Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Realismo

No description
by

William Germano

on 16 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Realismo

O realismo no Brasil
Retrato da Sociedade
Aspectos negativos da natureza humana: o avarento, o covarde, o ambicioso, o fraco, o mesquinho, a adúltera, a prostituta.
Gosto pelos detalhes específicos- objetivando precisão e fidelidade, o realista não abre mão dos detalhes e minúcias na caracterização das personagens e ambientes, na observação das atitudes e sentimentos.
Materialização do amor- o homem passa a ver a mulher como objeto de prazer e é comum a temática do adultério e dos crimes passionais.
Denúncias das injustiças sociais- Acreditando numa função social da arte, os realistas fazem dela uma arma de combate a denúncia das diferenças sociais, mostrando os preconceitos, a hipocrisia, a ambição dos homens e a exploração das classes menos favorecidas.
Determinismo e relação entre causa e efeito- procura uma explicação lógica para as atitudes das personagens, considerando a soma de fatores que justificam suas ações.
Linguagem próxima à realidade e preocupação formal- linguagem simples, natural, correta, clara e equilibrada.
Características do Realismo
Veracidade- desprezando a imaginação romântica, o realista procura narrar fatos que tenham seus comportamentos na realidade exterior, evitando portanto, situações que possam parecer artificiais ou improváveis.
Contemporaneidade- o realista procura a realidade que lhe é contemporânea.
Retrato fiel das personagens- na busca da verdade o realista prefere retratar tipos concretos, vivos, não-idealizados. Por coincidir com o desenvolvimento da psicologia, o Realismo além de retratar,procura
interpretar o caráter
da personagem e os motivos de suas ações.
As influências
Em meados do século XIX, ocorreu na Europa uma forte reação à estética romântica. Artista e escritores passavam a buscar uma linguagem capaz de abordar de modo mais real a vida cotidiana de ricos e pobres. Cenas comuns em que pessoas anônimas trabalham ou se relacionam entre si começaram a aparecer em textos literários e em diversas formas de arte , sobretudo na pintura.
Contexto de produção
O divisor de águas entre o Romantismo e o Realismo em Portugal foi a Questão Coimbrã (1865), polêmica travada entre Antonio Feliciano de Castilho, poeta romântico radicado em Lisboa, e Antero de Quental, radicado em Coimbra e líder de jovens estudantes que sonhavam com uma cultura portuguesa reformista, dinâmica, livre de conservadorismo e dos modelos clássicos e adeptos das discussões sobre as questões sociais e políticas sob a ótica objetiva do Realismo.
O Realismo em Portugal

O Realismo
Abolição da escravatura;
Fim da monarquia;
Inicio da era republicana;
Guerra do Paraguai;
Libertação dos escavos.
O Brasil acompanha a série de transformações que ocorreram na Europa e que desencadearam o abandono progressivo da estética romântica e a ascenção do realismo. O diálogo entre o Brasil e parte da europa se faz de modo cada vez mais intenso, ora funcionando como referencial para nossa cultura, ora servindo de modelo imitado pelas elites, que se sentiam "modernas" ao adotar posturas intelectuais que não condiziam com a realidade social brasileira.
Marx e Engels
O
Socialismo cientifico
de Karl Marx e Friedrich Engels que define o materialismo histórico e a luta de classes;
O
Positivismo
de Augusto Comte, preocupado com o real-sensivel, com o fato defendendo o cientificismo no pensameto filosófico e a conciliação entre "ordem e progresso"; defende ainda que os unicos meios de se atingir o conhecimento válido são a observação, a experimentação e a comparação.
O
evolucionismo
de Charles Darwin, a partir da tese defendida de que o homem descende dos animais inferiores e que na vida animal há uma luta contínua pela existência, da qual resultaria a sobrevivência dos mais aptos, por um processo de seleção natural. No Brasil, o ano inaugural do Realismo foi 1881 com a publicação de dois romances fundamentais, que modificaram o curso de nossas letras: Memórias póstumas de Brás Cubas, o primeiro romance realista de Machado de Assis.
Principais autores
Eça de Queirós - iniciou sua trajetória literária sob inluência romântica, passou a escrever na sua segunda fase, obras de forte conteúdo crítico sobre a burguesia e o clero. Produziu um painel da sociedade portuguesa, dos comportamentos femininos, das ambições masculinas, da corrupção do clero de então e minuciosas descrições de vários ambientes lisboetas do fim do séc. XIX. Seu prmeiro romance de grande êxito foi O primo Basílio, cujo tema é o adultério feminino. Outros destaques: O crime do Padre Amaro, Os Maias, As cidades e as serras e outros.
Antero de Quental- inaugura o Realismo na poesia portuguesa com a obra Odes Modernas; caracteriza-se pelo pessimismo e pela busca de respostas metafísicas para questões como a morte, a vida, as forças do inconsciente e o destino do homem.
Cesário Verde- Explorou temas da realidade cotidiana, utilizando uma linguagem comum e livre dos exageros da retórica para valorizar o trabalho, protestar contra a degradação humana, falar das ruas de Lisboa e retratar os cidadãos comuns.
Já não há mais lugar para o subjetivismo e o sentimentalismo romântico, o público tem novas necessidades materiais, e o positivismo, o evolucionismo e o determinismo europeus difundem-se entre alguns setores da elite. A presunção de que a ciência tudo poderia explicar faz com que a literatura se deixe conquistar pelo objetivismo e cientificismo.

Principais acontecimentos:
1850- Abolição do tráfico de escravos por imposição da Inglaterra;
1854- Inauguração da primeira estrada de ferro no Brasil, acelerando o desenvolvimento capitalista; fundação de vários bancos;inauguração de linhas telegráficas.
1870- Fim do regime monárquico, cria-se o partido republicano.
1888- Abolição da escravatura, provocando insatisfação entre os fazendeiros.
1889-Deodoro da Fonseca proclama a República em 15 de novembro.
O Realismo no Brasil
Machado de Assis- maior escritor brasileiro de todos os tempos escreveu romances, peças de teatro, poesias, contos e crônicas, além de ter tido importante participação no jornalismo. suas primeiras obras de ficção caracterizam-se pela adesão à estética romântica: acontecimentos da corte misturam-se à vida familiar das classes alta e média, ao mesmo tempo que intrigas amorosas e disputas por prestígio e poder mobilizam heróis e heroínas.
A grande transformação na literatura machadiana, contudo, ocorreu com a publicação de
Memórias Póstumas de Brás Cubas
, obra de 1881, marco inicial do Realismo literário no Brasil. Escrito de forma inovadora se comparado a romances anteriores públicados no país,
Memórias póstumas
traz a figura inusitada do defunto Brás Cubas a relatar episódios da sua vida. Em todos os romances machadianos o desmascaramento dos intereses e a precariedade das relações sociais são temas recorrentes. Contudo, em Dom Casmurro a mentira e a dissimulação infiltram-se na familia burguesa e no sentimento amoroso elementos portadores dos mais altos valores humanos para o romance romântico.
Machado Contista
Em seus contos Machado de Assis oferece ao leitor inúmeras possibilidades de leitura. Neles, alinha o olhar atento aos costumes da sociedade do segundo reinado e dos primeiros anos da república e a capacidade singular de investigar o caráter e o modo como as pessoas se posicionam no mundo são verdadeiros documentos de época, ao mesmo tempo traçou um preciso estudo das profundesas da alma humana.
Raul pompeia: Uma crônica de saudades
Raul Pompeia figura, ao lado de Machado de Assis como um dos representantes do Realismo literário no Brasil. Sua obra, composta de poemas em prosa, crônicas, uma novela e narrativas curtas, experimenta assim como a de Machado, formas diferentes de escrita literária, sem atingir os mesmos resultados. Contudo seu romance intitulado O Ateneu: Uma crônica de saudades publicada em 1888 conquista o interesse dos estudiosos de literatura em nosso país.
Full transcript