Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula 6 - As Ciências

No description
by

Raphael Concli

on 29 March 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula 6 - As Ciências

Aula 6
As Ciências Damos um salto de muitos séculos na história para chegarmos às portas do mundo moderno.
Para entrar nele passaremos pelo amplo corredor da Revolução Científica dos séculos XV e XVI

Para compreendê-la, vamos olhar para dois eventos históricos que a impulsionaram. Que será que um bando de artistas e um monge alemão tem a ver com isso tudo? RENASCIMENTO
Ápice nos séculos XV e XVI
Influência do movimento intelectual humanista
Mudanças econômicas, sociais, culturais e religiosas
O homem torna-se mais importante que o divino. HUMANISMO:
Movimento intelectual com expressão forte na educação, promovendo o ensino das áreas de humanidades (gramática, história, poética, retórica, filosofia moral), e também de valores e padrões morais Observe o quadro abaixo do pintor William Blake.
O que ele pretende retratar? Os artistas do renascimento já mostravam em suas obras o novo papel do homem no campo do conhecimento.
Ele é capaz de conhecer a si mesmo por ele mesmo.
O velho Da Vinci expressa essa tendência com clareza. O homem e seu funcionamento podem ser compreendidos tal como uma máquina. A REFORMA é o outro acontecimento que nos importa destacar. Este movimento, que começa com o monge Lutero e sua tradução da Bíblia para o alemão, é uma forte contestação ao poder da Igreja católica.

Aliás, para Lutero a Igreja não passava disso: “O mais desregrado covil de ladrões, o mais vergonhoso de todos os bordéis, o próprio reino do pecado, da morte e do Inferno” A Reforma marca não só o surgimento do protestantismo, mas traz à tona dois aspectos importantes para a transformação nas ciências.
Independência de interpretação em relação às escrituras e às posições dos antigos filósofos.
Aprendizado da ciência com finalidade religiosa (busca da salvação) permite seu desenvolvimento. Os eventos históricos mencionados, aliados às novas descobertas e recursos científicos permitem uma revolução decisiva na ciência. Dentre as principais mudanças apontamos as seguintes:
Crítica às cosmologias tradicionais baseadas no geocentrismo
Explicação do universo segundo leis.
Mecanicismo como base da nova compreensão dos fenômenos da natureza. O mundo é uma máquina criada por Deus. (O homem é como um relógio) Surgimento de um novo pensamento científico Nas belas palavras do pensador Alexander Koyré essa revolução pode ser entendida como uma mudança de perspectiva dos homens de um mundo fechado para um universo infinito! Vejamos enfim alguns dos personagens principais desta mudança Galileu bate o martelo em sua obra "Diálogo sobre os dois máximos sistemas do mundo".
Ao notar, por exemplo, que satélites giram ao redor de Júpiter, percebe que faz mais sentido pensar como Copérnico. Com o astrônomo polonês Nicolau Copérnico a posição do homem no universo sofre um forte abalo. A revolução copernicana Modelo Geocêntrico - Ptolomeu
(que não inventou tudo. Aristóteles deu o caminho!) Modelo Heliocêntrico - Copérnico
Agora a Terra move-se ao redor do sol! É Galileu Galilei (1564 - 1642) quem viria a confirmar as hipóteses de Copérnico com mediante a matematização de suas observações do espaço, que já contavam com o auxílio de telescópios. E hoje, que surpresas será que o espaço ainda nos guarda?
Full transcript