Loading presentation...
Prezi is an interactive zooming presentation

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A confissão da leoa

No description
by

on 6 March 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A confissão da leoa

A confissão da leoa
Informações e curiosidade sobre o livro;

O autor;

As personagens;

Resumo do livro;

Citações favoritas;

Apreciação pessoal.
O livro
Editado pela editora "Caminho";
O autor
Nasceu em 1955, em Moçambique;
"Mia Couto" é apenas um pseudónimo;

Personagens
de Mia Couto
Índice
Foi publicado em sete línguas diferentes;

Baseia-se numa história verídica...
Foi escrito por Mia Couto em 2012;
"Em meados do ano passado, Sérgio Veiga, um dos mais conhecidos caçadores de Moçambique, foi contratado por uma empresa de prospecção petrolífera para proteger os seus trabalhadores contra ataques de animais selvagens. Por essa altura, nas imediações de Palma, no extremo norte de Cabo Delgado, um casal de leões havia-se transformado em comedor de homens, aterrorizando as populações circunvizinhas..."
Ataques em Palma...
Sérgio Veiga
Tem formação em medicina e jornalismo;

É um dos escritores moçambicanos mais importantes;
Ganhou inúmeros prémios.
Contos
Romances
Crónicas
Poesia
Género de escrita
http://www.verdade.co.mz/
Versão de Mariamar
Diário do Caçador
Mariamar

Igualita e Uminha

Silência

Hanifa Ussulua

Genito Mpepe

Adjiru Kapitamoro
Deus já foi mulher...
Arcanjo Baleiro

Gustavo Regalo

Lucindo Makwala
Naftalinda Makwala/Oceanita-


Luzília
Só há um modo de escapar de um lugar: é sairmos de nós. Só há um modo de sairmos de nós: é amarmos alguém.
Resumo do livro
Em Kulumani...
Versão de Mariamar
Citações favoritas
"Porque, a bem ver, nunca cheguei a matar ninguém. Todas essas mulheres já estavam mortas. Não falavam, não pensavam, não amavam, não sonhavam."
"...aqui não há polícia, não há governo, e mesmo Deus só há às vezes."
"Mas pergunto: pode ter juízo quem já não tem vida?"
"Sempre me perguntei se em Kulumani existiam crianças. Pode-se chamar criança a uma criatura que lavra a terra, corta a lenha, carrega água e, no fim do dia, já não tem alma para brincar?"
Apreciação pessoal
Talvez para eles, os homens- disse- Porque para nós, mulheres, todas as manhãs continuamos a despertar para uma antiga e infindável guerra"
"Todo o é um início, dizia Adjiru Kapitamoro. Mas não este final. Este é o desfecho de tudo..."
Trabalho realizado por:

Ana Rita Marques,
nº1 do 10ºA
Fim
"Aqueles olhos amarelos, de tanta luz, escurecem o mundo"
"Agora a volumosa esposa do chefe..."
"A minha irmã, Silência, foi a última vítima dos leões..."
"Fujo da ordem de prisão do meu congénito carcereiro, Genito Mpepe..."
"Mais do que isso, a leoa saúda-me com respeito de irmã."
"... as mulheres permaneceriam enclausuradas, longe dos que iriam chegar. Mais uma vez nós éramos excluídas, apartadas e apagadas."
"E aqui deixo com sangue de bicho e lágrima de mulher: fui eu que matei essas mulheres, uma por uma."
" E quando me cresceram os seios foi a minha vez de ser possuída."
Diário do caçador
"Sei então que fui selecionado para dar caça aos leões de Kulumani."
" Há horas que a observo, na penumbra do quarto da pensão de Palma"
"- Mataram os leões. Os meus homens mataram os leões."
"- Eu sou a leoa que resta. É esse o segredo que só você conhece, Arcanjo Baleiro.
"Tristeza não é chorar. Tristeza é não ter para quem chorar."
Full transcript