Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

DÉFICE COGNITIVO- DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

No description
by

Eloísa Costa

on 18 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of DÉFICE COGNITIVO- DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

Dificuldades de Aprendizagem
Docente: Sónia Ruão

DÉFICE COGNITIVO
Défice Cognitivo- O que é?
Caraterísticas de um indivíduo com Défice Cognitivo
Quais os sintomas desta patologia?
É um termo usado quando um indivíduo apresenta um desenvolvimento cognitivo a baixo da média, apresentando limitações no seu funcionamento adaptativo.
TRATAMENTO?!
Emmel (2002) apresenta algumas características em relação às habilidades sociais e aos traços de comportamento de um indivíduo com défice cognitivo, sendo elas:

Habilidades Sociais
Traços do Comportamento
Atraso significativo na linguagem;
Atraso na psicomotricidade;
Perda da noção de perigo;
Comprometimento intelectual;
Comprometimento no desenvolvimento global.
DÉFICE COGNITIVO
Cuidados com a saúde
e segurança e
auto-suficiência
Comunicação
Habilidades académicas
Autocuidado
Vida doméstica
Niveis do Défice Cognitivo
Défice cognitivo leve: QI 50-55 até aproximadamente 70 (cerca de 85%)

Défice cognitivo moderado: QI 35-40 a 50-55 (cerca de 10%)

Défice cognitivo grave: QI 20-25 a 35-40 (3 a 4%)

Défice cognitivo profundo: QI abaixo de 20 ou 25 (1-2%)
O tratamento deve incluir o acompanhamento simultâneo do médico, do fisioterapeuta, da terapia ocupacional, do fonoaudiólogo, do psicólogo, do pedagogo, entre outros. Assim, é possível amenizar as consequências do problema, mais não curar. Além disso, é importante que a criança participe nos programas de estimulação e entre numa escola inclusiva onde o currículo seja adaptado às suas dificuldades.
Olhar da Sociedade
Durante muito tempo as pessoas com qualquer tipo de deficiência foram totalmente excluídas do convívio social. Com o avanço dos estudos na área da medicina e da educação surgiram as instituições que muito contribuíram para a socialização dessas pessoas. Porém, elas ainda continuam a ser discriminadas.

O individuo com défice cognitivo é visto como um indivíduo anormal e tem as suas atitudes e comportamentos (incluindo a sexualidade) observados como anormais também. Assim muitos pais e professores têm dificuldades para lidar com a sexualidade desses sujeitos.

Nos jovens, a escola tem um papel crucial a desempenhar neste processo. O despreparo das outras crianças para lidar com a criança com defice cognitivo, nasce o preconceito propriamente dito. Esse preconceito pode ser crucial na vida desta criança, uma vez que desde cedo sentem a incompreensão , a vergonha e o preconceito pois na maioria das vezes são intituladas de “burros” pelas outras crianças.
Procurar saber quais são as potencialidades e interesses do aluno e concentrar todos os seus esforços no seu desenvolvimento, proporcionando oportunidades de sucesso.

Participar ativamente na elaboração do plano individual de ensino do aluno e plano educativo da instituição.

Demonstre o que pretende dizer.

Divida as tarefas novas em passos pequenos.

Proporcione ajuda, na justa medida da necessidade do aluno.
Caraterísticas de um indivíduo com Défice Cognitivo
Em relação aos problemas educacionais dos indivíduos com défice cognitivo, Emmel (2002) identifica alguns comportamentos em sala de aula como:

Problemas no processamento da informação
Problemas de atenção
Problemas de memória
Problemas de linguagem
Problemas de transferência e generalização da aprendizagem
Papel do Professor/ Educador
Papel do Professor/ Educador
Acompanhe a realização de cada passo de uma tarefa com comentários imediatos e úteis para o prosseguimento da atividade.

Desenvolva no aluno competências de vida diária, competências sociais e de exploração e consciência do mundo envolvente.

Incentive o aluno a participar em atividades de grupo e nas organizações da escola.

Trabalhe com os pais para elaborar e levar a cabo um plano educativo que respeite as necessidades do aluno.

Partilhe regularmente informações sobre a situação do aluno na escola e em casa.
Olhar da Sociedade
Na vida adulta é sempre visto como um “coitadinho”; como eternas crianças que toda a gente sente pena, dificultando assim as oportunidades de emprego. A pessoa com deficit cognitivo diante de tantos preconceitos pode se sentir incompetente, anormal e incapaz, limitando assim toda sua atuação escolar e laboral.

O que a sociedade desconhece é que na maioria dos casos, (quando o problema é descoberto precocemente) apesar das suas limitações, podem aprender muitas coisas; adquirir uma profissão; inserir-se no mercado de trabalho e em outras actividades sociais como o desporto e o lazer, por exemplo.
Mas, o que será que sentem estas crianças?

Têm consciência do problema que possuem?

O que sentem em relação à sua incapacidade cognitiva?
O OUTRO LADO DO MUNDO

"NÃO SEI PORQUE PENSO ASSIM"

"TU ÉS ESTRANHO"
VAMOS IMAGINAR
Todos conseguem,certo?
http://jogosdidaticos.no.sapo.pt/jogodamemoria.htm
Elaborado por:
Eloisa
Elisabete
Jéssica
Liliana
Denise
Full transcript