Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A ECONOMIA NO CONTEXTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS

No description
by

Luis Rodrigues

on 15 October 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A ECONOMIA NO CONTEXTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS

A ECONOMIA NO CONTEXTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS
O ser humano, como vive em sociedade, tem necessidade de se relacionar com outros indivíduos, com a Natureza e com algumas instituições.
Fenómenos Sociais

Resultam da vida em sociedade

Exemplos: Desemprego, consumo, produção

Impacto muito grande na vida das pessoas
Ciências Sociais

Dedicam-se ao estudo dos fenómenos sociais, procurando compreendê-los e encontrar respostas para os seus problemas.

Exemplos: Economia, Geografia, História, Sociologia, Psicologia, Direito.......
As Ciências Sociais estudam os fenómenos sociais, procurando compreender como vivem os indivíduos em sociedade. Elas analisam a
realidade social
.

Realidade social


Conjunto de fenómenos sociais que podem ser observados numa sociedade em cada momento.

A realidade social é
una
,
complexa
e
pluridimensional
.

A realidade em que a sociedade moderna se encontra é extremamente
complexa
, fazendo com que seja essencial uma análise aprofundada de vários ângulos diferentes.

A realidade social é
una
, não se decompõe em partes, sendo por isso fundamental proceder à análise de todas as perspetivas
O objeto de estudo das Ciências Sociais


comportamento do ser humano em sociedade, representado através dos fenómenos sociais.


Estas ciências fornecem contributos distintos, mas que se complementam,

cada uma aborda a realidade social de forma diferente
, debruçando-se apenas sobre alguns dos seus aspetos.
Os
fenómenos sociais
resultam da vida em sociedade e que, dada a sua
complexidade
, têm de ser analisados no seu contexto global.

Nenhum fenómeno pode ser observado de forma isolada, pois faz
parte de um todo
que é preciso estudar a vários níveis.


Fenómeno social total
- Forma como são entendidos os fenómenos sociais, devido à sua complexidade e pluridimensionalidade, e que faz com que seja necessário analisá-los em todas as suas vertentes.

Fenómenos económicos

Fenómenos sociais abordados sob uma perspetiva económica, interessam particularmente à Ciência Económica, mas constituem apenas uma das vertentes do "fenómeno social total".

Apesar de serem observados por outras disciplinas, os fenómenos económicos dizem respeito sobretudo à Economia.
Os principais fenómenos económicos são:

a Produção,
a Distribuição,
a Repartição dos Rendimentos,
o Consumo e
a Poupança.
A Ciência Económica procura encontrar respostas para problemas como:

a criação e distribuição da riqueza,
a satisfação das necessidades coletivas,
o desenvolvimento integrado dos países ou as suas relações de troca
A Economia tenta solucionar questões como:
a
principal
questão que se coloca a esta ciência está relacionada com a
escassez
dos bens que a Natureza disponibiliza para
satisfazer necessidades
que crescem a todo o momento.
O problema económico
A escassez é o grande problema económico
para satisfazer as ilimitadas necessidades humanas
A escassez implica que
Não se poderão satisfazer todas as necessidades que sentimos

Somos, assim, forçados a fazer
escolhas
O processo escolha
É preciso hierarquizá-las, estabelecendo prioridades,

e fazer escolhas,

decidir quais serão as necessidades que se vão satisfazer primeiro e quais deverão ser abandonadas.
As opções tomadas devem permitir:

utilizar os recursos da forma mais eficiente e

satisfazer o maior número possível de necessidades.
Problema económico

Problema que resulta da escassez dos recursos necessários para satisfazer as ilimitadas necessidades humanas.

Este problema exige que, depois de estarem hierarquizadas as necessidades, se façam escolhas, pois nem todas poderão ser satisfeitas.
A escassez de bens e a consequente necessidade de se efetuar escolhas fazem com que a utilização de um bem implique um determinado custo.

Quando se hierarquizam as necessidades, optando-se pela satisfação de uma em particular, as
necessidades que ficam por satisfazer
consideram-se um
custo
Custo de oportunidade


Representa o sacrifício da melhor alternativa deixada por satisfazer, resultante de uma escolha em que se dá prioridade a outra necessidade.

De cada vez que se decide empregar um bem na satisfação de uma necessidade, está-se a renunciar à oportunidade de o utilizar na satisfação de outra.
O processo de
escolha
tem por base o princípio da
racionalidade económica
,

no qual se presume que cada indivíduo escolhe em cada momento aquela que considera ser a melhor opção disponível, ou seja,

aquela que permite a
máxima satisfação com o mínimo esforço
.
Dado o número insuficiente de bens disponíveis para fazer face à multiplicidade de necessidades que existe, é preciso fazer opções.
No momento da escolha, deve-se ponderar sobre a importância relativa de cada necessidade.
É preciso definir prioridades e hierarquizar as necessidades,

de modo a estabelecer a ordem pela qual serão satisfeitas,

bem como determinar quais deverão ser abandonadas.
A opção ideal, por um lado,

deve proporcionar um aumento do nível de vida dos indivíduos através da implementação de uma eficiente utilização dos recursos disponíveis –
racionalidade económica
.
Por outro lado,

também deve procurar satisfazer o maior número de necessidades individuais e coletivas,

garantindo, assim a libertação de recursos que permitam continuar a produzir mais bens capazes de satisfazer as necessidades das gerações futuras
Mas o
processo de escolha
tem de ser feito tendo em consideração

o modo como a
atividade económica
disponibiliza os bens e serviços capazes de satisfazer as necessidades do ser humano
Atividade económica

Conjunto de operações que visam a produção de bens e serviços capazes de satisfazer as nossas necessidades.
A atividade económica engloba:
a Produção
a Distribuição
a Repartição e

a Utilização de Rendimentos (na qual se incluem o Consumo e a Poupança).
Estas operações são levadas a cabo pela sociedade que, dependendo da forma como se organiza,

terá de encontrar resposta para três questões fundamentais que a Economia procura solucionar:
O que produzir?
Trata-se de saber quais os bens que devem ser produzidos, em que quantidades e em que momento.
A escolha dos bens a produzir deve ter em consideração o seu
custo de oportunidade
, isto é, deve-se refletir sobre o que se sacrifica quando se decide utilizar determinado bem na satisfação de uma dada necessidade.
Como produzir?
Para responder a esta questão, é necessário decidir quais serão os meios humanos, técnicos e logísticos a utilizar
produzir bens e serviços capazes de satisfazer as necessidades do ser humano.
Para quem produzir?
Consiste em saber a quem se destina aquilo que é produzido num país,
compreender a forma como é repartido o rendimento de uma sociedade pelas famílias que a compõem.
Necessidades
Necessidade

Sensação de mal-estar que ocorre na ausência de um bem ou serviço de que sentimos falta.

estado de carência que ocorre sempre que somos privados de um bem ou serviço de que precisamos.
No nosso dia-a-dia lidamos constantemente com sentimentos de carência.


Mas as necessidades das pessoas não são todas iguais e variam em função do momento em que são sentidas.

O mal-estar gerado pela ausência desses bens ou serviços pode ser suprimido através de atos de consumo.
Características das necessidades

As necessidades apresentam o seguinte conjunto de características:
Tipos de necessidades

As necessidades podem ser classificadas de acordo com diferentes critérios.

Os principais critérios de classificação utilizados são:

quanto à sua importância, ao seu custo e à sua abrangência.
Bem


Meio suscetível de satisfazer necessidades de modo a eliminar sensações de carência.
Tipos de bens

Nem todos os bens aparecem na Natureza nas quantidades suficientes - a maior parte existe em quantidades muito reduzidas.

Por isso, os bens subdividem-se, em
função do seu custo
, em
bens livres e bens económicos
.
Os bens livres

são aqueles que existem em abundância, não exigindo qualquer dispêndio de dinheiro ou trabalho na sua obtenção,
como, por exemplo, o ar que respiramos ou um banho de sol na praia.
Os bens económicos

são os que existem em quantidades inferiores às necessárias para satisfazer todas as necessidades.

Um bem económico pressupõe:
a existência de uma necessidade,
a capacidade de a satisfazer e
necessidade de um esforço, o dispêndio de moeda ou trabalho.
Tipos de bens económicos

Os bens económicos podem ser classificados quanto à sua natureza, função, duração ou às relações que estabelecem entre si.
Full transcript