Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os Lusíadas - Canto IX

No description
by

Fabio Santos

on 9 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os Lusíadas - Canto IX

Canto IX Os Lusíadas Este canto é constituido por: Informa o cauto Gama das armadas
Que de Arábica Meca vêm cada ano,
Que agora são dos seus tão desejadas,
Para ser instrumento deste dano.
Diz-lhe que vêm de gente carregadas,
E dos trovões horrendos de Vulcano,
E que pode ser delas oprimido,
Segundo estava mal apercebido. Realizado por:
Fábio Santos
João Vinagre Canto IX Apresenta versos decassilábicos, (na sua quase totalidade) com acento na 6ª e 10ª silaba Apresenta uma rima cruzada nos versos 1 a 6 e emparelhada nos versos 7 a 8, sendo o seu esquema rimático AB AB AB CC; 95 estrofes - que são oitavas; Estrofe 7 Estrofe 51 Cortando vão as naus a larga via
Do mar ingente para a pátria amada,
Desejando prover-se de água fria,
Para a grande viagem prolongada,
Quando juntas, com súbita alegria,
Houveram vista da ilha namorada,
Rompendo pelo céu a mãe formosa
De Menónio, suave e deleitosa. Ilha dos Amores Após vencerem algumas dificuldades, os portugueses saem de Calecut, iniciando a viagem de regresso à Pátria Vénus decide preparar uma recompesa para os marinheiros portugueses, fazendo-os chegar à Ilha dos Amores. Tétis explica a Vasco da Gama a razão de eles, os portugueses, terem chegado à Ilha dos Amores e explica a sua simbologia O canto termina com as considerações do poeta, onde o mesmo fala sobre formas de alcançar a Fama Valor simbólico da Ilha dos Amores
Full transcript