Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aves

Sistemas de Produção Animal
by

Manuela Dias Pimenta

on 28 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aves

Sistemas de Produção Animal
Raças
Instalações industriais
Dúvidas?...
mmcdias@sapo.pt
Image by goodtextures: http://fav.me/d2he3r8
Aves
mmcdias@sapo.pt
2013
Manuela Dias Pimenta
«Se não der nada de si mesmo aos outros, muito pouco de si acabará por valer alguma coisa.»
George Allen
Caracterização das principais fileiras avícolas
Mercado
e Efectivos

Produção avícola no Mundo
A carne de Aves no Mundo
Mercados Mundiais de Carne
Evolução da Produção Mundial da Carne de Frango
Efectivos
Fileira do frango de carne
A fileira do Perú
Fileira do pato de Pequim
As Fileiras extensivas e tradicionais
A fileira do pato Barbary
A fileira do ovo
consumo em Portugal: 9kg/habitante/ano (2005)
Selecção
Avicultura
industrial
Broiler
Organização da avicultura industrial
Modelo piramidal da
avicultura industrial
O sucesso da indústria avícola mundial
Características do sector avícola versus os restantes sectores da carne
Eficiência da produção Avícola
Autóctones
Preta Lusitânica
Pedrês Portuguesa
Branca
Amarela
origem no noroeste de Portugal continental, embora se encontre disseminada por todo o país;
em 2012 registavam-se 2211 fêmeas e 964 machos em 332 explorações;
raça de aptidão mista (carne e ovos);
porte elegante, altivo e vigoroso;
plumagem completamente negra, podendo apresentar reflexos metálicos azul esverdeados;
o galo pesa 2.5-2.9 kg e a galinha 1.7-2.3 kg;
sistema de exploração tipicamente extensivo em explorações minifundiárias.
origem no noroeste de Portugal continental, embora se encontre disseminada por todo o país;
em 2012 registavam-se 2377 fêmeas e 1336 machos em 383 explorações;
raça de aptidão mista (carne e ovos);
porte elegante, altivo e vigoroso;
plumagem com aspecto mosqueado, matizado de cinzento escuro em fundo branco;
o galo pesa 2.6 - 3 kg e a galinha 2.2 - 2.7 kg;
sistema de exploração em regime extensivo, em pequenas explorações familiares.
origem no noroeste de Portugal continental, embora se encontre disseminada por todo o país;
em 2012 registavam-se 135 fêmeas e 82 machos em 32 explorações;
raça de aptidão mista (carne e ovos);
porte elegante, altivo e vigoroso;
plumagem completamente branca, viva e brilhante;
o galo pesa 2.3 -3.2 kg e a galinha 1.5 - 2.3 kg;
sistema de exploração tipicamente extensivo, coabitando normalmente com outras raças autóctones.
origem no noroeste de Portugal continental, embora se encontre disseminada por todo o país;
em 2012 registavam-se 2201 fêmeas e 870 machos em 343 explorações;
raça de aptidão mista (carne e ovos);
porte elegante, altivo, imponente e vigoroso;
plumagem castanha alaranjada, mais brilhante no macho que na fêmea;
o galo pesa 2.3 - 3.1 kg e a galinha 1.7 - 2.5 kg;
sistema de exploração tipicamente extensivo tradicional.
Pavilhões
Higiene dos pavilhões
Higiene dos silos, depósitos e linhas de água
Camas
Iluminação
Aquecimento
e
Temperatura
Full transcript