Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

D. Tareja

No description
by

Zinaid Santana

on 13 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of D. Tareja

A Mensagem
I - Brasão
Bellum sine bello
"D.Tareja"
As nações todas são mistérios.
Cada uma é todo o mundo a sós.
Ó mãe de reis e avó de impérios.
Vela por nós!

Teu seio augusto amamentou
com bruta e natural certeza
O que, imprevisto, Deus fadou.
Por ele reza!

Dê tua prece outro destino
A quem fadou o instinto teu!
O homem que foi o teu menino
Envelheceu.

Mas todo vivo é eterno infante
Onde estás e não há o dia.
No antigo seio, vigilante,
De novo o cria!
Heróis do Brasão
Ulisses
Viriato
Conde D. Henrique
D.Tareja
D. Afonso Henriques
D. João, O Primeiro
D. Filipa de Lencastre
Mentor dos Descobrimentos
Teresa de Leão
Filha ilegítima do rei Afonso VI de Leão e Castela;
Descendente de nobres portucalenses;
Mãe de D.Afonso Henriques
Estrutura interna
As nações todas são mistérios.
Cada uma é todo o mundo a sós.
Ó mãe de reis e avó de impérios.
Vela por nós!
Dê tua prece outro destino
A quem fadou o instinto teu!
O homem que foi o teu menino
Envelheceu.
Estrutura externa
Poema composto por 16 versos;
4 Quartetos: sendo que cada estrofe tem três versos de 8 sílabas e um de 4;
Rima cruzada;
Recursos estilísticos:
Simbologia
Brasão: Nascimento da nação;
7 foram os Castelos que D. Afonso III conquistou aos mouros;
7 são os poemas de Os Castelos;
Simbolicamente D.Tareja representa o começo e origem de Portugal.
O sete corresponde aos 7 dias da criação, assim como as 7 figuras evocadas que são também as fundadoras da nacionalidade:

Ulisses fundou Lisboa,
Viriato uma nação,
Conde D. Henrique um Condado,
D. Dinis uma cultura,
D. João uma dinastia,
D. Tareja e D. Filipa fundaram duas dinastias.
"D.Tareja"
"O dos Castelos"
24-9-1928
Definição do tempo e do espaço
origem da formação da nação portuguesa
Representação emblemática «o Brasão»
Espaço + Tempo = Símbolos
Poemas desenham o escudo de Portugal, com os seus vários elementos.
Representa em símbolo nobreza do povo português
Os sete castelos da alma colectiva
Os sete degraus para a perfeição, as sete lâmpadas através das quais a vontade divina clarifica a sua vontade e a faz prevalecer
D. Duarte
D. Fernando
D. Pedro
D. João
D. Sebastião
Hérois sagrados em honra
e em desgraça
Mentor dos Descobrimentos
Infante D.Henrique
D.João II
Afonso de Albuquerque
Nuno Álvares Pereira
1080-1122
Teu seio augusto amamentou
com bruta e natural certeza
O que, imprevisto, Deus fadou.
Por ele reza!
Mas todo vivo é eterno infante
Onde estás e não há o dia.
No antigo seio, vigilante,
De novo o cria!
Metáfora: 3ºverso da 1ºestrofe "avó de impérios"

Apóstrofe: 3ºverso da 1º estrofe "Ó mãe de reis"...

Epíteto: 1ºverso da 2ºestrofe "Teu seio augusto amamentou"


Full transcript