

Bom dia!

Sou professor de Matemática e me chamo Alexandre Salgado.

Sejam bem vindos! Hoje, estudaremos Logaritmo.
Veremos a importância do logaritmo em nossas vidas.
Vejam os vídeos a seguir.
Chocante né?

Sabe dizer se podem ocorrer terremotos no Brasil?

A partir desta tabela, começamos a entender como é possível haver terremotos no Brasil. Veja que os terremotos
com magnitude inferior a 2,0 – que ocorrem em torno de 8000 vezes por dia! – não podem ser percebidos por nós.
A mesma coisa vale para os terremotos com magnitude entre 2,0 e 2,9, que ocorrem em torno de 1000 vezes por dia.
Charles Richter e Beno Gutenberg desenvolveram a escala Richter, que mede a magnitude de um terremoto.
Essa escala varia de 0 a 10, porém pode atingir valores ainda maiores, embora até hoje não se tenha notícia de registros
de tais abalos. A tabela seguinte mostra a escala e os efeitos causados pelos terremotos.
Descrição Magnitude Efeitos Frequência
Micro, <2,0. Micro tremor de terra, não se sente. Aproximadamente 8000 por dia.
Muito pequeno, 2,0-2,9. Geralmente não se sente, mas é detectado/registrado. Aproximadamente 1000 por dia.
Pequeno, 3,0-3,9. Frequentemente sentido, mas raramente causa danos. Aproximadamente 49000 por ano.
Ligeiro, 4,0-4,9. Tremor notório de objetos no interior de habitações, ruídos de choque entre objetos. Dificilmente causa danos significativos. Aproximadamente 6200 por ano.
Moderado, 5,0-5,9. Pode causar danos maiores em edifícios mal concebidos e que estiverem próximo da origem do tremor. Provoca danos ligeiros em edifícios bem construídos, 800 por ano
Forte 6,0-6,9. Pode ser destruidor em zonas habitadas num raio de até 180 quilômetros da origem do tremor, 120 por ano.
Grande, 7,0-7,9. Pode provocar danos maiores em regiões mais vastas, 18 por ano.
Importante 8,0-8,9. Pode causar danos sérios em regiões num raio de centenas de quilômetros, 1 por ano.
Excepcional 9,0 – 9,9 Devasta regiões num raio de milhares de quilômetros, 1 a cada 20 anos.
Como podemos calcular a magnitude de um terremoto?
Para isso, utilizamos a fórmula a seguir:

Ms = 3,30 + log (A . f)

Nesta fórmula,
Ms
representa a magnitude local,
A
representa a amplitude máxima da onda registrada por um
sismógrafo e
f
representa a frequência da onda.
Para saber mais, acesse o site do observatório sismológico da UnB, que tem o registro
detalhado e atualizado de todos os terremotos que ocorreram recentemente no Brasil: http://www.
obsis.unb.br/
Full transcript