Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Educação em Enfermagem

No description
by

Rafael Ribeiro

on 4 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Educação em Enfermagem

Educação em Enfermagem
Didática = Grego = techné didaktiké= Arte/técnica de ensinar

Esse termo surge a partir do momento em que os adultos interferem no ensino-aprendizagem das crianças em modelos pedagógicos.

Pedagogia = Paidós agogé = Condução da criança.

Elementos da ação didática :
Professor
Aluno
Disciplina (matéria, conteúdo, competência)
Contexto da aprendizagem
Estratégias metodológicas
Jan Amos Komenský (Comênio) (Morávia Eu - Cent.1592 - 1671)
..."O Brasil ficou em penúltimo lugar em um ranking global de educação que comparou 40 países levando em conta notas de testes e qualidade de professores, dentre outros fatores..."(BBC- 27 de novembro, 2012 - 09:52 (Brasília) 11:52 GMT)
processo historico:
- 20 - 50 : Adaptação da criança
- 60- 80 : Técnica - Perda da humanização...
- 90-atual: Cooperatividade aluno - docente.

Enfº Doc. Esp. Rafael L. Ribeiro
Email: leafarlr@gmail.com
Blog: planetarafael.blogspot.com

Platão:424/423 a.C - 348/347 a.C

Educação para Idealismo de república...Holística
Agora você pode refletir e responder :
1- O que é didática ? Quem foi o precursor que instituíu o termo ?
2- De quais maneiras posso promover educação na enfermagem?
3- Na época de Platão como era o ensino ?
4- Quais são os elementos da ação didática ?
5 - Como era a didática de ensino nos anos 20- 50 ?
6-Como era a didática de ensino nos anos 60-80 ?
7- Como era a didática de ensino nos anos 90 e como tem caminhado a didática na atualidade ?
9- Fale sobre a base conceitual da pedagogia.
10 - Quais ações são possíveis para melhorar o duas frentes importantes como o ensino e a saúde no brasil ?

Referencial disciplinar.

ARANHA,Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da Educação. 3ªed. São Paulo: Moderna, 2008

HAYDT, Regina Célia Cazaux. Curso de Didática Geral. 8ª ed. São Paulo:Ática, 2011

BRASIL, Ministério da Saúde. Oficinas de Educação em Saúde e Comunicação. 1ª ed. Brasília : MS, 2001

LEITE,Maria Madalena Januário; PRADO, Cláudia; PERES, Heloísa Helena Ciqueto. Educação em saúde: desafios para uma prática inovadora. ed. Difusão , 2010

GAZZINELLI, MF; REIS, DC; MARQUES, RC et al. Educação em saúde: Teoria, Método, Imaginação. UFMG, 2006
Indicação de leitura à parte:
FARIAS, Isabel M. S. de. (et al.). Didática e Docência: aprendendo a profissão. Brasília: Liber Livro, 2009.

O Ensino é palavra-ação, palavra-prospectiva, palavra- compartilhada
Com o advento da Didática, desde Comênio...
...Seguindo a ciência moderna através de princípios racionalistas. Obra principal: Didática Mogna, arte de ensinar tudo a todos.

(É recomendado ler Fracis Bacon e Lutero para compreender melhor algumas ideias de Comênio, época da reforma protestante...)
João Amos Comênio (1592-1670)
... no século XVIII surge outra figura dando continuidade as ideias de didática...
Jean Jacques Rousseau (1712-1778)
Obras: O Contrato Social e O Emílio (ou da Educação).

...uma educação livre, espontânea e natural. Sem precocidade e pretensões de modelar a criança para fins sociais futuros...
“Deve-se começar a formação muito cedo, pois não se deve passar a vida a aprender, mas a fazer”;
“Age idiotamente aquele que pretende ensinar aos alunos não quanto eles podem aprender, mas quanto ele próprio deseja”
Johann Friedrich Herbart (1776-1841)
...também contribuiu para a Didática, criando um método de ensino fundamentado em cinco passos regulados pelo mestre:

1-Preparação,
2-Apresentação,
3-Comparação-assimilação,
4-Generalização,
5-Aplicação.

...para uma metodologia didática temos...
Brasil: a Didática foi instituída como curso de licenciatura (1939) e transformada em uma disciplina dos cursos de formação de professores (1946).
Redução didática...

O que acontece na década de 50 com o ensino ?
Centrou-se na transmissão de normas e regras do “bem fazer”,
Padronizou-se as ações didáticas, com uma única lógica de ver e estar no mundo: o pensamento liberal sobre a sociedade, a educação, a escola, o aluno e a aprendizagem.
Predomínio de práticas pedagógicas tradicionais da Igreja e da Ciência Positivista.
Assimilação por repetição passiva da cultura do dominador pelos dominados.

No Brasil, nos anos 70, reina a “antididática”, a negação do tecnicismo e de tudo que era técnico e a afirmação do político.
Aproximação da Didática com a Filosofia e com a Sociologia da Educação.
Uma terceira possibilidade teórica: A Didática Crítica
Anos 80: processo de redemocratização do país e de mudanças na educação e na Didática.
Inúmeros encontros, conferências e movimentos da sociedade civil em defesa da democracia também nas institições sociais, principalmente nas escolas, como meio de transformação social.
Surge a proposta da Pedagogia Histórico-Crítica e outras Tendências Progressistas.

Ensino Público de base mal estruturado;

Poucos professores x Muitos alunos;

Problemas socio-econômicos-culturais que não tem se resolvido pelos representantes públicos;

Negativismo prático (Teoria - prática- teoria).

Lideres sem base emergindo em movimentos sociais com poder de influência.
PONTOS NEGATIVOS
PONTOS POSITIVOS
Liberdade de expressão;

Democracia e movimentos sociais podem ser organizados;

Informação livre na internet;


TRANSIÇÃO PARA UMA DIDÁTICA CRÍTICA
Sobrepõe o que é fundamental no ato educativo: ação pedagógica como prática social; a multidimensionalidade do processo de ensino e de aprendizagem; a subordinação do o que e do como fazer ao para que fazer; a competência técnica a serviço do compromisso político;

Uma didática que concebe os professores como sujeitos que aprendem uma profissão e se fazem profissionais à medida que aprendem ensinando.

Reflexão e fixação:

1- Explique sua compreensão da seguinte frase: " O Ensino é palavra-ação, palavra-prospectiva, palavra- compartilhada"
2- Para ensinar é preciso antes identificar 4 respostas para 4 perguntas que são ?
3- Explique a relação entre : Escola, sociedade e conhecimento.
4- Agora que aprendeu um pouco mais sobre Comênio, O que se destaca em suas ideias para contribuir para o aprendizado?
5- Ao aprender sobre Rousseau, explique o que é o "contrato social..." ?
6- Quais ideias educacionais Rousseau defendia ?
7- Herbart apresentou 5 passos para exercer didática, quais são eles? Exemplifique uma situação em que poderia usar os 5 passos no ensino-aprendizagem na enfermagem.
8- No Brasil a didática sofreu mudanças, faça um resumo dos pontos importantes da cronologia analisada em aula.
9- Analise a didática crítica e emita uma resenha sobre acerca do que foi estudado.
10- Como incluir a enfermagem na prática da didática crítica ?
Planejar -> (individualmente ou em grupo)
1- O que ensinar ( Tema, assunto, gênero)
2- Para quê ensinar ( Finalidade, objetivos, metas...)
3- Quem ensinar (Público alvo, especificidades, particularidades)
4- Como ensinar ( Depois que se tem os três itens acima estabelecidos, então partimos para a estratégia)...

Ao iniciar as discussões sobre os 3 primeiros itens como sentidos de ensinar, já está se praticando didática.

Didática é tida como o meio para teoria e prática, então vamos pensar e iniciar um planejamento didático agora:

Como pensar didaticamente ?
Colocar-se no lugar do outro -> Como o outro compreende ?

Depois de saber quem é o outro, conhecê-lo, saber de suas limitações, seus potenciais, a didática pode fluir melhor.



Como formar a estratégia ?
Para quem reflete também onde:

Pense em tudo o que aprendeu até hoje, tanto na escola como em sua vida, através de sua família, amigos, emprego, mídias...

Vamos criar conexões para passar informações a patir do que se sabe, do que se tem, do que se compreende como "modo"...

Antes é preciso aprender para poder ensinar...
Após definir o que ensinar (Ter um tema) e após saber para quem se vai ensinar ( público alvo) e ter um bom motivo para ensinar ( geralmente contribuição e soluções, mas há vários motivos para se ensinar algo...) , para alcançar um método eficiente, ter o "como" é preciso PESQUISAR.

- Saber sobre o tema que se quer passar

- Dominar suas bases e ir além se necessário

- Tornar viável uma prática para que o receptor possa assimilar o tema
SUA VEZ...
Link da editora Abril para poder compreender autores que fizeram parte da Educação na história : http://educarparacrescer.abril.com.br/pensadores-da-educacao/
Didática em ação: Relação Pedagógica e suas dimensões
Discuta e responda:
1- Quais dimensões são visualizadas quando pensa sobre o tema que será trabalhado ?

2- Que adaptações devem ser consideradas no que diz respeito a cultura, localização, estrutura financeira e demais aspectos para realizar uma ação didático-pedagógica na temática de trabalho ?

3 - Linha pedagógica ou método didático para trabalhar com o seu tema ? O que escolher ?

Exercícios de fixação:
1- Como é interpretado o mito da caverna de Platão?
2- Diferencie o idealismo dualista platônico da lógica aristotélica.
3 - Explique os métodos de ensino medievais na época de Tomas de Aquino e Agostino .
4 - Defina Autopoiese no aprendizado
5- Quais são as críticas a Educação medieval ?
6- Fale Sobre pedagogia tradicional e fale sobre a opinião critica de Paulo Freire acerca da mesma.
7- O que é escola Renovada e quais seus conceitos ?
8- O que é pedagogia tecnicista
9- O que é Pedagogia progressista
10 - Quais são as correntes pedagógicas contemporâneas?
Pedagogia das competências (Philippe Perrenoud)
C
H
A
onhecimento
abilidade
titude
Rubem Alves


"... a missão do professor é provocar...o conhecimento já está nos livros e na internet... o professor não deve dar respostas prontas e sim estimular a inteligência..."
Aula: Organização do público e estudos (do meio, caso e dirigidos)
Uma sala de aula V.S. Um ambiente para educar
Pense:
1- Tema que vai ensinar?
2- Quem vai aprender?
3- Por/para que essas pessoas devem aprender?
4- Como vai fazer
- o que há a disposição para usar?
- como chamar a atenção ?
Tecnologias na educação
Estudo do meio...

O Mito da Caverna

atualizado

Vai já pra dentro menino

Vai já pra dentro, menino! Vai já pra dentro estudar!
É sempre essa lengalenga, quando o que eu quero é brincar...
Aprende-se o tempo todo, dentro, fora, pelo avesso,
começando pelo fim, terminando no começo!
Se eu me fecho lá em casa, numa tarde de calor,
Como eu vou ver uma abelha a catar pólen na flor?
Como eu vou saber da terra, se eu nunca me sujar?
Como eu vou saber das gentes, sem aprender a gostar?
Quero ver com os meus olhos, quero a vida até o fundo
Quero ter barro nos pés, eu quero aprender o mundo.
(Pedro Bandeira)


Estudo do meio é conhecer, se envolver, pesquisar e observar analiticamente, formando senso critico ao passo que se liberta do senso comum...

...e estudo de caso ?

Dentro de cada meio há casos, cada qual com uma problemática, identificar os problemas e criar soluções são exercícios de estudos de casos.
O que fazer agora ?


A- Você vai escrever uma introdução a ser estudada:

1 - Discuta em grupo o "meio" que será estudado com o tema descrevendo - o
( Por exemplo: São Paulo, tempo de chuvas de fevereiro a maio, Região endêmica de Leptospira onde temos infestações de ratos que são atraídos por armazenamento incorreto de lixo nas casas e nas ruas. A época de chuvas faz com que a urina dos ratos seja conduzida e tem contaminado várias pessoas...)

2- Após descrever o meio, entenda o problema, descreva o caso com seu grupo.
( Exemplos: 1--> Srº João vem apresentando pirexia, cefaléia e algias agudas por todo o corpo, alegando indisposição.Visitamos o individuo em sua residência e notamos que as condições de higiene estão precarizadas, a água das chuvas tem penetrado na garagem e vimos ratos no local.... 2 --> Exceto a esposa, a Família de Mario vem apresentando casos de tosse, faringite, dor articular, dor abdominal, sinais de meningite, manchas pelo corpo e aumento dos linfonodos. Mario tem dois filhos pequenos, luiz (7 anos) e Fábio (9 anos), Mário refere " os dois estavam brincando na chuva, no meio da imundação e eu entrei na água para pegá-los...")

3- Após ter um meio definido e um caso montado, você terá a introdução da sua proposta educacional, ai poderá escrever sobre o que fazer para resolver os problemas.
4- Método escolhido:
Exemplo : Baseado no tema " orientação para comunidade sobre Leptospirose" escolhemos uma metodologia de ensino-aprendizagem socio-construtivista para educar os cidadãos. Pretendemos partir do princípio de sua cultura local e de termos que familiarizam os individuos com o que devem saber para evitar a disseminação de leptospira no local.

Você pode escolher aqui uma abordagem metodologica baseada em todos os autores e temas estudados até aqui.
5- Agora que tem todas as definições iniciais trace objetivos...

Exemplo : Evitar contaminação humana com leptospirose;
Combater os ratos que existem na região;
Cuidar do armazenamento e descarte correto de lixo para não acumular residuos que atraem os ratos.

...enfim, os objetivos do seu tema são como "missões" a serem cumpridas. Quando completar esses objetivos saberá que seu ato de ensino-aprendizagem está surtindo efeito.
6-Recursos/ tecnologias utilizados:
Exemplo: Para educar a população utilizamos palestras e orientações com os familiares da região. Foram distribuídos folders informativos que instruem como descartar lixo corretamente; A população também será instruída a criar isolamentos de água em suas casas.

- Deixe registrado os recursos que vai usar, isso faz com que seu trabalho educacional tome um rumo planejado, tendo um dimensionamento.
(Fica a critério criar uma tabela de valores financeiros aqui, pois alguns recursos podem ter custos)
Articulando a introdução do seu tema com um método de ensino.
AVALIAÇÃO O QUE VOCÊ SABE SOBRE ISSO ?

Quando se formar vai ter de avaliar :
- Clientes
- Subordinados
- Serviços
- Materiais
...

Mas antes de tudo precisa saber se auto-avaliar.
Você é maduro o bastante para isso ?

Responda:
1- Qual seu desempenho como aluno? Dê 2 defeitos e duas qualidades que possuí.
2- Está confiante para encarar o mercado como profissional ?
3- O que pensa sobre ser avaliado ?
4- O que pensa de avaliar o próximo ?
5- O que pensa sobre seu trabalho educacional desenvolvido agora? seu envolvimento e participação ajuda de que forma seus colegas ?

Você deverá discutir com seu grupo qual o melhor modo de avaliar se sua intenção de ensino-aprendizagem vai obter resultados.

Há 3 tipos básicos de avaliação:
Diagnóstica
Formativa
Somativa

O que são esses tipos e como vai encaixar um deles no trabalho que está realizando ?
Critérios de avaliação devem ter/ser :
Tem que ser benéfico;
Deve ser justo e uniforme;
Deve ser global;
Deve ser eficaz na produção e mudanças no comportamento;
Deve estar ao alcance dos alunos;
O processo de avaliação deve ser aberto;
As conclusões finais devem ter certa validade e longo prazo.
Deve ser praticável e não deve ser incómodo e inútil.
As dimensões do avaliar são similares as de ensinar , ou seja :
Por que? - avaliar - Quem ? avaliar - O que? avaliar - Como? avaliar .

Você é quem vai dizer ...
7- Estabeleça agora os critérios de avaliar que vai utilizar em seu processo final de ensino-aprendizagem, seguindo os princípios e as dimensões didáticas pedagógicas, justificando seu trabalho.

Ao fazer isso está prestes construir hipoteses de " RESULTADOS ESPERADOS".
Resultados Esperados
8- Agora que sabe como avaliar seu processo educacional, pode escrever o que espera com seu trabalho.

9- Não se esqueça de citar as referências utilizadas para apoio.

10 - Se tiver algum anexo a ser inserido (como por exemplo os slides, cartazes, folders, etc.) deixe no fim.

Coloque o projeto educacional para funcionar e saberá se seus resultados serão atingidos ou se as expectativas serão superadas.

● A AVALIAÇÃO PODE SER INTER-SUBJETIVA;
● A AVALIAÇÃO PODE SER FEITA EM GRUPO;
● A AVALIAÇÃO É CONTÍNUA;
● O QUE VOCÊ PRECISA REVER PARA MUDAR A SUA METODOLOGIA? FAZER COM QUE DÊ CERTO OS SEUS PLANOS?

“ Vale lembrar que qualquer processo de avaliação escolhido pelo professor deve ser feito com o objetivo voltado para o desenvolvimento humano, de modo que não procure rotular negativamente o seu aluno ou ao menos inibi-lo após uma avaliação, mas sim fomentar nesse ser a vontade de reconhecer seus erros e a partir deles construir o seu próprio conhecimento de mundo.”
Papel do docente...?????
Fixação:
1- Dentro do conteúdo estudado o que é avaliar qualitativamente ?
2- A Avaliação está de que forma ligada ao planejar docente ?
3- Avaliar depende de quais elementos além do professor ?
4-Qual deve ser o objetivo da avaliação na escola ?
5- Quais as dimensões básicas da avaliação ?
6- Dentro de " o que avaliar" cite 5 itens
7- Existem várias maneiras de avaliar, como é o método formativo ?

8- Como seria uma avaliação de desempenho ?
9- Avaliar é algo inerente ao ser humano, vimos que no cotidiano estamos avaliando tudo a nossa volta. Paulo Freire fala da "Unidade Dialética contraditória" como necessidade para educar e avaliar nos dias de hoje, o que podemos compreender disso ?
10- Avaliação inter-subjetiva, como funciona na prática ?
11- Ao conduzir um diagnóstico educativo, é preciso ter atenção com o que ?
12- É comum confundir avaliação com outros tipos de processos, cite algumas confusões feitas por docentes e discentes.
Educar em saúde = Ramo da medicina preventiva
Modelo médico baseado na cura trouxe crises que o tornaram insuficiente para resolver os problemas de saúde da população.
EDUCAR EM SAÚDE ...4 ABORDAGENS
Educativo
: compreensão da situação

Preventivo
: comportamento saudável

Radical
: consciência social da saúde

Desenvolvimento pessoal
: personalidade desenvolvida

O QUE HÁ DE COMUM NESSAS ABORDAGENS?

As quatro abordagens têm em comum, críticas ao “modelo” médico.

Evidências epidemiológicas de que os fatores responsáveis pelas melhorias de saúde são sociais, comportamentais e ambientais.

Enfoques da Educação em saúde
1- Educativo
Enfatizar o lugar do indivíduo, sua privacidade e dignidade, propondo uma ação com base no princípio da eleição informada sobre os riscos à saúde.

O educador, sujeito da ação, deve compartilhar e explorar as crenças e os valores dos usuários dos serviços a respeito de certa informação sobre saúde, bem como discutir suas implicações práticas.

A eficácia do enfoque educativo pressupõe a demonstração de que o usuário tenha uma compreensão genuína da situação.

2- Desenvolvimento Pessoal
É fundamentaldesenvolver destrezas para a vida, ser positivo consigo mesmo e saber trabalhar em grupos.

Tais destrezas incrementam a capacidade individual para controlar a vida e a recusar a crença de que a vida e a saúde estão controladas desde o “exterior” (não há destino, nem homens poderosos).

3- Preventivo
Os pressupostos básicos desse enfoque são o de que o comportamento dos indivíduos está implicado na etiologia das doenças modernas, comportamento visto como fator de risco e também o de que os gastos com assistência médica têm alta relação em termos de custo/benefício.

Os pressupostos básicos desse enfoque são o de que o comportamento dos indivíduos está implicado na etiologia das doenças modernas, comportamento visto como fator de risco e também o de que os gastos com assistência médica têm alta relação em termos de custo/benefício.

“fatores de risco” comportamentais, etiologia das doenças modernas.

A eficácia da educação está em comportamentos como: deixar de fumar, aceitar vacinação etc.

4- Radical
Perspectiva educativa orientada para a transformação das condições geradoras de doenças.

O âmbito da ação, sendo o da luta política, envolve o Estado.

A intervenção do Estado, através de medidas legislativas, normativas e outras, pode modificar as condições patogênicas (devido à noção de causalidade e determinação em saúde).

O enfoque radical assemelha-se ao preventivo quanto à relevância da persuasão como princípio orientador da ação educativa.

Processo
de
Fixação:
1- Como é o modelo médico curativo e para que é necessário promover educação em saúde ?

2- Quais são as 4 abordagens para se trabalhar quando se vai educar em saúde ?

3- O que há de comum nas abordagens ?

4- As abordagens são enfocadas de modo a serem compreendidas na relação educar e promover saúde, resuma cada abordagem nas ordens que sugiram na aula.

5- De todas as abordagens, quais são as mais eficazes comparativamente ?
Integrando educação em saúde com

1- INVESTIGAÇÃO (COLETA DE DADOS)
2- DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM
3- PLANEJAMENTO
4- IMPLEMENTAÇÃO
5- AVALIAÇÃO
RETOMANDO OS 5 PROCESSOS DE ENFERMAGEM :
1- Educar durante a investigação...

- Explicar ao usuário seu papel profissional e qual será o papel da equipe de enfermagem para contribuir na melhora do mesmo;

- Trabalhar dúvidas;

- Influenciar o usuário a respeito de suas responsabilidades para o tratamento e a recuperação.
2- Educar quanto ao disgnóstico de enfermagem...

- Diagnósticar (como vimos antes, comparando com educação) pode gerar anseios, principalmente quando o inviduo não compreende ou não aceita seu diagnóstico... vale explicar ao usuário sobre seu diagnóstico, de forma básica em linguagem que possa ser compreendida (use os conhecimentos que adquiriu em didática)

- Trabalhe as dúvidas conforme surgirem
3- Prescrição, educando a equipe...
- Uma prescrição deve ser clara e objetiva, seguindo uma cronologia que vai contribuir para a melhora do usuário...

- A Equipe técnica de enfermagem deve compreender as bases que serão usadas para a prescrição, isso vai auxiliar quanto as práticas e a importância do que está sendo feito em prol do cliente.
4- Educando e implementando ...( Equipe técnica e pacientes).

- Colocar um plano em ação requer a supervisão e atenção para detalhes.

- Pacientes bem orientados e conscientes de suas necessidades são muito mais colaborativos;

- Equipe técnica bem treinada, tanto para com os processos de cuidar, como para a documentação das ações é garantia de implementação de cuidados eficazes.
5- Avaliando resultados e educando (Pacientes e equipe)

- Um resultado negativo geralmente é fruto de problemas não resolvidos:
* Erros técnicos procedimentais;
* Não envolvimento do cliente com seu processo de cura;
* Erros de comunicação entre os profissionais ( E as vezes com os clientes);
* Recursos e materiais indisponíveis para execução de técnicas...

Enfim, a busca pelo resultado positivo requer avaliação para rever as práticas...

Quando o resultado é positivo basta manter o bom trabalho!
Fixação:

1-Quais são os 5 passos do processo de enfermagem ?
2- Como é possível educar de forma geral durante o processo ?
3- Qual a importância de se aplicar os conhecimentos educativos para com o paciente durante a Investigação ?
4- Qual a importância de educar a equipe durante a implementação e após avaliação de resultados dos cuidados ?
5- Ao implementar cuidados como devemos proceder para envolver o cliente com os mesmos ?
Educação permanente e educação continuada, papel do Enfermeiro.
Artigo 200 da C.F. 1988, inciso III, atribui ao SUS a competência da formação na área da saúde.

Se você é profissionalizado e trabalha no SUS terá a função de se manter em formção e auxiliar a formar outros profissionais.
Permanente X Continuada
Duração definida, uso de metodologias tradicionais geralmente, centrada em grupos profissionais.
Reestruturação de serviços, com aprendizagem significativa e enfoque problematizador, tendo o profissional como centro do processo, onde o fim da intervenção só vem com aquisição das competências ( pode ser um ciclo constante...)
PERMANENTE
CONTINUADA
E.P.=
MULTIPROFISSIONAL;
INSTITUCIONAL;
MUDANÇAS;
TRANSFORMAÇÃO DE HÁBITOS E COMPORTAMENTOS.
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS.
E.C.=
UNIPROFISSIONAL;
AUTÔNOMA;
TEMÁTICA ESPECÍFICA;
ESPORÁDICA;
ATUALIZAÇÃO;
TRANSMITIDA.
APROPRIAÇÃO (TITULOS, CERTIFICADOS).
PORTARIA M.S. Nº1996, 20 DE AGOSTO DE 2007
Política Nacional de Educação Permanente
PONTOS DE VISTA
E.P. ENFERMAGEM
EXEMPLOS: COM A CLIENTELA E EM PROL DOS SERVIÇOS

Trabalhar aprimoramento de diagnósticos e promoções de auto cuidado;
Compreensão das necessidades e relacionamento terapêutico;
Atenção integral e acolhimento (humanização);
A dor durante o curativo;

E.C. ENFERMAGEM
EXEMPLOS: EM PROL DA CLIENTELA E DOS SERVIÇOS.

Atualização de técnicas de curativo;
Atualização de punção e aplicação de injeções;
Curso de interpretação de ECG;
Curso de calculos de medicação;


E.P.
ESTRATÉGIAS E PLANOS DE AÇÃO DEPENDENDO DAS NECESSIDADES DE MUDANÇA OU ADAPTAÇÃO DE SERVIÇOS (COMPORTAMENTOS E HÁBITOS).
E.C.
PLANO DE ENSINO SEGMENTADO, CONTENDO AVALIAÇÃO TRADICIONAL, SOMATÓRIA, DE RESULTADOS (CLASSIFICAR E CAPACITAR O PROFISSIONAL EM TEMPO DETERMINADO).
Enfermeiro na E.P.

Todos que estão a frente de equipes devem promover E.P. e oportunizar melhorias profissionais, é responsabilidade de um líder não só se atualizar, mas também dar exemplos a sua equipe acerca do que se tem como plano e visão de serviço na prática, buscando qualidade.

Discutir ideias para evoluir equipe de enfermagem e clientela em um processo contínuo e evolutivo.
Enfermeiro na E.C.

O ato de se atualizar profissionalmente é praticar Educação continuada;

Para promover E.C. basta que como Enfermeiro você busque contratar professores, ou palestrantes que vão, em um prazo determinado treinar sua equipe para um fim profissional específico;

Também é responsabilidade do Enfermeiro a frente da equipe ter qualidade técnica e científica.
A chave para educar...
Atuando como Enfermeiro em E.P.

Uma proposta de mudanças requer o próprio "testemunho da mudança", ou seja, ser o que quer demonstrar... Postura de Educador.

Atuar em E.P. deve ser prática habitual, influenciadora, formadora de opinião, construtora de saberes e resiliências.

É Focado em "como fazer" , mas também objetivando a excelência nos resultados, considerando as subjetividades e capacidades intuitivas a serem desenvolvidas.
FIXAÇÃO

1- Diferencie Educação Continuada de Permanente.
2- Em saúde como devem ser E.C. e E.P. ?
3- Qual o papel da Enfermagem em E.C. e E.P. ?
Atuando como Enfermeiro em E.C.

Planejamento de aula, postura de professor - transmissor, ou palestrante;

Avaliador de conteúdo objetivo, definido,focado no resultado prático da técnica, na produção.
Cronograma básico de aulas:
I Momento
Introdução - A proposta dessa disciplina é fazer com que o aluno componha em um primeiro momento um trabalho prático, experimentando individualmente e em grupo o processo de compreender, planejar e executar uma ação educativa na seguinte sequência:

Aula 1- Didática - Histórico e conceitos ; pensamento didático.
Aula 2- A Didática e os sentidos de ensinar
Aula3- Relação Pedagógica e suas dimensões
Aula4- Estrutura e organização de um ambiente educacional
Aula5- Planejando uma aula temática (Distribuição de temas)
Aula6- Estudando o público alvo e a linguagem (Meio x caso)
Aula7- Métodos de ensino e avaliação
Aula8- Recursos, considerações finais e resultados esperados
Aula9- Apresentação
II Momento

Aula 10- Revendo conceitos de avaliação
Aula 11- Planejando processos de ensino-aprendizagem após diagnósticos de avaliação
Aula 12- Educação para a saúde
Aula 13- Integrando Educação em saúde com o processo de enfermagem
Aula 14- Educação Permanente e Educação Continuada, papel do enfermeiro
Aula 15- Revisão de exercícios
Aula 16- Finalizando conteúdo disciplinar (Resolvendo dúvidas)
Aula 17- Avaliação
Aula 18- Vista de resultados
Aula 19- Recuperação
Aula 20- Resultados dos recuperandos.
Full transcript