Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

CAATINGA

No description
by

Camila Lobo Kim

on 24 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CAATINGA


CAATINGA

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS:

Os domínios morfoclimáticos representam a combinação de um conjunto de elementos da natureza (relevo, clima, vegetação) que se inter-relacionam e interagem, formando uma unidade paisagística.
Sobre o domínio:
Localização:
Nordeste, abrange a região dos polígonos das secas. Com uma extensão de aproximadamente 850.000km². Ocupa os estados da BA, CE, PI, PE, RN, PB, SE, AL, MA e MG

•Relevo:
Chapadas e serras.

•Clima:
Semi-Árido quente, com chuvas escassas e mal distribuídas.

•Solos:
ricos em minerais e pobres em matérias orgânicas.

•Rios Temporários-predominantes.

•Vegetação:
Arbustos espinhentos e cactos além de árvores que perdem suas folhas nas secas.




Massas de ar atuantes
Curiosidades...
Caatinga significa "mata branca", pois no período de secas a vegetação fica rala e sem folhas;
Sua vegetação é chamada de xerófila;
É o único sistema ambiental exclusivamente brasileiro, correspondendo a 10% do território nacional e possui 734.478 de expansão territorial;
Muitos animais morrem por falta de água
Dia 28 de abril é comemorado o Dia Nacional da Caatinga.
Massa Equatorial Atlântica (mEa): massas de ar quentes e úmidas, vindas do Oceano Atlântico.
Massa Equatorial Continental (mEc): massa de ar quente e úmida que se origina na Amazônia.
Evapotranspiração Negativa
Indústria da Seca
“Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. O termo começou a ser usado na década de 60 por Antônio Callado que já denunciava no Correio da Manhã os problemas da região do semi-árido brasileiro.
A seca é um fenômeno natural periódico que pode ser contornada com o monitoramento do regime de chuvas, implantação de técnicas próprias para regiões com escassez hídrica ou projetos de irrigação e açudes, além de outras alternativas. Estes últimos, porém, são frequentemente utilizados para encobrir desvios de verbas em projetos superfaturados ou em troca de favores políticos.Os “industriais da seca” se utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, incentivos fiscais, concessões de crédito e perdão de dívidas valendo-se da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Enquanto isso, o pouco dos recursos que realmente são empregados na construção de açudes e projetos de irrigação, torna-se inútil quando estes são construídos em propriedades privadas de grandes latifundiários que os usam para fortalecer seu poder ou então, quando por falta de planejamento adequado, se tornam imensas obras ineficazes.
A Evapotranspiração negativa só ocorre se não existir na região, água o suficiente para evaporar e plantas para transpirar.
*
É exatamente o que está acontecendo no Nordeste.
Por ser uma região de clima semiárido, a maior parte do ano se passa em secas.
O desmatamento no Nordeste para a atividade agropecuária também é grande, deixando poucas das ralas vegetações.
Portanto as chuvas também são poucas no Nordeste.
Atividades Econômicas
Processo de Desertificação
A desertificação é a perda total ou a redução do potencial biológico da terra. Suas causas estão relacionadas a variações climáticas e à ação do homem.
Por parte do homem (desmatamento, queimadas, utilização inadequada do solo) A agricultura (degradação dos solos e de intensificação dos processos de desertificação na região da Caatinga).
Atualmente esse problema vem se agravando graças às recentes secas que assolaram o nordeste.
Nos locais que agroecossistemas são dependentes de chuva, a perda de solo por erosão é o principal fator que conduz as perdas das terras produtivas do semiárido.

É a forma pela qual a água da superfície terrestre passa para a atmosfera no estado de vapor, sendo de grande importância no Ciclo Hidrológico, ou Ciclo da Água. Ela é a junção das palavras evaporação e transpiração, pois ocorre devido a evaporação da água e da transpiração de plantas e árvores.

O que é Evapotranspiração?
CONSEQUÊNCIAS

Eliminação da cobertura vegetal;
Redução da biodiversidade;
Intensificação do processo erosivo;
Redução da disponibilidade e da qualidade dos recursos hídricos;
Diminuição na fertilidade e produtividade do solo;
Redução das terras agricultáveis;
Redução da produção agrícola;
Desenvolvimento de fluxos migratórios;
Crescimento da pobreza;
Aumento das doenças devido a falta de água potável e subnutrição.
MAIS CARACTERÍSTICAS:
Fisionomia de deserto, índices pluviométricos
muito baixos
A temperatura varia pouco durante o ano.
Região submetida a
ventos fortes
e
secos
, que contribuem para a aridez da paisagem nos meses de seca.
Vegetação xerófila
O mês do período seco é agosto
Agricultura somente possível em áreas proximas á serra.
Domínio morfoclimático
Caatinga
GEOLOGIA, RELEVO E SOLO:
Região composta de vários tipos diferentes de rochas.
Nas áreas de planície as rochas prevalecentes têm origem na era Cenozóica, as quais se encontram cobertas por uma camada de solo bastante profunda, com afloramentos rochosos ocasionais, principalmente nas áreas mais altas que bordejam a Serra do Tombador
Tais solos (
latossolos
) são solos
argilosos
e
minerais
, com boa porosidade e rico em nutrientes.
Solos da decomposição do arenito pobres em nutrientes e altamente ácidos, formando depósitos arenosos ou pedregosos rasos.
Afloramentos rochosos e solos pouco profundos formam as condições ideais para os cactos, e muitas espécies crescem nas pedras, em fissuras ou depressões da rocha onde a acumulação de areia, pedregulhos e outros detritos.
+bi
Polígono das secas
Agropecuária
Extração de madeira
Monocultura da cana de açúcar
Agricultura de sequeiro
Pecuária
Animais que vivem na Caatinga:
Camila Lobo Kim nº 5
Camilla Yumi Shinagawa nº 6
Isabella Feresin Lacorte nº 11
1ºB
Vegetação
- Adaptou-se ao clima para se proteger.

- Ao chover no fim do ano, a caatinga perde seu aspecto rude e torna-se rapidamente verde e florida.

- São reconhecidos 12 tipos diferentes de Caatingas.

- A caatinga é um tipo de formação vegetal com características bem definidas: árvores baixas e arbustos.

- Mata espinhosa e agreste. Algumas poucas espécies não perdem as folhas na época da seca. Ex: juazeiro

- Incapaz de reestruturar-se naturalmente se máquinas forem usadas para alterar o solo. A degradação é, portanto, irreversível na caatinga.

- "ilhas de umidade" e solos férteis

Clima
Clima: tropical semiárido
, com médias de temperaturas anuais elevadas, geralmente superiores a 25°C, em alguns lugares superior a 32°C, e por chuvas escassas e irregulares com longos períodos de seca.
Hidrografia

-Rios temporários.
-Rios que nascem na região ficam secos por longos períodos.
-Para enfrentar a falta de água nas estações secas, os moradores da caatinga constroem poços, cacimbas e açudes.
c
a
Full transcript