Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Chegada das multinacionais no Brasil

No description
by

Sophia Pinheiro

on 25 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Chegada das multinacionais no Brasil

1930
1914
Chegada das multinacionais no Brasil
Pós-Segunda Guerra Mundial
Governo JK
Plano de Metas - mudou o modelo de desenvolvimento industrial
Governo Vargas
Plano para criar infraestrutura para o desenvolvimento econômico
O fluxo de lucro e capital em geral aumentou, mas se direcionavam em maior parte para o próprio exterior.
1ª Guerra Mundial
Surgiram as primeiras indústrias no Brasil em substituição da importação de produtos principalmente europeus.
O setor industrial começou a ganhar espaço no painel econômico brasileiro
1950
Promover uma integração industrial com apoio dos Estados Unidos
(Comissão Mista Brasil-Estados Unidos)
"O petróleo é nosso" -> O Governo instituiu o monopólio estatal da exploração e refinamento do petróleo.
EUA interpretaram como uma inspiração comunista e reduziram investimentos e empréstimos
1956
Medidas tomadas para facilitar o investimento estrangeiro
Principais multinacionais: indústria automobilística e de caminhões, de material elétrico e eletrônico, de eletrodomésticos, de produtos químicos e farmacêuticos, de matéria plástica.
“Iniciou se aí a organização das multinacionais, que, monopolizando aquele que viria a ser o setor mais dinâmico da economia, estavam destinadas a exercer inegável influência na redefinição da orientação econômica e, também, política do Brasil”.
Dias atuais
Nacional x Estrangeiro
Como funcionam os impostos no Brasil?
Como o produto estrangeiro tem tanta força no mercado brasileiro?

~>A qualidade dos produtos nacionais era duvidosa.

O problema disso tudo é a diferença de preços dos produtos.

~>Algumas marcas estrangeiras acabam embutindo no preço o chamado
Lucro Brasil
pela referência que possuem dos produtos nacionais.
Apresença de empresas estrangeiras em solo brasileiro fez com que os produtos internacionais ganhassem mais força.

A principal diferença é o preço, no qual entram os impostos e o custo-benefício.



burocracia absurda, corrupção, regime tributário
complexo, infraestrutura ruim e mão de obra cara e despreparada.

Existem duas maneiras de fazer os preços baixarem: aumentar a competitividade e concorrência ou reduzir o preço do produto tido como referência.
Propaganda é todo esforço de comunicação tendente a beneficiar uma empresa, um produto ou um serviço sob o patrocínio do anunciante.

Os Estados Unidos têm um poder muito forte no âmbito da publicidade e marketing, e isso não é diferente no território brasileiro.

Mídia
Herbert Schiller diz: “Existe um poderoso sistema de comunicações para assegurar nas áreas penetradas, não uma submissão rancorosa, mas sim uma lealdade de braços abertos, identificando a presença americana com a liberdade – liberdade de comércio, liberdade de palavra e liberdade de empresa. Em suma, a florescente cadeia dominante da economia e das finanças americanas utiliza os meios de comunicação para sua defesa e entrincheiramento onde quer que já esteja instalada e para sua expansão até lugares onde espera tornar-se ativa” (SCHILLER, p.13, 1976).
3º maior volume de verbas publicitárias
Warc, empresa dedicada a medir o pulso do mercado publicitário mensalmente, ajudando a prever sua performance global.
"Atualmente, os limites entre comércio e indústria nacionais e estrangeiros já não são muito claros em muitas empresas."
(SCHILLER, p.27, 1976).
Full transcript