Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sociologia: aspectos estruturais e conjunturais

No description
by

Jean Pierre

on 23 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sociologia: aspectos estruturais e conjunturais

Sociologia: aspectos estruturais e conjunturais
Introdução
A formação da Sociologia como ciência é fruto de transformações históricas. Isso significa que as características gerais da Sociologia têm relação com a maneira como a sociedade se organizou no fim do século XIX e no início do século XX.
A estrutura da sociedade
As sociedades, sejam elas indígenas, escravistas, africanas, orientais, monogâmicas, socialistas ou capitalistas, têm elementos gerais que se reproduzem ao longo do tempo. Esses elementos gerais são o alicerce da sociedade e se caracterizam como elementos típicos, isto é, elementos que tornam uma sociedade diferente de outra. A estrutura social, portanto, é formada por características gerais que dão particularidade à sociedade e se reproduzem ao longo do tempo.
A estrutura da sociedade capitalista
Estruturas sociais e conjunturas históricas
Conclusão
Podemos afirmar, portanto, que a sociedade é fundamentalmente uma construção histórica e que a Sociologia é uma ciência que busca observar os elementos de regularidade na relação que se dá entre o que é permanente e o que é ocasional.
Podemos dizer, por exemplo, que na história do capitalismo sempre houve trabalho e trabalhadores. Isso, portanto, faz parte da estrutura social. Não obstante, o trabalho foi modificado muitas vezes, tanto em sua forma de exploração como na relação do trabalhador com o seu trabalho. Tanto na maneira como nos organizamos com base no trabalho como na relação que temos com as pessoas com quem trabalhamos.
Por um lado, o trabalho em geral permanece, e por isso é um elemento central da estrutura social. Por outro lado, em cada conjuntura histórica o trabalho ganha características específicas, mas nem por isso perde suas características gerais.
Uma pirâmide é a forma
mais comum de representar a
a estrutura de uma sociedade.
Prof. Jean Pierre
http://jp-sociologia.blogspot.com.br/
Full transcript