Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As Cinco Leis da Biblioteconomia

Apresentação das Cinco Leis da Biblioteconomia.
by

Tamini Nicoletti

on 11 July 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As Cinco Leis da Biblioteconomia

Shiyali Ramamrita Ranganathan
(1892-1972)

Nasceu em Shiyali, estado de Madras (hoje Tamil Nadu), na Índia

Bibliotecário e pensador

Considerado o “Pai da Biblioteconomia indiana”

Primeiro bibliotecário da University of Madras em 4/01/1924

Autor do livro "As Cinco Leis da Biblioteconomia" (1931)




Quem foi Ranganathan?
1 Os livros são para usar
Acervo:
o usuário deve ter acesso livre às estantes;

Localização da biblioteca:
deve ser em local de grande circulação de pessoas (centralizado), se possível, com filiais e postos de atendimento;

Horário da biblioteca:
deve ser adequado à realidade/necessidade dos usuários reais e potenciais (realizar estudos de usuários para identificar as necessidades);

Mobiliário da biblioteca:
mobiliário acessível (altura das estantes, largura dos corredores, etc.), confortável e atrativo;
Capa do livro "As Cinco Leis da Biblioteconomia (2009)
As Cinco Leis da Biblioteconomia

1 Os livros são para usar

2 A cada leitor o seu livro

3 A cada livro o seu leitor

4 Poupe o tempo do leitor

5 A biblioteca é um organismo em crescimento
S. R. Ranganathan
As Cinco Leis da Biblioteconomia


2
A cada leitor o seu livro
4 Poupe o tempo do leitor
5 A biblioteca é um organismo em crescimento
3
A cada livro o seu leitor
Referência:
RANGANATHAN, S. R.
As Cinco Leis da Biblioteconomia.
Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2009.

Ingressou na School of Librarianship do University College, em Londres, e, em apenas
2 meses,
leu todo o pequeno acervo da biblioteca para adquirir conhecimentos em Biblioteconomia, pois era professor de Matemática;

Visitou cerca de 100 bibliotecas de diferentes tipos em
6 meses
, verificando as práticas biblioteconômicas;

Deduziu princípios fundamentais (normativos) a partir das práticas observadas em suas visitas =
Cinco Leis da Biblioteconomia
;

Como bibliotecário, estabeleceu o
acesso livre dos usuários às estantes
da biblioteca da University of Madras; investiu na publicidade em grande escala; passou
de 10 para mais de 200
usuários por dia; e reclassificou e recatalogou os 32.000 volumes da biblioteca.
Filipe Xerxeneski da Silveira
Tamini Nicoletti

Pessoal da biblioteca:

- deve ter formação adequada (bibliotecário, técnico em Biblioteconomia e auxiliar de biblioteca),

- deve conhecer bem o acervo e ser capacitado para o uso do(s) sistema(s) utilizado(s),

- pode recorrer a especialistas, sempre que necessário, em busca de orientação para a auxiliar os usuários,

- não deve tentar influenciar o usuário, apenas orientá-lo, respeitando sua posição,

- deve ser objetivo no atendimento, não perdendo o foco que é encontrar a informação para o usuário,

Seleção de materiais:
deve ser criteriosa a fim de adquirir documentos que atendam aos interesses da comunidade, bem como em quantidades e formatos acessíveis;

Serviço de Referência e Informação (SRI):
o pessoal do atendimento deve conhecer os usuários, os instrumentos, o acervo, além de promover a educação dos usuários e a disseminação seletiva de informações (DSI);

Limite de volumes para empréstimos e prazo de empréstimo:
deve-se

especificar no regulamento da biblioteca o número máximo de volumes que podem ser retirados pelos usuários, bem como o prazo dos empréstimos, assim, beneficia-se o "grande público" da biblioteca e não apenas alguns usuários.

Arranjo nas estantes:
manter o acervo sempre organizado nas estantes para agilizar as buscas;

Sinalização do acervo:
sinalizar a biblioteca com placas indicativas, etiquetas nas prateleiras e etiquetas com os números de chamada nas lombadas;

Entradas no catálogo:
analíticas de artigos/partes de livros e artigos de periódicos;

Serviço de Referência e Informação (SRI):
letrar os usuários no uso dos instrumentos de pesquisa e no arranjo das estantes, além de responder a consultas simples e complexas com máxima agilidade;

Empréstimo:
deve ser rápido e simples;

Número de funcionários:
deve ser em quantidade suficiente para realizar os serviços de atendimento com agilidade.
Crescimento de livros:
[taxa de descarte
-
taxa de aquisição
=
tamanho do aumento do acervo]. Deve-se verificar a média de crescimento do acervo e estabelecer a previsão de necessidade de espaço físico, estantes e prateleiras;

Crescimento de usuários:
exige previsão de crescimento do acervo, de espaço para leitura/pesquisa, de computadores e de rede em quantidades adequadas ao número de usuários;

Crescimento de pessoal:
crescimento necessário para atender aos usuários, exige previsão de crescimento de espaço físico, computadores, rede, material de escritório, etc.
Sistema de acesso livre:
oportunidade do usuário de examinar o acervo com liberdade, fazer descobertas e aumentar o número de volumes retirados;

Arranjo das estantes:
deve ser pelo assunto (notação de assunto) combinada com a notação de autor, aumentando a probabilidade de serem consultados mais livros do mesmo assunto pela simples proximidade destes nas estantes. Estabelecer estantes de novas aquisições e acessibilidade dos documentos (livros na altura dos olhos e das mãos dos usuários);

Serviço de Referência e Informação (SRI):
pessoal preparado e atento às necessidades dos usuários identificadas através de estudos de usuários, podendo identificar, inclusive, usuários potenciais da biblioteca e seu acervo;


Como podemos aplicar as cinco leis nos dias atuais?
Pessoal da biblioteca: [continuação]

- ter anseio interior de servir a comunidade,

- demostrar atenção, bom humor e cortesia,

- colocar o usuário em primeiro lugar e mostrar-se disponível ao usuário (nenhuma atividade deve ser mais importante que o atendimento do usuário),

- observar o usuário para saber como lidar, pois, uns gostam de atenção imediata para irem embora o mais rápido possível, outros querem fazer uma seleção sem pressa e sem muita ajuda.
"A cada leitor o seu livro"


Esforço para que cada usuário tenha seu gosto ou necessidade atendidos
Entradas do catálogo:
devem

facilitar o encontro dos materiais através dos pontos de acesso, para tanto, o pessoal da catalogação deve conhecer o perfil dos usuários da biblioteca;

Publicidade:
divulgação das funções, produtos e serviços da biblioteca através de exposições, distribuição de panfletos, boletins, cartazes, e-mails, blogs, páginas eletrônicas, conversas pessoais, etc;

Atividades de extensão:
atividades educativas e recreativas que resultam em publicidade secundária, por exemplo, círculos de leitura, palestras na biblioteca, música, hora do conto, festivais, feiras, etc.
"A cada livro o seu leitor"

Esforço para que o usuário apropriado seja encontrado para cada livro
"A biblioteca é um organismo em crescimento"



Somente os organismos que se desenvolvem são os que sobrevivem, assim, uma biblioteca muda de tamanho, de aparência e de forma, adaptando-se à realidade e às necessidades
"Poupe o tempo do leitor"

Planejar e administrar a biblioteca com o objetivo de economizar o tempo do usuário

O que torna uma biblioteca grande: sua hospitalidade, não seu tamanho.
Full transcript