Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Classes farmacológicas

No description
by

WESLEY CAMPOS

on 12 August 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Classes farmacológicas

Classes Farmacológicas
Classes de medicamentos
Fármacos que atuam no sistema cardiovascular
Classes farmacológicas
A seguir, algumas informações básicas sobre as principais classes de medicamentos disponíveis nas farmácias do Brasil.
Classes farmacológicas
1) fármacos que atuam no sistema nervoso central

Classes farmacológicas
Outra classificação dos medicamentos leva em conta o efeito principal pelo qual eles são utilizados terapeuticamente.
Classes farmacológicas
Classes farmacológicas
Classes farmacológicas
O objetivo deste capítulo está longe de esgotar o assunto, pois isso seria tarefa para milhares de páginas.
Valem lembrar que o balconista não indica medicamentos para os clientes, apenas os entrega juntamente com informações sobre o modo correto de uso.
E os farmacêuticos também podem indicar medicamentos, desde que não tarjados para os pacientes.
Somente o médico e o cirurgião dentista estão habilitados e autorizados por lei para prescrever medicamentos.
1.2) estabilizadores de humor: fármacos indicados para o tratamento do transtorno bipolar de humor. Exemplo: lítio.
1.1) antidepressivos: são fármacos indicados para a depressão e outros transtornos depressivos de humor. Exemplos: agomelatina, amitriptilina e fluoxetina.
1.3) ansiolíticos: indicados para os transtornos de ansiedade, como transtorno de estresse pós-traumático e transtorno de ansiedade generalizada.
Exemplos: bromazepam e diazepam.






1.4) hipnótico-sedativos: indicados para induzir o sono. Exemplos: midazolam e zolpidem.


1.5) anticonvulsivantes: indicados para transtornos epileptiformes.
Exemplos: carbamazepina e topiramato.
1.6) antiparkinsonianos: indicados para o tratamento de Mal de Parkinson.
Exemplos: biperideno e
levodopa + carbidopa.
1.1) fármacos para
insuficiência cardíaca congestiva
1.2) antiarrítmicos: indicados para o tratamento de arritimias cardíacas.
Exemplos: adenosina, sotalol.
Outros fármacos: captopril, losartano.
Diuréticos: furosemida, hidroclorotiazida.
Anti-hipertensivos: indicados para o tratamento da hipertensão arterial.
Simpatolíticos: doxazosina, propranolol.
Vasodilatadores: hidralazina, nitroprusseto de sódio.
Fármacos do aparelho respiratório
Antitussígenos: inibem o reflexo da tosse. Exemplos: cloperastina, dropropizina.
Expectorantes e mucolíticos: promovem a expectoração. Exemplos: ambroxol, carbocisteína.
Fármacos para o resfriado: aliviam os sintomas do resfriado comum. Exemplos: nafazolina, paracetamol.
Antiasmáticos: indicados para a profilaxia de crises agudas de asma ou para o alívio do broncoespasmo, quando já instalado. Exemplos: salbutamol, zafirlucaste.
Full transcript