Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Fórum Educação Senac

Avaliação e proposta de continuidade, a partir das experiências dos cinco primeiros pilotos.
by

Juliana Rocha Barroso

on 13 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Fórum Educação Senac

Proposta
Proposta continuidade
Por aspecto
Fórum Educação Senac
Notas
AVALIAÇÕES DE PARCEIROS DO PROJETO!
San Francisco
Budapest
Detalhes importantes
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
(cc) photo by Franco Folini on Flickr
(cc) photo by jimmyharris on Flickr
Stockholm
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
Ampliar a participação e o debate sobre questões educacionais de impacto em toda a rede de unidades.
Estreitar relacionamento entre todos os colaboradores, sistematizando cada vez mais as ações e práticas educacionais e as informações a partir de olhar sistêmico e integral da instituição.
Iniciativa do Grupo Planejamento Senac (GPES) para dar continuidade à sua atuação no Senac. Sua viabilização está sob responsabilidade do Grupo Educação (Geduc) em parceria com as unidades que oferecerão os encontros. Seus objetivos são:
Anotações
Detalhes
rabiscos
perspectivas
Registros
Por piloto
O que estamos aprendendo?
E o que fazemos com isso?
Impacto da sociedade digital:
trabalho docente e a diversidade do público atendido.
A qualificação de egressos do Ensino Médio e os desafios da educação profissional.
Ambientes Educacionais.
Motivação e Aprendizagem.
A qualificação de egressos do Ensino Médio e os desafios da educação profissional.
Falando em Educação
Falando em Educação
Falando em Educação
Flando em Educação
Educomunicar Senac
Instrumentos
Pilotos
Vamos continuar?
NÃO
SIM
Diálogos e Práticas
Chá de Ideias
Gestão educacional formativa – compartilhando “Diálogos e Práticas”.
Encontros pedagógicos com equipe de docentes e/ou administrativa
Práticas Educacionais - Resolvendo Situações Difíceis
Encontros mensais com foco em formação/ atualização educacional. Passa por três etapas: troca de ideias, definição do tema para próximos encontros e momento de reflexão/provocação.

A equipe Chá de Ideias é formada
pelas Supervisoras e Secretárias das UOs: 9 de Julho, Itaquera, Jabaquara, Lapa Faustolo, Lapa Scipião, Santo André e Santo Amaro.
Iniciativa do Senac Tiradentes (agosto e outubro 2011)
1º momento – Equipe Administrativa
2º momento – Equipe Docentes
Processo Educacional - reflexão, organização, reorganização...
Organizar e alinhar procedimentos;
Diretrizes de Acompanhamento das Práticas Educacionais
Rever o Projeto Pedagógico da TIR
Fortalecer o trabalho da Equipe

Temas trabalhados: Conflitos no Ambiente Educacional
Um encontro de vários encontros...

Plano de Ação da Equipe de Supervisão Educacional com a UO
27/10/2011
17/11/2011
08/02/2012
29/02/2012
22/03/2012
12/04/2012
...
Planos criados pela equipe de supervisão com a participação de todo os setores. (72 postagens no ambiente GOs/APE)
Palestras, dinâmicas de grupos, debates com os docentes e com a equipe administrativa. (79 postagens no ambiente GOs/APE)
Práticas perante às situações difíceis que envolvem o cotidiano das Unidades.
(4 postagens no ambiente GOs/APE)
Alguns formatos de abordagem de temas educacionais
Proposta
Contribuir com a disseminação da temática da Educação Profissional e sua apropriação pelo conjunto de colaboradores do Senac São Paulo, por meio de processos, técnicas e produtos de comunicação, agregando valor à instituição e contribuindo com o fortalecimento da sua imagem como referência no meio educacional.

Experimentar práticas educomunicativas com foco no tema da Educação Profissional, atraindo o interesse e a participação de número amplo de colaboradores do Senac

Criar produtos e ambientes comunicacionais, virtuais e presenciais, para divulgar e promover a participação de colaboradores nos debates educacionais e para subsidiá-los com informações e referências sobre Educação Profissional.

Fórum Educação Senac
Falando em Educação
O que aprendemos
Continuidade da participação GPES (calendário 2012/2013)
Conexão entre temas e o Planejamento Educacional Senac
Construir o fórum antes do fórum - instrumentalizando rede
Diálogar sobre questões educacionais pertinentes ao trabalho, para enriquecer o debate educacional na instituição.
Roda de Prosa entre Educadores
Programa desenvolvido em conjunto pelas unidades de Campinas, Jundiaí e Sorocaba com objetivo de promover o desenvolvimento dos docentes e sensibilizá-los para a participação do PDE e da importância de sua formação docente em exercício.

São promovidas de 4 a 5 edições no ano em cada uma das unidades. Nas edições segue-se a seguinte metodologia:

Palestrante sobre o tema escolhido para a edição (problematização).
Docentes vão para salas de aula reservadas para a prosa sobre os principais pontos levantados durante a palestra (Desenvolvimento).
Para finalizar, todos retornam ao Auditório e cada grupo (participantes dos círculos) por meio
de um representante, apresenta suas conclusões, observações, comentários, e o que julgar
importante compartilhar.
A avaliação é feita por meio de observação dos Técnicos da unidade que circulam pelos grupos durante a prosa, pelo feedback que os participantes nos dão quando da apresentação da síntese e também pelo preenchimento do formulário de avaliação no término da noite e subjetivamente pela identificação nas ações posteriores a edição
Iniciativa da Lapa SCI, começou em 2011, com o objetivo de alinhamento das equipes em relação a vários aspectos, aprimorando assim a interação e a sinergia entre os diversos grupos de trabalho da Unidade.

Diálogos e Práticas 1 - Educação (07/01)
Diálogos e Práticas 2 - Encontro de Equipes (10/03)
Diálogos e Práticas 3 - Valores e Colaboração (01/06)
Diálogos e Práticas 4 - Relação Professor-Aluno (16/08)
Diálogos e Práticas 5 - Redes Sociais no Ambiente Educacional (14/10)
Diálogos e Práticas 6 - As Diferenças Somam (19/12)

Relatório Anual de Ações Educacionais: http://www.intranet.sp.senac.br/pdf/69719.pdf

Resultados: novas turmas de PDE, criação de subgrupos gestores de projetos de melhorias, o “redesenho” dos fluxos de processos educacionais, oficinas de RH, fluxo de aprimoramento de logística e setor de materiais e equipamentos.
CONVERSAS COM QUEM GOSTA DE ENSINAR
Iniciativa do Senac Santo André, nasce no final de 2010, como projeto que pudesse envolver todos os processos numa ação educativa coletiva, num espaço que proporcionasse a constante reflexão sobre as práticas pedagógicas do trabalho docente entre todos os agentes educacionais da unidade.

As ações planejadas originaram um programa de diretrizes educacionais desenvolvidas pela unidade.

Os encontros são mensais e foram iniciados em abril de 2011, o que orientou a continuidade das práticas educacionais com palestras, workshops, oficinas, reuniões, encontros, ações internas e externas.

Para acompanhamento das ações, organizou-se o Comitê Executivo da Qualidade, composto por uma equipe de colaboradores representados pelos departamentos. O objetivo do comitê é proporcionar discussões sobre assuntos em prol da qualidade do Senac Santo André de forma a promover estudos e pesquisas sobre o suposto problema apresentando proposta e implementação de ações de melhoria contínua da unidade (anexo projeto CEQ).

A estratégia da UO para implementação das ações educacionais está no diálogo constante entre os colaboradores desde o levantamento das necessidades de melhoria, acompanhamento e medição dos resultados obtidos, com reuniões periódicas e distribuições de tarefas para solução coletiva a fim de atender à Proposta Pedagógica da instituição e satisfação do cliente-aluno.
RIBEIRÃO PRETO
ITAQUERA
TIRADENTES
SOROCABA E NÚCLEO ITÚ
CAMPUS SANTO AMARO
LAPA SCIPIÃO
...
Roda de Prosa entre Educadores
Chá de Ideias
Diálogos e Práticas
TRATAR EM CONJUNTO?

DAR VISIILIDADE INSTITUCIONAL?
( )
( )
CGR
Yammer pode ser uma relevante ferramenta para rede corporativa. Entretanto, sinaliza dificuldades na utilização da versão desktop.
Sugestão: investir mais em tutoriais, informação etc.
Perspectivas: ainda não há sinalização clara sore a possibilidade de ter (ou não) rede social na nova intranet, pois o projeto está em curso.
Feedback: definição desse tema em abril.
Risco de cair no senso comum. Isso tudo serve pra quê? A reflexão só se torna crítica quando ela resulta em mudanças. Caso contrário fica no âmbito do pensar por pensar.
Sugestão: Implementar mudanças que não são tão difíceis de serem operacionalizadas, que estão sendo sinalizadas em algumas discussões do Fórum e que fariam toda a diferença na continuidade do evento.
Objetivo mais palpável, mais no universo do que pode ser alcançado.

Nossa discussão mudará contextos ou só serviu para sistematizar o que já sabíamos?
Sugestão: garantir que o participante tenha claro oque será feito a partir das reflexões e pensar uma forma de dar a devolutiva.
AVALIAÇÕES DE PARCEIROS DO PROJETO!
Organização e suporte ao desenvolvimento e execução do Fórum (dinâmicas de trabalho entre UO, Geduc e GCR)
Imagine isso acontecendo em 20 unidades... Temos que repensar em como isso teria continuidade e repassar para as unidades mais responsabilidade.

Os eventos institucionais são escolhidos pelas unidades – que operacionalizam o evento com auxilio da GCR.
Ferramenta corporativa: nos conectamos com os colaboradores a partir de seu perfil profissional, ao contrário de criar grupo em rede social pessoal. A ferramenta possui recursos similares aos da rede social popular (Facebook).
Consulta - rede social
Nome do ambiente virtual / página - Facebook
1. Pesquisa de Tecnologia Aplicada à Educação
2. Memórias de uma aula de Metodologia - Moda
Público do ambiente (perfil/quantidade)
1. Professores e alunos de iniciação. Convidados: estudantes e professores de Moda do Oriente Médio;
2. Professores e alunos de Moda do 2º semestre
Porque escolheu trabalhar com uma ferramenta de rede social?
Minha tese de doutorado foi sobre o uso das redes sociais como ambiente de aprendizagem.
Defendo o conceito de escola expandida (este conceito é o que desenvolvi e defendo).
Não podemos mais pensar em ambiente educacional confinado ao espaço formal que se reduz a cadeiras, paredes , lousa, retroprojetor.
Os espaços educacionais devem ser lúdicos, significativos, relacionados à prática do aluno.
Há quanto tempo foi criado?
1 ano (pesquisa) e o outro no começo do semestre.
No curso de moda usamos blog para os TCCs faz uns 4 anos. Agora não oriente mais TCCs, mas na época usamos e foi muito eficaz.
Quais ganhos você identificou nesse tempo contribuindo com o objetivo?
Todos podem participar a qualquer hora enviando contribuições, pedindo ajuda para uma pesquisa, trocando material, discutindo...
Já realizou avaliação com os usuários sobre a ferramenta? Que resposta obteve?

Este é o problema de nossa pesquisa. No meu doutorado entrevistei alunos do Senac sobre isso e eles foram unânimes em defender as redes, mas ela não substitui a aula presencial. Ficou claro que os alunos não gostam da modalidade EaD.
Professora Cláudia Coelho Hardagh Graduação/Pós Graduação/EaD
Geduc
O Fórum se tornou algo desejado pelas unidades e pessoas.
Sugestão: evitar deslocamento de muitas pessoas, incluir, por meio de participação rotativa, dando oportunidade a todos.
Calendário entre um evento e outro está super apertado, isso dificulta a participação dos integrantes do Geduc.
Sugestão: Ter um calendário de datas estabelecidas para planejamento das equipes que precisam ser envolvidas do trabalho.
Garantir que 2/3 do tempo seja dedicado ao debate sobre o tema.
Composição do grupo de participantes:
Majoritariamente docentes
Ponto de partida, trabalhar o repertório:
Trazer as pessoas para o mesmo nível, dar contorno, enfoque ao debate. Apresentar contexto e referências sobre o tema em pauta (explicitar suas conexões com as diretrizes e o modelo educacional).
TEMA
TEMPO
Operação
(equipe de trabalho
e apoio GCR e Geduc)
REGISTROS
Dinâmicas
REDE SOCIAL
Temas despertaram interesse e sentido de relevância.
Mais tempo para discussão sobre o assunto. deveria se estender ao longo do dia para que as discussões pudessem ser mais produtivas e aprofundadas.
Permitiram integração e participação de todos. Cumplicidade não hierárquica entre os colaboradores. Todos iguais, unidos pelo mesmo objetivo, a educação.
Metóforas foram bem avaliadas, como instrumentos lúdicos que facilitaram a integração e a percepção do tema e das questões.

As figuras de mediador e relator interferem diretamente na produção final. É preciso ficar atento ao perfil das pessoas escolhidas para assumir esses papeis.

Etapas de apresentação das reflexões têm apontamentos de alerta quanto a tempo (curto) e divisões (muitos grupos - menos pessoas - mais qualidade e participação, porém menos tempo para compartilhar com todos).

Caso em que existem subtemas, cuidado para que no compartilhamento todos consigam fazer conexões entre eles e o tema central.

Dados, referências, materiais produzidos para o Fórum foram bem avaliados. Auxiliam na reflexão sobre o tema.

A composição dos grupos com participantes de diversas áreas da instituição fortaleceu a troca de experiências e o compartilhamento de opiniões distintas.
Mais efetivo que todos os interessados tenham acesso as discussões, seja via redes sociais, grupos de discussão, vídeos das palestras entre outros.
Vislumbrar possibilidade de teleconferência como forma mais atrativa.
Discussões em fóruns virtuais são pouco “emergenciais” na visão das pessoas. As equipes concentram suas forças na operação presencial da unidade, o “virtual” precisa ter uma atratividade diferente para que ele entre na pauta do dia.
E as questões culturais influenciam bastante na entrada para este “mundo”, diversas pessoas têm restrições pessoais para as vivências virtuais. Vide dificuldades com conteúdos virtuais do PDE.
Na escrita (recurso básico dos fóruns) o entendimento perde-se muito. O que um escreve é muito diferente do que o outro consegue compreender, nesse sentido a vivência presencial é muito mais “rica”. Talvez vídeos sejam mais produtivos que os textos.
Quanto a parte virtual, ainda estamos engatinhando, tecnologicamente falando, pois o real impacto dessa interação, ainda se limita ao grupo interno de discussão, não atingindo a instituição e o mais importante, o extra instituição.

É preciso tempo maior para que as pessoas se integrassem à rede se adaptassem a ela. A ferramenta é boa, porém não é muito explorada pela organização, deveria ter maior fomento a utilização do Yammer. A ferramenta ainda não atingiu todo o seu potencial de comunicação e interação.
A interação via rede social, ainda ficou abaixo do que poderia ser. Vai demandar um trabalho de mudança cultural.
Muito favorável e com muitas possibilidades para participação.
e de realização de diversas atividades e com público expressivo.

Certamente a dinâmica do fórum, principalmente considerando as tecnologias de comunicação utilizadas favorecem a formação de rede social e possibilitam discussões futuras sobre o tema
No geral foi bem avaliado, mas houve menção de SOR sobre a falta um check-list para que a unidade possa providenciar as questões básicas do fórum, como exemplo a filmagem, fotos etc.
Também sinalizaram a expectativa de que a GCR e o Geduc dariam um suporte maior às nossas atividades. Geduc respondeu com maior agilidade, GCR teve maior dificuldade. Também consideraram algumas decisões e atribuições confusas.
CONTINUIDADE
No ambiente virtual poderia ter uma forma de maior participação daqueles que estão no Yammer, solicitando que se apresentem ou que possam interagir em tempo real.

O material colhido no fórum servir de base para ações de melhoria na unidade, além de alimentar a devolutiva aos envolvidos.
Atingiu os objetivos gerais, permitindo debates e reflexões entre equipes e que as pessoas colocassem a sua visão/percepção e direcionamento ao que foi discutido.
RESULTADOS ESPERADOS
Deve continuar sendo presencial. A discussão do pós evento, também deve ser feita de forma virtual e presencial.

Esse evento é muito importante para ser mantido apenas desse tamanho. Seria muito interessante se a instituição ampliasse esse evento para que outras instituições e educadores participem.

Além disso, convidar palestrante da área de educação e tecnologia que pudesse trazer um olhar diferenciado.

O petit comitê organizador do evento de cada UO, deveria participar dos fóruns das outras Unidades, incluindo a Supervisão Educacional.

Workshop prévio de como utilizar a ferramenta Yammer.

Estipular um prazo maior para a organização do evento;

Incentivar a utilização da ferramenta Yammer.

Após o evento, compartilhar os resultados e fomentar mais discussões na internet.

Que o evento seja filmado e depois disponibilizado na rede mundial.

Que uma vez a cada ano, seja realizado uma espécie de congresso, onde se reunirão todos os participantes anteriores e diversas atividades (palestras, oficinas, estandes, etc.) .

O Fórum poderia realizar um relatório pós-evento em cada unidade com planos de ação, colocando em prática alguns assuntos discutidos.
SUGESTÕES
68 participantes (44,11% docentes ITQ e 55,89% gestores e técnicos convidados)

R$ 7.569,89
Scribing - 33%

55,88% (38 de 68)
122 (49% docentes; 19,70% coloboradores setores diversos RIP e 31,3% convidados)

R$ 20.143,63
Buffet - 33,50%
100%
162 (50,61% equipe de trabalho TIR/Geduc, 34,56% convidados e 14,19% coloboradores setores diversos da TIR)

R$ 15.255,50
Registro audiovisual (foto/vídeo) - 62,27%

42,59% (69 de 162)
132 (21,21% equipe SOR, 33,33% docentes SOR, 45,45% convidados)

R$ 22.087,49

Buffet (mesa e cestas) - 33%

48,48% (64 de 132)
72 (4 professores, 43 coloboradores e equipe de trabalho do CAS e 25 convidados externos)

R$ 14.011,00

Registro audiovisual (filmagem) - 60,66%
41% (28 de 68 pessoas)
Proposta de Comunicação
PRÉ - aprendizado
DURANTE - Registros
PÓS - Resultados
Temas e Desdobramentos locais
participantes
equipe local
Continuará, com a realização de um fórum a cada 3 meses, totalizando de quatro edições por ano para unidades que não promoveram

A indicação das unidades será feita pelo GPES, considerando calendário do grupo, que participará de todos. O GPES deverá sugerir essas unidades para o ano de 2013 já em agosto de 2012.

As unidades escolhidas deverão prever o valor do investimento em seus planejamentos de PTU para o ano que vem. Valor sugerido por edição: R$ 6.000,00.

UOs definem tema, número de convidados, metodologia.

GOs auxiliam na construção da lista, para dar oportunidade de outros gerentes e supervisores educacionais participarem de ao menos uma edição. Cada UO/gerente participará de pelo menos um fórum por ano (divisão por regiões).

UO deve analisar os resultados e compartilhar os temas que emergiram das reflexões dos participantes para o GPES,

GCR e Geduc serão consultores para planejamento e operação, sob demanda da UO

É necessário comunicar (modelo de comunicação em definição pela GCR e Geduc – proposta será apresentada no dia 03/05).
Full transcript