Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Petróleo: no mundo, no Brasil e no ES.

No description
by

Leandro Salarini

on 11 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Petróleo: no mundo, no Brasil e no ES.

Kilder Anders D:
Kilder Øystein
ANDRÉ FURTADO - ANDRÉ VIANA - ANDRESSA AIRES - GUILHERME MUNHÃO - JORDAN TOMAZELLI - LEANDRO SALARINI - LUCIO GAIGHER
Instituto Federal do Espírito Santo Vitória, ES V05
PETRÓLEO: o queridinho do século XXI
história
Devido a exudações e afloramentos frequentes no Oriente Médio, no período de 4000 a.C. alguns povos já utilizavam o petróleo - o betume - na pavimentação de estradas.

Em 347 a.C., chineses perfuravam poços utilizando varas de bambu.
As revoluções industriais mudaram a forma de se conseguir energia no mundo. Antes delas, o ser humano utilizava a tração animal, aproveitava o vento nos moinhos ou as correntezas dos rios.

Depois delas, no entanto, surgem as máquinas - e com elas os combustíveis fósseis.
as fases da matriz energética
FASE i
1859-1911
O petróleo ainda não estava consolidado como principal insumo mundial, e sua demanda era basicamente para produção de querosene.
FASE ii
1911-1928
FASE iii
1928-1973
FASE iv
1973-1986
FASE v
1986-presente
A Primeira Guerra Mundial: importância do petróleo no mundo.


Cartel das sete irmãs
90% da produção mundial
Standart Oil of New Jersey (Exxon) - Standart Oil of California (Chevron) - Gulf - Mobil - Texaco - Brithsh Petroleum - Royal Dutch-Shell
Criação da OPEP:

Arábia Saudita - Argélia - Catar - Emirados Árabes - Irã - Iraque - Kuwait - Líbia -Angola - Nigéria - Equador - Venezuela
Fase marcada por 2 crises mundiais na produção, que brecam o crescimento dos países em desenvolvimento - inclusive o Brasil
FORÇA A BUSCA POR NOVAS FONTES PARA DIMINUIR A DEPENDÊNCIA DO PETRÓLEO
Forte influência do mercado - e nele -, que causam grande instabilidade nos preços.
APESAR DA BUSCA POR NOVAS FONTES, A DEMANDA CONTINUA ALTA
a produção mundial
história
A indústria petrolífera moderna data de meados do século XIX.

James Young:

criação do processo de refino - 1850.

De 1874 ao final do século XIX, os EUA dominaram - praticamente sozinhos - o comércio mundial, graças ao empresário John D. Rockenfeller.

O PRIMEIRO POÇO MODERNO:



O PRIMEIRO POÇO DAS AMÉRICAS:

O PRIMEIRO POÇO DOS EUA - e de extração a grandes profundidades:
Bibi-heybet, próximo a Bacu, no Azerbaijão
- maiores produtores do século XIX: 50% da produção mundial

Canadá, 1858.


Agosto de 1859, Pensilvânia. O poço de Edwin L. Drake: 21 metros
E MAIS UM POUCO DE HISTÓRIA
1901: a produção do grupo NOBEL - capital russo e sueco - na próspera área do Cáucaso chega a 11,7 milhões de toneladas, contra 9,5 milhões dos EUA.

Enquanto isso, o resto do mundo produziu, ao todo,
1,7 milhão de toneladas.
A CRIAÇÃO DA
OPEP
E A
ESTATIZAÇÃO DAS EMPRESAS PETROLÍFERAS
NOS PAÍSES PRODUTORES PERMIITIRAM QUE ESSES PAÍSES CONTROLASSEM O MERCADO ATUALMENTE
AS 100 MAIORES EMPRESAS DO SÉCULO XX ERAM DO RAMO PETROLÍFERO
capacidade de refino
produção
consumo
os valores de mercado são regidos pelos países produtores e a OPEP
2001-2013
1947-2004: como os incidentes mundiais alteraram os preços
a produção no Brasil
1930: o petróleo deveria ser monopólio do governo ou aberto também à iniciativa privada?
1953:
"O petróleo é nosso"
- criação da
PETRÓLEO BRASILEIRO S.A.
a produção no Brasil
O ano chave para o início da exploração brasileira é 1973.

Com a crise, a Petrobras precisou mudar as estratégias de exploração, que eram basicamente parcerias internacionais.
O país importava, nesse período, 90% da demanda nacional.
Em 1974 começa a pesquisa para exploração da bacia de Campos-RJ
a produção no Brasil
2000:
90% DA PRODUÇÃO NACIONAL
2007: PRÉ-SAL
Extensão de 800km na costa brasileira, numa faixa que se estende do litoral catarinense ao capixaba.

Em 2008 houve a primeira extração de óleo dessa faixa.
O Brasil é o 13º da lista dos maiores produtores de petróleo no mundo.

Foi responsável por 2,7% da produção mundial no ano passado.


PRODUÇÃO EM 2012:
2,14mi barris/dia
PRODUÇÃO EM 2011:

2,19mi barris/dia
VARIAÇÃO DO PERÍODO:
-2%
AM
CE
RN
AL
SE
BA
ES
RJ
SP
PR
0,13%
0,26%
0,30%
1,60%
1,80%
1,90%
2,00%
2,80%
15%
74%
a exploração no ES
O nosso estado é o segundo maior produtor de petróleo - e gás - do país.

DESTAQUE:

campo de Golfinho, no norte capixaba.

60% da extração do óleo em terra: Campo de Fazenda Alegre.
DESDE 2006

Os gasodutos de integração escoam
20 milhões de m³
de gás por dia
TRECHOS:
Vitória-Cacimbas

Cacimbas-Catu [2010]

Cabiúnas-Vitória
a exploração no ES
PRÉ-SAL: a promessa.

Em 2007 a Petrobras anunciou a descoberta desta grande fonte de petróleo, formado antes da camada de sal que se encontra sobre ele.

Além de ser uma grande reserva, a densidade do óleo encontrado é baixa, sendo o mesmo considerado leve.


REFINO MAIS FÁCIL
LIBERA MENOS ENXOFRE: valorização
PRODUZ MAIS DERIVADOS FINOS
ES: 450 milhões de barris de óleo leve
por que promessa?
Explorar essa camada é realmente complicado. A Petrobras até extrai petróleo de poços com 5mil metros de profundidade, mesmo com rochas - e é a melhor do mundo nisso.

Entretanto, nenhum desses poços tem essa camada instável de sal. E além do sal, há outras desvantagens.
profundidade
7 mil kilômetros - 2 mil de água, 2 mil de rochas e mais 1 ou 3 mil de sal
o sal
A essa profundidade a camada de sal é instável demais. E o sal, viscoso.
Isso força o desenvolvimento de novas técnicas de extração.
e tecnologias!
custo
NOVAS TECNOLOGIAS
+
MAIOR MÃO DE OBRA
++ CUSTO
o petróleo
O petróleo ferve nas rochas, e precisa ser mantido quente, pois mudanças bruscas de temperatura formam coágulos, que entopem os dutos.
impacto ambiental
A Petrobras começou a exploração de petróleo em áreas marítimas em 1968. Hoje, 84% da produção nacional vem daí.

Só que nem tudo é fácil - e nem sempre dá certo. Os derramamentos de óleo no mar são um grande prejuízo, financeiro e naturais.
FASE 1: 45 dias


FASE 2: refino
Poços perfurados - afetam fauna e flora com fluidos de perfuração


Descarte de efluentes líquidos, emissão de gases e vápores tóxicos, além dos resíduos sólidos
O contato com o petróleo cru causa efeitos gravíssimos principalmente em plantas e animais. Nos mangues, o petróleo mata as plantas ao recobrir suas raízes, impedindo sua nutrição.

Além disso, a baixa velocidade das águas e o emaranhado vegetal nesses locais dificulta a limpeza.
impacto ambiental
Contenção
O último derramamento de grandes proporções no Brasil:
Baía de Guanabara, 2000.


Desde então, a Petrobras deu início ao
Pégaso
.
Programa de Excelência em Gestão Ambiental e Segurança Operacional
Com o Pégaso, foram instalados
NOVE
centros de defesa ambiental.

Eles funcionam como um
"corpo de bombeiros"
contra vazamentos, e contam com barcos, balsas, recolhedores e milhares de metros de barreiras de contenção.
Na UFC, começaram as pesquisas para o desenvolvimento de um produto que faça a biodegradação do óleo.
Nos ensaios, o produto absorveu 92% do pétroleo
.
o PCN - plano de contingência nacional
Estipula desde capital humano e equipamentos de prevenção a procedimentos no controle e combate à poluição das águas, mas ainda não foi regulamentado pelo Governo Federal.
crescimento econômico e energético
crescimento econômico e energético
O estado tem o maior complexo de pelotização de minério de ferro do mundo e é o maior produtor
nacional de placas de aço.

É, além disso, o primeiro produtor e exportador mundial de celulose branqueada de fibra curta, o maior exportador de mármore e granito da América Latina, e um dos principais produtores de petróleo e gás do País.
EM 2010 A INDÚSTRIA NO ES CRESCEU BEM ACIMA DA MÉDIA NACIONAL
- e foi a maior taxa de crescimento no país -
O Espírito Santo irá receber, entre 2011-2015, investimentos da ordem de R$ 98,8 bilhões.
Desse total, aproximadamente 70% são referentes aos setores de siderurgia e petróleo.
PETROBRAS
+ Terminal de Apoio às Atividades de Exploração e Produção Offshore.
+ Complexo Gás-Químico: ureia, metanol, formaldeído, ácido acético e ácido fórmico
Em 2 períodos governamentais (2007-2010 | 2011-2014), o estado pulou de 8º para 4º maior PIB do país.

Mais da metade dos capixabas, em 2010, já estavam inseridas na classe média.

E o índice de pobreza foi reduzido à metade.
o plano ES-2030
O PLANO ORIGINAL, ES-2025, FOI LANÇADO EM 2002, NO PRIMEIRO GOVERNO DE PAULO HARTUNG
ENTRE 2002 E 2007 O CRESCIMENTO MÉDIO DO PIB FOI DE 5%
EM 2007, O PIB DO ESTADO ERA 25% SUPERIOR AO NACIONAL

Verificou-se que acumular capital humano era mais importante que o capital físico:
mão de obra qualificada
crescimento - a longo prazo
A cadeia produtiva do setor de petróleo e gás representa uma das áreas mais promissoras para o crescimento da atividade econômica estadual no médio prazo, a exemplo do que vem ocorrendo desde o começo da atual década, o que vem aumentando o PIB per capta e atraindo mais e mais investidores.
Uma política que influenciou muito as mudanças no ES foi a quebra do monopólio da Petrobras, permitindo a atuação de empresas privadas em todos os elos da indústria de petróleo.
REFERÊNCIAS
http://ijsn.es.gov.br/Sitio/attachments/810_O%20Esp%C3%ADrito%20Santo%20em%20Perspectiva.pdf

http://www.sedes.es.gov.br/index.php/noticias/382-espirito-santo-ultrapassa-a-producao-de-300-mil-barris-de-petroleo-por-dia

http://www.brasilglobalnet.gov.br/ARQUIVOS/Publicacoes/GuiaInvestidor_EspiritoSantoP.pdf

http://infografire.blogspot.com.br/2011/09/pre-sal-petroleo-no-espirito-santo.html

http://economia.uol.com.br/album/2013/03/07/conheca-a-historia-da-petrobras.htm#fotoNav=28

http://pt.wikipedia.org/wiki/Petrobras
uma fazenda em Linhares..
Aos 75 anos, Marim já era um bem-sucedido produtor de cana-de-açúcar e pimenta. Poderia ter simplesmente sentado sobre sua reserva e desfrutado os royalties que brotaram da terra. Preferiu investir em novos negócios. Comprou um hotel. Os 66 quartos do Linhatur são modestos. Ainda assim, vivem ocupados por funcionários da indústria de petróleo, que espetou 1 400 torres de extração de óleo na superfície de Linhares e mantém ali a segunda maior usina de processamento de gás do país.
Embalada pelo petróleo e pelo surto empreendedor, a economia de Linhares cresceu 70% desde 2000.

Em 2004, a cidade contava com 600 indústrias. Em 2008, tinha 1000.
A prosperidade atraiu 12000 migrantes.

Setor de petróleo e gás: 9 000 pessoas empregadas em 2008
No centro, começam a surgir prédios. Um deles é um edifício de quarenta apartamentos ao custo unitário de 500 000 reais da construtora de Marcelo Japhet.

Há dez anos, o empresário tinha um posto de gasolina. Depois que o petróleo começou a jorrar, o número de carros novos vendidos dobrou. As vendas de Japhet quintuplicaram.

Aqui e acolá, os primeiros arranha-céus se juntam às torres de extração de petróleo no horizonte de Linhares.
Full transcript