Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PGE Big Data e Comunicação

No description
by

Guilherme Masi

on 18 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PGE Big Data e Comunicação

3 V's
Velocidade
COMO CHEGAMOS ATÉ AQUI?
Superlativa
Volume
Variedade
testando
KB, MB, GB, TB

2 milênios em 2 dias

Petabyte: 1.000.000.000.000.000

Exabyte: 1.000.000.000.000.000.000
2,5 exabytes/dia
43 petabytes/dia
24 petabytes/dia
Trilha digital

Real-time
Dados não-estruturados

Caótico

Fontes novas e pulverizadas
VOZ DO CLIENTE
“Bem-vindo à cultura da convergência, onde as velhas e as novas mídias colidem, onde a mídia corporativa e a mídia alternativa se cruzam, onde o poder do produtor de mídia e o poder do consumidor interagem de maneiras imprevisíveis”

400 a.C
Século XVIII
De Platão ao Iluminismo
Pessimismo

Saudosismo
Pós-Modernidade
Razão perde dimensão positivista

Consumo e comunicação de massa

Hedonismo e Individualismo
Modernidade
Inverte os locus da felicidade

Cientismo do século XIX
1970
2004
"Hipercapitalismo, hiperclasse, hiperpotência, hiperterrorismo, hiperindividualismo, hipermercado, hipertexto - o que mais não é hiper?"
(Gilles Lipovetsky)
HIPERMODERNIDADE
Se Tecnologia = Matemática
E cada vez mais Comunicação = Tecnologia
Logo, Comunicação = Matemática
HIPERMÍDIA
Emissor
Cultura Participativa
Explosão de conteúdo
Novo Modelo de Comunicação
Mensagem
Receptor
Objetos do dia-a-dia, até então offlines, agora estão conectados.
Internet
das Coisas
Big Data
Internet das Coisas
Nova relação homem-máquina
Coleta de Informações e Análise
Processos de Automação
TIRANDO O BIG DATA DO PAPEL
Técnicas
Correlações
Indicam a força e a direção do relacionamento entre duas variáveis aleatórias.
'O quê' e não 'Por que"
Big Data = Big Marketing
Entender melhor os seres humanos
Análise de Dados
Para Todos
QUAL O VERDADEIRO VALOR DO BIG DATA?
A vantagem competitiva de hoje é o território
comum de amanhã.
FORMAÇÃO ACADÊMICA
"A matemática é algo fundamental para tratar o confuso da mente" (Platão)
Informações objetivas
Sem edição
Comportamento cru
Miopia
Empresas estão com visões erradas:
3 V's não são o ponto final
Apenas algoritmos resolvem
"Antes de exigir mais dos nossos dados, precismos exigir mais de nós mesmos"
Nate Silver
PROBLEMA
Como entender os fundamentos do big data e aplicá-los da melhor maneira ao marketing e à comunicação?
"É hora de perguntar: o que a ciência pode aprender com Google?"
(Chris Anderson)
W.W.W
BIG DATA E COMUNICAÇÃO
os fundamentos de um novo paradigma e sua influência nessa indústria
OBJETIVO
Compreender o mundo do big data a fim de evidenciar sua exata relevância para a indústria da comunicação e seus profissionais.
O QUE É BIG DATA?
Refere-se a conjuntos de dados cujo tamanho supera a capacidade de ferramentas de software de banco de dados típicos para capturar, armazenar, gerenciar e analisar.
Henry Jenkins
Mercado; Eficiência Técnica; Indivíduo
Internet + Consumo
DATA STORYTELLING
Transformar dados em histórias
Big Data = Tecnologia = Matemática
Revolução no mercado de trabalho precisa começar na sala de aula.
Necessidade da Sociedade
Conhecimento
Sala de Aula
Tecnologia da Informação
Cultura Digital
Considerações Finais
Primeiro Contato
Olhar para o futuro
Matemática + Criatividade
OBRIGADO!
Se refere a um alto volume, velocidade e/ou variedade de ativos de informações, que visam o custo-benefício e inovadoras formas de processamento que permitam melhores insights, tomadas de decisão e automação de processos.
Uma nova geração de tecnologias e arquiteturas, projetada para extrair valor econômico a partir de volumes muito grandes de uma grande variedade de dados, permitindo uma alta velocidade de coleta, descoberta e análise.
Ele descreve conjuntos de dados que estão crescendo exponencialmente e são muito grandes, muito brutos ou muito desestruturados para serem analisados por meio de técnicas de bancos de dados relacionais.
Refere-se a coisas que podem ser feitas em grande escala que não podem ser feitas em uma escala menor, para extrair valor de forma a mudar os mercados, as organizações, a relação entre cidadãos e governos e muito mais.
Full transcript