Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

João Fabrício Somariva

No description
by

joao fabricio somariva

on 2 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of João Fabrício Somariva

João Fabrício Somariva
Professor do UNIBAVE
Mestrando em Educação da UNISUL
Membro do NUPCI

joao.unibave@gmail.com
E-MAIL
Introdução
Base teórica
Transdisciplinaridade
O Projeto Criativo Ecoformador - PCE
A vivência do PCE no Curso de Educação Física
A VIVÊNCIA DA ECOFORMAÇÃO NO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO UNIBAVE
De que trata o artigo
O texto que segue apresenta uma proposta de inserção do PCE no ensino superior, desenvolvido no Curso de Educação Física do UNIBAVE.
O objetivo do projeto foi reconhecer a origem do espírito competitivo existente no homem, sua forma de manifestação e o que este é capaz de realizar na busca da sensação de vitória, bem como fundamentar uma abordagem que minimize as mazelas da competição esportiva.
“[...] àquilo que está ao mesmo tempo entre as disciplinas, através das diferentes disciplinas e além de qualquer disciplina" (NICOLESCU, 2000, p.11)
Teoria da complexidade
Transdisciplinaridade
Para Morin (2010), é necessário que se substitua o pensamento que isola e separa e substituí-lo por um pensamento que distingue e une.
Teoria da Complexidade
A complexidade pretende unir elementos que originalmente fazem parte de um todo complexo que não se reduz a soma dos elementos das partes. “É mais do que isto, pois cada parte apresenta sua especificidade e, em contato com as outras, modificam-se as partes e também o todo (PRADA; MARCÍLIO, 2009, p. 16)
Ecoformação
Ecoformação
PCE: Jogos Escolares: da competição à colaboração
Realizado no 2º semestre de 2012, o PCE foi desenvolvido pelos docentes pesquisadores NUPCI e aplicado na disciplina de ‘Educação Física no Ensino Médio’, que é oferecida aos acadêmicos da 6ª fase no Curso de Educação Física do UNIBAVE
Epítome
Legitimação Teórica e Pragmática
Perguntas Geradoras
Metas e Eixos Norteadores
Itinerários
Avaliação Emergente
Coordenadas Temporais
Polinização
Com o título de “o sonho de Marcos” fizemos uso da história de Lino Castelanio Filho, intitulada de ‘Jogos Internos’.

Após a apresentação da história, foi aberto um debate conceitual sobre a competição, estimulando a socialização das percepções dos componentes da turma. A pergunta lançada como forma de desafio foi:
Será que é possível desenvolver uma competição idealizada pelo sonho de Marcos?
Nesta fase, fizemos uso de uma ampla pesquisa com o objetivo de descobrir a origem do espírito competitivo existente no homem, suas formas de manifestações e o que esse é capaz de realizar na busca da sensação de vitória.
Receio dos acadêmicos
Realização de um seminário reflexivo com todas as turmas participantes do evento.
Como dar conta?
Criação das Equipes (Forças-tarefa)
Preparação para o Seminário Reflexivo
Leituras de Artigos
Retroalimentações necessárias
Entrevistas
1. Força-tarefa Cênica
2. Força Tarefa Reflexiva
3. Foça Tarefa de Pesquisa

A competição escolar nos moldes atuais é saudável?
Por que o ser humano é competitivo?
Por que este ser humano modifica seu comportamento quando compete?
Como diminuir as mazelas da competição esportiva?
As principais metas elencadas neste PCE sugeriram:

• identificar um número de posicionamentos diferenciados acerca da polêmica das competições escolares;
• clarificar valores presentes na competição, por meio da elaboração de um mapeamento de conceitos implicados;
• identificar casos negativos e positivos da competição em âmbito escolar.

• dramatização envolvendo uma situação de competição;
• palestra proferida para a conscientização do competição cooperativa;
• divulgação dos resultados da pesquisa realizada no campus do Unibave
• explicação do regulamento dos I Jogos Interfases Cooperativos para que todos ficassem cientes do formato do evento.

Iniciamos em julho e o polimizamos em novembro de 2012.


Avaliar um projeto criativo ecoformador é uma tarefa delicada devido a sua ampla variedadeoptamos por avaliar os aspectos conceituais, procedimentais (ZABALLA, 1998) e a autoavaliação, imprescindível para o autoconhecimento.

O momento da polinização, ápice de toda a trajetória do PCE, foi marcado pela realização dos jogos. Os tradicionais xingamentos, as jogadas violentas e a frustração da derrota deram lugar ao espírito colaborativo e a amizade entre os acadêmcios que se divertiram e entenderam a mensagem de paz e confraternização, objetivo que árduamente buscamos até o final.
Considerações Finais
Acreditamos ser fundamental refletir sobre práticas pedagógicas inovadoras para o ensino superior que fomentem a formação e promovam a reforma do pensamento. É o que Morin (2010) almeja, quando diz precisarmos nos rearmar intelectualmente, começar a pensar a complexidade e os problemas da humanidade na era planetária. Esperamos que essa experiência seja o início e que outras instituições sintam-se convidadas a seguir inovando.
A ecoformação está vinculada ao fato de atender a uma educação que esteja vinculada aos entornos sociais, físicos e naturais e a própria natureza pessoal. A ecoformação busca focar as relações do ser humano com ele mesmo, com a natureza e o mundo em geral (NAVARRA, 2008)
Uma maneira sistêmica integradora e sustentável de entender a ação formativa, sempre na relação com o sujeito, sociedade e natureza. (Torre, 2008, p. 133)
Referências
Morin, Edgar. A cabeça bem feita: Repensar a reforma repensar o pensamento. Rio de janeiro: Bertrand Brasil Ltda, 2010.

NAVARRA, Joan Mallart i. Ecoformação - além da educação ambiental. In: TORRE, Saturnino de la (Org.). Transdisciplinaridade e ecoformação: um novo olhar sobre a educação. São Paulo: Triom, 2008, p. 235-260.

NICOLESCU, B. Um novo tipo de conhecimento - transdisciplinaridade. In: NICOLESCU, B. (org.). Educação e transdisciplinaridade. Brasília: UNESCO, 2000.

PRADA, Danielle Graziani; MARCILIO, Rodrigo. Educação e Trandisciplinaridade travessias possíveis para uma nova consciência. São Paulo: Campinas, 2009.

SANTOS, Akiko. O que é transdisciplinaridade. Periódico RURAL SEMANAL, Nº 31 e 32, UFRRJ. Agosto/Setembro, 2005

TORRE, Saturnino de la; ZWIERWICZ, Marlene. Projetos Criativos Ecoformadores. In: ZWIEREWICZ, Marlene; TORRE, Saturnino de la. Uma escola para o século XXI: escolas criativas e resiliência na educação. Florianópolis: Insular, 2009. p. 156-173

Precisamos concentrar todas as forças na reinvenção do modo de ensinar e pensar acadêmico. Assim, apresentamos a proposta de ensino baseada nos Projetos Criativos Ecoformadores – PCE, sugerida por Torre e Zwierewicz (2009).
Full transcript