Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Jorge Amado

No description
by

Erick Arruda

on 11 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Jorge Amado

Jorge Amado
Biografia
Casou-se em 1933 com Matilde Gracia Rosa, com quem teve uma filha. Nesse mesmo ano publicou
Cacau
;
Em 1935 formou-se pela faculdade de Direito em Bacharel em Ciências Jurídicas;
Publicou
Capitães de Areia
em 1937;
Retorna ao Rio no ano de 1939. Exerce intensa atividade política, em decorrência das torturas de presos e a desarticulação do Partido Comunista.
Exilado de 1941- 1942 viaja pela América do Sul;
Publicou
Terras do Sem-fim
em 1943;
Divorciou-se em 1944;
Em 1945 participa, ao lado do poeta chileno Pablo Neruda (que em 1971 ganharia o Nobel de Literatura), do comício de Luís Carlos Prestes no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Lança "Bahia de Todos os Santos". É eleito, com 15.315 votos, membro da Assembléia Nacional Constituinte, na legenda do Partido Comunista Brasileiro (PCB), aprovando a Lei de Liberdade Religiosa. Nesse mesmo ano casou-se com Zélia Gattai;
Com o registro de legenda do PCB cassado em 1948, refugia-se em Paris, onde permanece até 1950.
1958 publicou
Gabriela Cravo e Canela
;
1959 publiou
A Morte e a Morte de Quincas Berro d'Água
;
Em 6 de Abril de 1961assume a cadeira de número 23, na Academia Brasileira de Letras;
Publicou
Dona Flor e Seus Dois Maridos
em 1966,
Tenda dos Milagres
em 1969 e
Tieta do Agreste
em 1977 ( dentre sua obra foram as que mais se destacaram nesta fase) ;
Jorge Amado morreu em Salvador, no dia 6 de agosto de 2001. Foi cremado conforme seu desejo, e suas cinzas foram enterradas no jardim de sua residência;
País do Carnaval
Gabriela, Cravo e Canela
Gabriela Cravo e Canela pubicado em 1958 marca a mudança de fase do autor indo de encontro a uma crônica de costume, marcada por tipos populares, poderosos coronéis e mulheres sensuais. O livro conta a história do comerciante Nacib e a sertaneja Gabriela e toma como pano de fundo o apogeu da era do Cacau em Ilheus .
O País do Carnaval foi o primeiro livro escrito por Jorge Amado (1931), onde faz um retrato crítico e investigativo da imagem festiva e contraditória do Brasil, a partir do olhar do personagem Paulo Rigger, um brasileiro que não se identifica com o país.
Terras do Sem- fim
Publicado em 1943, Terras do Sem-fim foi por muitos considerada uma obra-prima. Foi o primeiro livro de Jorge Amado que pôde ser vendido livremente, após seis anos de censura, e foi lançado poucos meses depois de o autor ter sido preso (por três meses) por seu envolvimento com o PCB e pela oposição que fazia ao Estado Novo . A obra obteve grande sucesso, virou peça de teatro, filme, novela de rádio e de televisão, quadrinhos. Também foi editada em Portugal e publicada em outras 23 línguas.
A Morte e a Morte de Quincas Berro d'Água
A Morte e a Morte de Quincas Berro d'Água é uma novela , publicado em 1959. De uma forma poética que ele retrata a classe social que mais inquieta sua prática literária e política, valendo-se para isso da trajetória do tranquilo funcionário público Joaquim Soares da Cunha, marido e pai respeitado e amado.
Conheceu Vinicius de Moraes, Otávio de Faria e outros nomes importantes da literatura.
"Lenita" é editada em livro por A. Coelho Branco Filho, do Rio de Janeiro.
Seu segundo momento literário apresenta uma imagem um pouco mais desengajada politicamente e mais voltada para os tipos sociais (principalmente a elementos da Bahia), vale ressaltar que ele não deixou de lado as críticas sociais apenas tece seus comentários usando as morenas como observadoras.
Jorge Leal Amado de Faria;
Filho de João Amado de Faria e de D. Eulália Leal, Jorge Amado de Faria nasceu no dia 10 de agosto de 1912 em Itabuna;
Em 1929, começa a trabalhar em “O Jornal” onde publica, sob o pseudônimo de Y. Karl, a novela "Lenita", escrita em parceria com Dias da Costa e Edison Carneiro, que assinavam como Glauter Duval e Juan Pablo.
Em 1930 passa entre os primeiros colocados no vestibular e se muda para o Rio de Janeiro
Primeiro romance publicado em 1931-
O país do carnaval
;
Período do Estado Novo
Em 1942 termina o Estado Novo
Compõe, com Dorival Caymmi e Carlos Lacerda, a serenata "Beijos pela noite".
O escritor cria amizade com Jean-Paul Sartre, Picasso e outros expoentes da literatura e da arte mundial.
Fases Literárias
Em sua primeira fase, Jorge Amado exprime uma literatura com maior engajamento político, voltado para as questões sociais à temática de obra envolve o cacau, vida cotidiana, citadina, o mar, o coronelismo, luta de classes, lutas pela terra e depoimentos líricos.
O Romance
Capitães de Areia faz referência aos meninos de rua de Salvador, menores cuja vida desregrada e marginal é explicada, de uma forma geral, por tragédias familiares relacionadas à condição de miséria. O grupo de meninos que forma os Capitães se esconde em um armazém abandonado em uma das praias da capital baiana.
Personagens
Universo Representado
Análise da Obra
Comparada à literatura universal, Capitães da Areia intertextualiza com outras obras como Robin Hood e Peter Pan. Pertencentes ao gênero fantástico as obras comunicam-se por apresentarem ideias envolvendo heroísmo e coragem.
Todavia o realismo empregado pelo autor à realidade dos meninos (o preconceito das elites para com eles, as greves de trabalhadores, a ação repressora da força policial) denota o senso crítico talhado na obra, pois o narrador tende a "conscientizar" o leitor sobre esses eventos.
Full transcript