Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Métodos Contracetivos

Trabalho desenvolvido no âmbito da disciplina de Biologia, por um grupo de alunos do 12º ano.
by

Joana Nair

on 10 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Métodos Contracetivos

Espermicidas O que são? Como se usam? * Não protege das DST;

* Não é de uso regular (gravidez ectópica);
Menos eficaz que outros métodos contracetivos;

* Efeitos secundários: náuseas, vómitos, hemorragias irregulares, dores de cabeça, tensão mamária, sensação de cansaço. * Venda livre ou adquirida gratuitamente em Centros de Saúde/Hospitais;

* Não é abortiva;

* Não afeta a fertilidade; Vantagens e desvantagens da pílula do dia seguinte A pílula do dia seguinte deve ser tomada em último recurso! Pílula Pílula do dia seguinte Método contracetivo muito eficaz se for bem utilizado. Uma mulher que tome a pílula não tem período fértil e, por isso, não pode engravidar. Estrogénios Progesterona Pílula Como tomar? Existem diferentes tipos de pílula: combinada (21 dias) e microprogestativa (28 dias, sem estrogénio), sendo que a mesma deve ser tomada aproximadamente à mesma hora todos os dias. A eficácia contracetiva mantém-se durante todo o mês, incluindo o período de pausa. Maioria das marcas Período de toma Período de pausa 1 21 7 8 Nova embalagem Hemorragia na pausa da pílula não é uma menstruação, uma vez que a pílula inibe as ovulações. As perdas de sangue são menos intensas do que as de uma menstruação normal. Espermicidas, pílula e pílula do dia seguinte Pílula
Medicamentos que podem cortar o efeito da pílula antibióticos
Efeitos secundários vómitos ou diarreia

1º ou 2º dia da menstruação

Caso seja iniciada noutro dia, deve-se manter a toma durante 7 dias, de forma consecutiva. Só assim é possível a existência de alguma eficácia, tendo o cuidado de usar outros métodos contracetivos. Eficácia 1 mês (primeira toma) Maioria das mulheres em idade fértil, mas como qualquer outro medicamento deve ser aconselhado por um técnico de saúde. Existem componentes e dosagens diferentes, uns mais adequados que outros, ao organismo de cada mulher. Por quem pode ser tomada?



* Menstruação mais regular e previsível;

* Hemorragias mais ligeiras que previnem problemas associados à perda abundante de sangue, como por exemplo, anemia;

* Diminuição das dores menstruais;

* Menor risco de cancro do ovário e do endométrio. * Não previne as doenças sexualmente transmissíveis;

* Exige um compromisso diário da mulher;

* Efeitos secundários tais como: dores de cabeça, tensão mamária, retenção de líquidos. Vantagens e desvantagens da pílula Pílula



* Simples utilização;

* Não necessitam de prescrição médica;

* Aumentam a lubrificação da vagina;

* Não interferem no ciclo menstrual ou prejudicam a saúde;

* Não é necessário usar todos os dias ao contrário de outros métodos. * Pouco eficazes;

* Podem provocar alergias ou desconforto devido à excessiva lubrificação;

* Não protegem das DST;

* Alguns tipos de espermicidas podem perder a eficácia quando sujeitos a ambientes quentes;

* Necessário reaplicação em relações sexuais prolongadas ou repetidas; Vantagens e desvantagens dos espermicidas Contraceção de emergência;

Limite Máximo: 120 horas Se o esquecimento for inferior a 24h tomar o comprimido esquecido imediatamente, mantendo a partir daí o habitual. Nesta situação, caso ocorram relações sexuais, a eficácia da pílula continua assegurada.
Se houver esquecimento de dois ou mais comprimidos a eficácia da pílula pode estar comprometida. É normal que estas perdas de sangue aconteçam nos primeiros meses como sinal da adaptação do organismo da mulher à medicação. A eficácia continua assegurada e não existem implicações ao nível da saúde. O que fazer no caso de esquecimento da toma de comprimidos? O que fazer no caso de ocorrência de perdas de sangue fora da semana de pausa ("spotting")? Contracetivo em supositório, espuma, óvulos, esponjas cervicais ou creme que pode ser colocado na vagina antes da relação sexual. Estes contêm substâncias químicas que matam os espermatozoides, impedindo-os de atingir as trompas de Falópio, onde se dá a fecundação, não havendo risco de uma gravidez.
Cerca de 74% no que toca à prevenção da gravidez. Deve ser inserido na vagina entre 5 a 10 minutos antes da relação sexual. Pode impedir a ovulação, fecundação ou nidação; A pílula do dia seguinte não é abortiva!!
OMS: gravidez nidação (7 dias) Pílula do dia seguinte Eficácia Cerca de 75 a 90%, quando tomada corretamente. Tipos Levornogestrel: tomadas até 72h após a relação sexual; a eficácia diminui à medida que o tempo decorre;

Acetato de ulipristral: "Pílula dos 5 dias", até 120 horas depois, mantendo a eficácia. Mulheres com alguma doença ou que tomem medicação; Muco Cervical, Método da temperatura, Método do calendário e Coito Interrompido Métodos Contracetivos Naturais Temperatura basal
Baseia-se na temperatura estável do corpo, obtida após um período de total repouso, normalmente pela manhã;
Antes da ovulação, que corresponde ao período fértil, a temperatura basal corporal permanece em nível baixo, isto é estável. Depois da ovulação, a temperatura rectal aumenta ligeiramente 2 a 5 décimos de grau, permanecendo com estas novas alterações até à próxima menstruação. Isto acontece devido ao aumento da progesterona;
- Não necessita de gastos financeiros;

- Não apresenta possíveis efeitos colaterais;

- Não tem efeitos sobre as hormonas; - Eficácia baixa;

-Não deve ser utilizado por jovens adolescentes;

- Altera o comportamento sexual do casal;

- Não oferece qualquer protecção contra DST; Vantagens e Desvantagens do método da temperatura http://juventude.gov.pt/ Sexualidade em Linha
808 222 003
Linha da Juventude
707 20 30 30 Pílula do dia seguinte Tomar mensalmente a pílula do dia seguinte ou mais que uma vez no mesmo ciclo: redução da eficácia, desregularização do ciclo menstrual. se surgirem vómitos dentro das 3 horas após a toma: toma novamente Método do Calendário Contracetivo Natural;

Calcula o período fértil da mulher; Como calcular? Durante mais ou menos 6 a 7 meses a mulher deve anotar num calendário os dias que passam entre uma menstruação e outra;

Esse número de dias deve ser dividido por 2 e indicará o meio do ciclo que corresponde ao momento da ovulação.

Se o ciclo for regular:

(exemplo: ciclo menstrual de 28 dias)

28-18=10

28-11=17 O período fértil será entre o 10º e o 17º dia inclusive

Se o ciclo for irregular de 25 a 30 dias deve-se calcular:

25-18=7

30-11=19

Desta forma o período fértil será entre o 7º e o 19º dia exemplos de espermicidas pílula microprogestativa pílula do dia seguinte * Exige responsabilidade e disciplina da mulher nas anotações mensais do seu ciclo menstrual;

* Não deve ser utilizado no período em que a mulher estiver a amamentar, pois a menstruação desregula bem como o período fértil.

* Não previne contra as Doenças sexualmente transmissíveis.

* Não é recomendado para adolescentes, pois podem ocorrer falhas e consequente gravidez.

* Existem fatores externos que também modificam o ciclo: stress, doença, nervosismo, ansiedade, entre outros. * Favorece o autoconhecimento da mulher em relação aos períodos da menstruação e da fertilidade;

* Não apresenta efeitos secundários;

* Não tem custos;

* Serve para planear uma gravidez ou para evitá-la. Vantagens e desvantagems Coito interrompido Numa relação sexual aquando do momento da ejaculação o homem retira o pénis da vagina e ejacula fora do sistema reprodutor feminino com a intenção de não introduzir sémen na vagina da mulher de forma a prevenir uma gravidez.

Método contracetivo muito pouco eficaz. Em que consiste? Lavagem Em que consiste? A lavagem vaginal consiste em logo após o ato sexual a mulher lavar a vagina de forma a eliminar os espermatozoides

Método contracetivo muito pouco eficaz. Métodos Contracetivos Não Naturais Métodos artificiais que envolvem materiais de natureza física ou química tendo como objetivo evitar uma gravidez indesejada.

Exemplos:

* Métodos de barreira ou ação mecânica;

* Métodos químicos e hormonais;

*Esterilização cirúrgica (vasectomia e laqueação das trompas de Falópio) – Irreversível! Métodos de Barreira Impedem o contacto entre as células sexuais masculinas e femininas. Muco Cervical * Dispositivo de plástico e cobre que se coloca no interior da cavidade uterina;

* É um método reversível a qualquer momento e de longa duração; (3-5 anos)

* Ao fixar-se à parede do útero impede o encontro entre as células sexuais. DIU- Dispositivo Intra Uterino Efeitos possíveis * A contração das trompas de Falópio altera-se;

* O muco cervical torna-se mais espesso, dificultando a mobilidade dos espermatozoides;

* Há um impedimento da fixação de um embrião na parede uterina, caso haja fecundação. Eficácia Métodos Contracetivos Químicos Adesivo Transdérmico O que é? 95% 99% - “A taxa de gravidez em mulheres que usam o DIU ininterruptamente por um ano é menor do que 1%.” Fonte: Adaptado do livro “The Essentials of Contraceptive Technology”, Johns Hopkins Population Information Program, 1998 Adesivo cutâneo que liberta estrogénios e progesterona para a corrente sanguínea. Custo * Tanto o DIU, como a sua colocação é gratuita nos centros de saúde no contexto do planeamento familiar. O DIU não é indicado para: * Adolescentes;

* Mulheres com múltiplos parceiros sexuais ou com relações poligâmicas; Como usar? Deve ser colocado uma vez por semana, durante 3 semanas consecutivas, seguindo-se uma semana sem ele. O 1º adesivo deve ser colocado no 1º dia da menstruação. Pode ser colocado nas nádegas, abdómen, dorso superior e antebraço, sendo pressionado com a palma da mão durante 10 segundos, para uma melhor adesão à pele. Mas sim para: Qual a sua eficácia? * Mulheres que já tiveram filhos;

* Mulheres com mais de 35 anos e fumadoras; 0,9 Gravidezes por 100 mulheres/ano * É de fácil utilização e não requer o compromisso diário da mulher;

* Após os 7 dias, verifica-se um prazo de segurança de 48 horas;

* Uma vez que é de uso externo, é impossível haver rejeição pelo organismo;

* Diminuição da frequência e da intensidade das cólicas menstruais;

* Assim que se deixa de utilizar o adesivo a fertilidade da mulher retorna. * No início, podem ocorrer pequenas menstruações fora do intervalo de descanso;

* Não protege de Doenças Sexualmente Transmissíveis;

* Efeitos Secundários: sensibilidade mamária, dores de cabeça, irritação da pele no local de aplicação, náuseas, doenças do aparelho respiratório, dores menstruais e dores abdominais. Vantagens e desvantagens do adesivo transdérmico Anel Vaginal O que é? Anel flexível, transparente e incolor que liberta uma combinação de 2 hormonas – progestativa e estrogénio. Como usar? O anel vaginal pode ser colocado com a mulher deitada, agachada ou em pé. O anel é flexionado e introduzido na vagina com o auxílio do dedo até a mulher deixar de o sentir. A colocação é feita no 5º dia da menstruação e permanece durante 21 dias. Para o retirar basta puxar com o dedo e deve ser feita uma pausa de 7 dias. Qual a sua eficácia? 0,4 a 1,2 gravidezes por cada 100 mulheres/ano. * Requer habilidade manual para a colocação;

* Não protege contra as DST;

* Pode provocar irritação;

* É possível ocorrer um aumento de peso;

* Pode ser expulso pela vagina;

* Efeitos secundários: pode causar náuseas, vómitos e hemorragia vaginal. * Diminuição do fluxo menstrual;

* Não requer o compromisso diário da mulher;

* É colocado apenas 1 vez por mês;

* Não causa desconforto, nem interfere no ato sexual;

* É um método reversível. Vantagens e desvantagens do anel vaginal Implante Subcutâneo O que é? Implante com a forma de um bastonete de aproximadamente 4 cm (2mm de espessura) que liberta diariamente doses de hormonas femininas sintéticas. Como usar? A inserção é feita no antebraço com o auxílio de um médico, sendo usada anestesia local. Esta pequena cirurgia deve ser efetuada até ao 5º dia da menstruação e, para evitar uma gravidez indesejada aconselha-se o uso de um método de barreira adicional nos primeiros 7 dias. É necessário manter a pele seca e limpa e retirar a ligadura após 24 horas. Para a remoção do mesmo, recorre-se novamente a um médico. Qual a sua eficácia? 0 a 0,07 gravidezes por 100 mulheres/ano. * Pode diminuir o ciclo menstrual;

* É necessária a ida a um médico para a aplicação/remoção do implante;

* É um método caro;

* Não protege contra as DST.

* Efeitos Secundários: instabilidade no ciclo menstrual, acne, aumento do peso, sensibilidade mamária, queda do cabelo, dores abdominais e a inserção e remoção podem causar irritação e dor. * Não necessita de controlo diário;

* Não interfere com a vida sexual;

* Rápido retorno à fertilidade após a remoção. Vantagens e desvantagens do implante subcutâneo Colocação 1- É feito um teste para verificar se a paciente contém ou não infeções vaginais ou uterinas;

2- Com uma sonda faz-se uma medição do comprimento do útero de uma mulher;

3- O DIU é colocado por um ginecologista durante a fase menstrual; Precauções * Durante o primeiro ano a mulher deve ser consultada regularmente;

* Consultar um médico ao mínimo sintoma de gravidez, se sentir dores fortes ou se perder muito sangue durante as menstruações. Vantagens e desvantagens do DIU Quais as suas características? * É reversível e tem ação prolongada;

* Não interfere na vida sexual da mulher;

* Possui grande eficácia;

* Não exige um controlo diário por parte da mulher; * Aumenta o fluxo menstrual podendo causar mais dores;

* Não protege das DST’s;

* Pode ser rejeitado pelo útero ou causar infeções; MESQUITA, Almira Fernandes; DIAS DA SILVA, Amparo; GRAMAXO, Fernanda; FÉLIX, José Mário; BALDAIA, Ludovina; SANTOS, Maria Ermelinda; “Terra, Universo de Vida”, Biologia 12 ano, 1 edição, Porto, Porto Editora, 2011. * Pode ser usado para prevenir ou planear uma gravidez;

* Permite que a mulher conheça melhor o seu corpo;

* Não necessita de prescrição médica;

* Não há efeitos colaterais;

* Não há custo. * Exige muita disciplina da parte da mulher;

* É necessário ficar longos períodos de tempo sem ter relações sexuais;

* O risco de gravidez é maior que em relação aos outros métodos;

* Não evita DST. Vantagens e desvantagens do muco cervical http://sexualidadefeminina.kazulo.pt/ http://www.portaldafamilia.org/ http://sexualidadejovens.do.sapo.pt/ http://artemisacosta.blogspot.pt http://expresso.sapo.pt/ Preservativo Feminino Evita a gravidez, bloqueando ou matando os espermatozóides. Como funciona? Constituição É constituído por uma bolsa em poliuretano, com um anel flexível em cada ponta.

Um anel é o externo pois cobre a parte externa (vulva);

O outro tem o nome de interno já que vai cobrir o colo do útero. Vantagens e desvantagens *É mais resistente do que o preservativo masculino;

*Ausência de efeitos sistémicos. * Custo alto (o seu preço é o triplo do preservativo masculino);

* Demora algum tempo para adquirir prática de colocação;

* A sua eficácia é menor do que a do preservativo masculino. Preservativo Masculino O preservativo masculino cobre o pénis durante o ato sexual
Constituído a partir de látex ou poliuretano e já vem lubrificado. Alguns preservativos, necessitam que haja um espaço livre no topo, cerca de 1,5 cm para que haja espaço para o sémen. Outros já dispõem de um depósito no topo para esse efeito. Vantagens e desvantagens *Fomenta o envolvimento masculino na contraceção e na prevenção das DST.

* Pode contribuir para minorar situações de ejaculação prematura. * Embora raramente, em alguns indivíduos pode haver manifestações alérgicas, ligadas ao látex ou ao lubrificante;

* Se não for usado corretamente, pode rasgar durante o coito ou ficar retido na vagina. . Como devem as mulheres utilizar este método? Como Utilizar * Utilizar marcas conhecidas para controlo de segurança; * Respeitar os prazos de validade; * Se for necessário o uso de lubrificantes, utilizar lubrificantes aquosos; * Escolher o tamanho adequado (evitar ficar largo ou apertado) para obter maior eficácia. O diafragma é feito a partir de látex, ou de plástico com forma côncava, que contém um aro flexível

Com dimensões dos 5 até 10,5 cm. O diafragma coloca-se até 6 horas antes do ato sexual

Permanece no lugar entre 6 a 8 horas, para que não sobreviva nenhum espermatozóide

Retirar antes de 24 horas da sua colocação, caso isso não aconteça, poderá haver uma infeção. Modo de Uso Diafragma O que é? Como utilizar? Vantagens e desvantagens *Diminui a ocorrência da Doença Inflamatória Pélvica

* Funciona bem para as mulheres que utilizam métodos contracetivos esporadicamente * É pouco higiénico;

* Pouco recomendável a mulheres jovens;

* É necessário reforçar a dose de espermicida antes de cada relação sexual;

* Tem pouca eficácia, e esta varia consoante a capacidade de colocação de cada mulher, tornando-se assim um métodos menos eficazes;
* Não previne contra as DST Manipulação da fertilidade A vontade de controlar a fertilidade levou, no decurso da história da Humanidade, a procedimentos, por vezes baseados em mitos ou lendas, que se foram perpetuando. A contraceção é um conjunto de métodos utilizados para evitar a procriação, é todo o método que visa impedir a fertilização de um óvulo ou impedir a nidificação do ovo ou zigoto. Contraceção Noção de contraceção segundo o Ministério da Saúde No período de 1958 a 1974 foi introduzido em Portugal o Planeamento Familiar. Em 1974, após a Revolução de 25 de Abril, um texto oficial do Programa de Ação do Ministério dos Assuntos Sociais fez a primeira referência ao Planeamento Familiar como um direito constitucional de todos os cidadãos. Assim, em 1976 foram pela primeira vez consignados, na Constituição da República Portuguesa, Art. 67, os deveres do Estado de “promover a divulgação dos métodos de planeamento familiar”. De acordo com as orientações técnicas emanadas pela Direcção-Geral da Saúde (2001), os objetivos do Planeamento Familiar são os seguintes: Planeamento Familiar No entanto, só a partir do séc.xx é que o exercício da responsabilidade individual e familiar na regulação da fertilidade se tornou possível, graças ao conhecimento dos mecanismos hormonais e celulares que regulam a reprodução, aliado ao progresso da biotecnologia. A biotecnologia integra diversos domínios, como, por exemplo, as ciências de vida e a engenharia. É uma área interdisciplinar em que se cruzam saberes e práticas provenientes de diferentes áreas. Neste trabalho iremos apresentar os métodos contracetivos que evitam a gravidez não desejada e contração de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s). Atualmente, existem vários métodos contracetivos e segundo a OMS, estes métodos devem ser eficazes e reversíveis. Há duas razões muito importantes para optar pela contraceção: evitar a gravidez e não contrair doenças sexualmente transmissíveis. A lei sobre Educação Sexual e Planeamento Familiar (Lei nº 3/84, de 24 de Março), no Art. 7º-1, diz que é da obrigação do Estado :“(…) promover a cobertura progressiva do território nacional com meios de consulta sobre planeamento familiar, implantados em todos os centros e postos de saúde, bem como nos serviços de ginecologia e obstetrícia de todos os hospitais, com pessoal devidamente habilitado”; A Lei nº 120/99, de 11 de Agosto, veio reforçar as garantias do direito à Saúde Reprodutiva, sendo referido no seu Art. 1º:“(…) o reforço do acesso ao planeamento familiar e ao métodos contracetivos, tendo em vista, nomeadamente, a prevenção de gravidezes indesejadas e o combate às doenças sexualmente transmissíveis(…)” • Promover a vivência da sexualidade de forma saudável e segura;

• Melhorar a saúde e o bem-estar da família. Para prosseguir estes fins, as atividades a desenvolver nos serviços de Planeamento Familiar foram estipuladas como sendo as seguintes: • Informar sobre as vantagens do espaçamento adequado das gravidezes; • Fornecer, gratuitamente, os contracetivos; • Efetuar o rastreio do cancro do colo do útero e da mama. Na consulta de Planeamento Familiar, a decisão do método a ser utilizado é pessoal – cada pessoa ou cada casal escolhe o método contracetivo que entender ser mais adequado para si, pelo que vigora o princípio da «escolha informada». Durante a maior parte do mês é espesso, o que dificulta a passagem dos espermatozoides da vagina ao útero, mas durante o período fértil da mulher, que ocorre por volta do dia da ovulação, este muco torna-se transparente e elástico, ajudando a passagem do esperma pela vagina até o útero, onde pode ocorrer a ovulação e aí começa a gravidez. O organismo da mulher dispõe de um sistema hormonal que leva às alterações do muco. Consistem em calcular o periodo fertil e, desta forma, evitar que ocorra fecundação. Assim, durante este periodo, devem evitar-se relações sexuais- abstinência sexual. Preservativo
Full transcript